1. Blogs
  2. Opinião
  3. Cabo de guerra
Publicidade

Cabo de guerra

A nós população resta esperar, caiu o ministro da saúde, infelizmente no meu ver, a crise federativa vai abrandar ou agravar? Veremos um cabo de guerra entre governos estaduais e federal esfacelando a democracia? Aprenderemos a conjugar os esforços de salvaguarda da saúde com a necessidade de manterem a economia brasileira minimamente preservada? Assistiremos embasbacados o governador do estado do Piauí com suas tabelas de gastos ridículas e injustificáveis expondo a falta de respeito com o patrimônio público e a certeza de impunidade que ele vem exibindo ao longo dos anos, na tranquilidade de quem conta com a colaboração de quem lhe deveria fiscalizar e punir, no nosso tradicional marasmo?

Fico profundamente abalada ao ver o rumo que as coisas vem tomando, sem nenhuma garantia ou certeza de que teremos um real sequer aplicado de forma correta vimos o governador clamar mais entre os incontáveis empréstimos de sua gestão, em um assombroso montante de um bilhão de reais, o dobro do pretendido por São Paulo,  tanto um estado com muito mais habitantes a proteger como múltiplas vezes mais solvente que nosso sofrido Piauí!

Sinceramente ñ dou conta de entender como estaremos daqui a um ano, no meio desta guerra interna, uma pandemia externa e o roubo tresloucado da política local, só nos resta esperar...Nunca fui pessimista,  nunca fui dada a catastrofismo, mas estou realmente abalada.

A nós população resta esperar, caiu o ministro da saúde, infelizmente no meu ver, a crise federativa vai abrandar ou agravar? Veremos um cabo de guerra entre governos estaduais e federal esfacelando a democracia? Aprenderemos a conjugar os esforços de salvaguarda da saúde com a necessidade de manterem a economia brasileira minimamente preservada? Assistiremos embasbacados o governador do estado do Piauí com suas tabelas de gastos ridículas e injustificáveis expondo a falta de respeito com o patrimônio público e a certeza de impunidade que ele vem exibindo ao longo dos anos, na tranquilidade de quem conta com a colaboração de quem lhe deveria fiscalizar e punir, no nosso tradicional marasmo?

Fico profundamente abalada ao ver o rumo que as coisas vem tomando, sem nenhuma garantia ou certeza de que teremos um real sequer aplicado de forma correta vimos o governador clamar mais entre os incontáveis empréstimos de sua gestão, em um assombroso montante de um bilhão de reais, o dobro do pretendido por São Paulo,  tanto um estado com muito mais habitantes a proteger como múltiplas vezes mais solvente que nosso sofrido Piauí!

Sinceramente ñ dou conta de entender como estaremos daqui a um ano, no meio desta guerra interna, uma pandemia externa e o roubo tresloucado da política local, só nos resta esperar...Nunca fui pessimista,  nunca fui dada a catastrofismo, mas estou realmente abalada.

A campanha que levou Dr. Pessoa à vitória STF e Competência Concorrente