1. Blogs
  2. Mãe de primeira
  3. A grande aventura de sair de casa com um bebê
Publicidade

A grande aventura de sair de casa com um bebê

Sendo mãe de primeira viagem percebi que uma simples ida ao shopping precisa de todo um planejamento. Não é tão simples sair quando se tem um bebê, principalmente pela bagagem que a gente carrega junto (praticamente a casa).

Um simples passeio no shopping pode ser uma grande aventura

Por exemplo, vamos ao shopping com a mamãe e o bebê aqui. Parece um destino fácil, né?

Primeiro erro que detectei indo sozinha ao shopping com o Igor Fernando:  Nunca subestime uma caminhada nos corredores do shoppings com crianças e sacolas. Além do mais, ir ao banheiro a gente não pode nem cogitar.

A bolsa: Não, não estamos falando daquele objeto tão adorado por nós mulheres e sim da casa que a gente carrega dentro de uma “mala”, que parece mais a cartola de um mágico. Nessa bolsa precisamos garantir que não falte nada a ponto de você ter que voltar em casa para pegar e acabar desistindo de sair novamente.

A maioria das vezes, quando saiu de casa o Igor dorme

Nessa “cartola mágica” devem conter itens básicos para uma passeio com duração de quatro horas (não se preocupe, você não consegue ficar mais tempo que isso): água, fraldas, leite, lenço umedecido,  remédios, trocador, roupa de calor (mesmo se tiver frio), roupa de frio (mesmo se tiver calor). Por ser uma mala de mágico de lá devem sair itens que proporcionem alegria e entretenimento para distrair a criança quando ela ficar entediada.

Após aprontar mala é hora de arrumar o Igor. Sempre separo três trocas de roupas. A que ele vai vestido e mais duas dentro da mala. Sempre levo roupas a mais por medo dele fazer o numero dois e sujar toda a roupa.

Criança pronta, agora é hora da mamãe se arrumar: sempre iremos o mais confortáveis possível. Maquiagem torna-se um luxo. O cabelo já tem até a marca do rabo de cavalo. Você não querer perder tempo escolhendo roupa, pois corre o risco da criança ficar com fome ou dormir antes mesmo de você sair de casa.

Mas a maioria das vezes a gente conta com a ajuda do papai, vovó e titias

Todo mundo pronto agora é hora de checar se está tudo desligado na casa e juntar as coisas para sair. Bolsa pessoal, ok! Mala de mágico, ok também! Então podemos sair. (mas é bom checar se não tem fraldas suja antes de sair).

Uma dica que sempre faço é anotar que eu preciso levar. Pra não lembrar as cosias dele e esquecer as minhas.

No carrinho seu filho dormiu e você acaba sentando no banco quietinha enquanto toma um sorvete e descansa da aventura que é sair de casa com uma criança pequena.

Sendo mãe de primeira viagem percebi que uma simples ida ao shopping precisa de todo um planejamento. Não é tão simples sair quando se tem um bebê, principalmente pela bagagem que a gente carrega junto (praticamente a casa).

Um simples passeio no shopping pode ser uma grande aventura

Por exemplo, vamos ao shopping com a mamãe e o bebê aqui. Parece um destino fácil, né?

Primeiro erro que detectei indo sozinha ao shopping com o Igor Fernando:  Nunca subestime uma caminhada nos corredores do shoppings com crianças e sacolas. Além do mais, ir ao banheiro a gente não pode nem cogitar.

A bolsa: Não, não estamos falando daquele objeto tão adorado por nós mulheres e sim da casa que a gente carrega dentro de uma “mala”, que parece mais a cartola de um mágico. Nessa bolsa precisamos garantir que não falte nada a ponto de você ter que voltar em casa para pegar e acabar desistindo de sair novamente.

A maioria das vezes, quando saiu de casa o Igor dorme

Nessa “cartola mágica” devem conter itens básicos para uma passeio com duração de quatro horas (não se preocupe, você não consegue ficar mais tempo que isso): água, fraldas, leite, lenço umedecido,  remédios, trocador, roupa de calor (mesmo se tiver frio), roupa de frio (mesmo se tiver calor). Por ser uma mala de mágico de lá devem sair itens que proporcionem alegria e entretenimento para distrair a criança quando ela ficar entediada.

Após aprontar mala é hora de arrumar o Igor. Sempre separo três trocas de roupas. A que ele vai vestido e mais duas dentro da mala. Sempre levo roupas a mais por medo dele fazer o numero dois e sujar toda a roupa.

Criança pronta, agora é hora da mamãe se arrumar: sempre iremos o mais confortáveis possível. Maquiagem torna-se um luxo. O cabelo já tem até a marca do rabo de cavalo. Você não querer perder tempo escolhendo roupa, pois corre o risco da criança ficar com fome ou dormir antes mesmo de você sair de casa.

Mas a maioria das vezes a gente conta com a ajuda do papai, vovó e titias

Todo mundo pronto agora é hora de checar se está tudo desligado na casa e juntar as coisas para sair. Bolsa pessoal, ok! Mala de mágico, ok também! Então podemos sair. (mas é bom checar se não tem fraldas suja antes de sair).

Uma dica que sempre faço é anotar que eu preciso levar. Pra não lembrar as cosias dele e esquecer as minhas.

No carrinho seu filho dormiu e você acaba sentando no banco quietinha enquanto toma um sorvete e descansa da aventura que é sair de casa com uma criança pequena.

Minha experiência com a vacinação na rede particular Situações constrangedoras que só os pais passam