Tribunal de Contas prepara auditoria para investigar atrasos no repasse de descontos consignados

Servidores estão recebendo advertência dos credores pelo não pagamento

Os descontos nos contracheques dos servidores públicos estaduais para o pagamento de débitos consignados e não repassados pelo governo do estado às instituições credoras serão alvos de uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado. A decisão foi tomada semana passada depois que começaram a ser divulgadas informações de que os descontos não estavam sendo repassados.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Uma equipe de auditores será encarregada de fazer uma devassa nas contas do governo relacionadas a este caso, a fim de apurar se são verdadeiras. Os empréstimos consignados são contratos firmados entre instituições financeiras e servidores públicos, com cláusulas de desconto automático autorizado pelo beneficiário nos contracheques tendo o governo como mediador e responsável pelo desconto e repasse. Muitos servidores estão recebendo dos credores advertência pelo não pagamento e o risco de o nome figurar no Cadastro de Inadimplentes. Com isso, as reclamações passaram a ser maiores nos últimos dias com a divulgação e o fato chamou a atenção dos auditores do TCE, que agora vão dar início a uma auditoria.