João Batista diz que governo está em situação privilegiada na disputa na Câmara, mas recomenda cautela

Cada um luta por um espaço melhor no cenário político, diz o secretário

João Batista acha que a disputa é normal e legítima
João Batista acha que a disputa é normal e legítima

Cioso e econômico com as palavras por conta de sua posição estratégica dentro do governo por dirigir uma secretaria com frequentes interlocuções com a Câmara e os 21 vereadores, o secretário de Governo João Batista Pontes não economizou nas palavras para dizer que a base do governo Luciano Leitoa está forte e em situação privilegiada na disputa pela Mesa Diretora da Câmara mais uma vez. Ele disse, em conversa com o titular do blog, que a disputa pela presidência entre quatro vereadores da base é salutar e legítima, pois cada disputa por espaço melhor no cenário político do município e isso é normal para o crescimento político.

Ao tempo em que elogiou João Batista também aconselhou como uma pessoa que está de fora da disputa e com imparcialidade, que tudo fique restrito às conversas, entendimento e compromissos sem transpor os limites da disputa ou transpassar os termos políticos, pois assim da forma que estava se encaminhando a oposição pode muito bem se aproveitar da situação e a sociedade ficar sem entender porque tanto acirramento dentro da base, salientou João Batista.

O secretário acrescentou que o prefeito Luciano Leitoa acompanha tudo de perto, mas sem a necessidade que qualquer intervenção ou influência na disputa, pois os quatro candidatos são da base e qualquer que vencer o governo estará bem contemplado, salientou afirmando que essa seria sua posição e opinião pessoal.

Outro ponto analisado pelo secretário é a troca de farpas entre os vereadores e que podem criar escaramuças ou trincagens  e feridas que sejam difícil cicatrizar em pouco tempo. Para João Batista o ideal seria que a disputa encerra-se na proclamação do resultado e o nome do vencedor a partir então o processo seguiria seu curso normal com a base e a oposição tratando dos assuntos em benefícios dos cidadãos timonenses e nos projetos para o crescimento da cidade, fez questão de frisar João Batista Pontes.

O secretário disse acreditar na maturidade dos vereadores que disputam a presidência da Casa e que a partir de agora as questões fiquem sendo tratadas dentro do tempo certo, afinal a eleição da mesa diretora só deverá ocorrer em abril do próximo ano.