1. Blogs
  2. Opinião
  3. A mudança radical no sistema penitenciário da Casa de Custódia com a nova direção
Publicidade

A mudança radical no sistema penitenciário da Casa de Custódia com a nova direção

A Penitenciária Professor José de Ribamar, antiga Casa de Custódia de Teresina, sofreu grandes mudanças em sua organização, estas foram proporcionadas pela nova direção do Policial Penal Ednaldo Araújo de Santana.

A mudança radical no sistema penitenciário da Casa de Custódia com a nova direção (Foto: reprodução)

Atualmente, com sua equipe, o novo diretor tem conseguindo manter um sistema limpo, sem torturas ou corrupção. Vale ressaltar que a mudança na Casa de Custódia foi constatada e elogiada pelo promotor de justiça da Vara de Execuções Penais Elói Pereira que usou o termo "da água para o vinho" para descrevê-la.

Várias reformas também vem sendo feitas, foram oito pavilhões reformados utilizando exclusivamente o trabalho dos detentos. Para o diretor da unidade, o trabalho é uma ferramenta de mudança e transformação social.

Policial Penal Ednaldo Araújo de Santana (Foto: divulgação)

Anteriormente, a Casa de Custódia era administrada pelo tenente Jean Carlo Bezerra que foi acusado de ser autor torturas e atos não republicanos dentro da Penitenciária, fatos que foram comprovados em vídeo. Apesar da alteração na direção da Casa de Custódia, ainda não houve previdências tomadas em relação ao tenente Jean Carlo Bezerra que continua na Secretaria de Justiça do Piauí.

A câmera de segurança da Casa de Custódia revela o momento em que um detento é agredido, ele é algemado e colocado ao lado de outros detentos onde é agredido uma série de vezes. O autor das agressões seria o tenente Jean Carlo Bezerra, que na época era o diretor da unidade. 

Secretário Carlos Edilson Rodrigues (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ)

O secretário de Estado da Justiça do Piauí, Carlos Edilson Rodrigues, vem realizando modificações importantes no Sistema Penitenciário a fim de humanizá-lo e torná-lo mais eficiente, porém, a CPA continua com graves denúncias de torturas e desrespeito aos familiares dos presos.

A Penitenciária Professor José de Ribamar, antiga Casa de Custódia de Teresina, sofreu grandes mudanças em sua organização, estas foram proporcionadas pela nova direção do Policial Penal Ednaldo Araújo de Santana.

A mudança radical no sistema penitenciário da Casa de Custódia com a nova direção (Foto: reprodução)

Atualmente, com sua equipe, o novo diretor tem conseguindo manter um sistema limpo, sem torturas ou corrupção. Vale ressaltar que a mudança na Casa de Custódia foi constatada e elogiada pelo promotor de justiça da Vara de Execuções Penais Elói Pereira que usou o termo "da água para o vinho" para descrevê-la.

Várias reformas também vem sendo feitas, foram oito pavilhões reformados utilizando exclusivamente o trabalho dos detentos. Para o diretor da unidade, o trabalho é uma ferramenta de mudança e transformação social.

Policial Penal Ednaldo Araújo de Santana (Foto: divulgação)

Anteriormente, a Casa de Custódia era administrada pelo tenente Jean Carlo Bezerra que foi acusado de ser autor torturas e atos não republicanos dentro da Penitenciária, fatos que foram comprovados em vídeo. Apesar da alteração na direção da Casa de Custódia, ainda não houve previdências tomadas em relação ao tenente Jean Carlo Bezerra que continua na Secretaria de Justiça do Piauí.

A câmera de segurança da Casa de Custódia revela o momento em que um detento é agredido, ele é algemado e colocado ao lado de outros detentos onde é agredido uma série de vezes. O autor das agressões seria o tenente Jean Carlo Bezerra, que na época era o diretor da unidade. 

Secretário Carlos Edilson Rodrigues (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ)

O secretário de Estado da Justiça do Piauí, Carlos Edilson Rodrigues, vem realizando modificações importantes no Sistema Penitenciário a fim de humanizá-lo e torná-lo mais eficiente, porém, a CPA continua com graves denúncias de torturas e desrespeito aos familiares dos presos.

Relacionamento tóxico: uma análise sobre o caso Duda Reis Países não têm amigos, países têm interesses