1. Blogs
  2. Espaço Forrozeiro
  3. Solange Almeida processa Aviões do Forró e pede indenização de R$ 5 milhões
Publicidade

Solange Almeida processa Aviões do Forró e pede indenização de R$ 5 milhões

Solange Almeida entrou com um processo contra o empresário Antonio Isaias Paiva Duarto, dono do Aviões do Forró. A artista alega ter sofrido assédio depois de ter sido expulsa do grupo em fevereiro de 2017. 

Solange Almeida (Foto: reprodução Facebook)

Solange afirma que saiu da banda “sem acordo prévio”. A cantora pede uma indenização de R$ 5 milhões de reais. 

Segundo informações do site ‘O Povo’, Solange pede que os bens do grupo como ônibus, valores bancários e empreendimentos fossem bloqueados.

O juiz responsável pelo caso indeferiu o pedido. O motivo é que Solange entrou com o processo dois anos depois de sua saída do Aviões do Forró. 

Cantora alega ter sido 'expulsa' da banda Aviões do Forró 

A assessoria de Solange esclarece que a artista teria tentado resolver as pendências com seus ex-sócios, mas não obteve reciprocidade.

“O único objetivo da ação judicial em questão é a de ver reconhecidos os direitos da artista Solange Almeida pelos seus mais de 11 (onze) anos de banda Aviões do Forró e que até agora não foram pagos pelos administradores da empresa e demais sócios que permaneceram na banda”, informa.

Outro lado

A acusação sustenta que a cantora Solange Almeida foi comunicada de seu desligamento no fim de 2016. A artista só ficaria no grupo até o carnaval de 2017. O empresário Antonio Isaias Paiva Duarto comunicou que em breve irá emitir uma nota sobre o assunto. 

Solange Almeida entrou com um processo contra o empresário Antonio Isaias Paiva Duarto, dono do Aviões do Forró. A artista alega ter sofrido assédio depois de ter sido expulsa do grupo em fevereiro de 2017. 

Solange Almeida (Foto: reprodução Facebook)

Solange afirma que saiu da banda “sem acordo prévio”. A cantora pede uma indenização de R$ 5 milhões de reais. 

Segundo informações do site ‘O Povo’, Solange pede que os bens do grupo como ônibus, valores bancários e empreendimentos fossem bloqueados.

O juiz responsável pelo caso indeferiu o pedido. O motivo é que Solange entrou com o processo dois anos depois de sua saída do Aviões do Forró. 

Cantora alega ter sido 'expulsa' da banda Aviões do Forró 

A assessoria de Solange esclarece que a artista teria tentado resolver as pendências com seus ex-sócios, mas não obteve reciprocidade.

“O único objetivo da ação judicial em questão é a de ver reconhecidos os direitos da artista Solange Almeida pelos seus mais de 11 (onze) anos de banda Aviões do Forró e que até agora não foram pagos pelos administradores da empresa e demais sócios que permaneceram na banda”, informa.

Outro lado

A acusação sustenta que a cantora Solange Almeida foi comunicada de seu desligamento no fim de 2016. A artista só ficaria no grupo até o carnaval de 2017. O empresário Antonio Isaias Paiva Duarto comunicou que em breve irá emitir uma nota sobre o assunto. 

Forró dos Plays anuncia a contratação de Dayse Santana Bastante abalada, namorada de Gabriel Diniz se despede do cantor em velório