1. Blogs
  2. Opinião
  3. Impugnar OAB!
Publicidade

Impugnar OAB!

Não iria me posicionar sobre as eleições da OAB, por ser um fato isolado, voltado a um publico restrito. Até que me deparo com um “meme” de péssimo gosto, e mal feito, por sinal, dando notícia de que a candidata a vice-presidente da Chapa 01, Naiara Moraes, haveria sido impugnada. 

Ora, os fatos alegados, num pedido atípico de impugnação, voltados principalmente ao regime de dedicação exclusiva do emprego público, que a candidata possui na UESPI, não estorva a sua excelente gestão na Escola Superior do Advogado – ESA/PI, durante esses quase três anos, fato que a credenciou para a vaga de candidata a vice-presidente. 

Apesar de não conhecer a fundo os termos do Estatuto da Advocacia, penso eu que o fato que deve realmente intrigar esses “figurões”, que ora solicitam a impugnação da professora Naiara, é o de ela ser uma advogada, de “baixo-clero”, que convidada para dirigir a escola da advocacia, revolucionou todos os fatos conhecidos até então; como toda a atual diretoria, que vem sendo achincalhada em eventos públicos pelos adversários.

Numa rápida pesquisa no sitio da OAB/PI constatei que de 2016 pra cá foram iniciadas treze turmas de pós-graduação, sessenta e sete turmas de cursos de extensão, setenta e cinco eventos acadêmicos, dois mil e seiscentos alunos beneficiados com cursos telepresenciais. Pois bem, talvez seja esse o incomodo que resulta no pedido de impugnação à candidatura da Naiara. 

Por isso, sugiro aos candidatos uma campanha propositiva, que mostre a união que a nossa classe deveria ter. Até porque, passada a eleição, todos estarão integrados à gestão, seja ela qual for. 

À Naiara, e aos demais membros da chapa, o apoio irrestrito, de jovens advogados, que, como eu, até pouco tempo estavam totalmente excluídos das atividades da ordem. 

Por Rony Samuel de Negreiros – Advogado.

Não iria me posicionar sobre as eleições da OAB, por ser um fato isolado, voltado a um publico restrito. Até que me deparo com um “meme” de péssimo gosto, e mal feito, por sinal, dando notícia de que a candidata a vice-presidente da Chapa 01, Naiara Moraes, haveria sido impugnada. 

Ora, os fatos alegados, num pedido atípico de impugnação, voltados principalmente ao regime de dedicação exclusiva do emprego público, que a candidata possui na UESPI, não estorva a sua excelente gestão na Escola Superior do Advogado – ESA/PI, durante esses quase três anos, fato que a credenciou para a vaga de candidata a vice-presidente. 

Apesar de não conhecer a fundo os termos do Estatuto da Advocacia, penso eu que o fato que deve realmente intrigar esses “figurões”, que ora solicitam a impugnação da professora Naiara, é o de ela ser uma advogada, de “baixo-clero”, que convidada para dirigir a escola da advocacia, revolucionou todos os fatos conhecidos até então; como toda a atual diretoria, que vem sendo achincalhada em eventos públicos pelos adversários.

Numa rápida pesquisa no sitio da OAB/PI constatei que de 2016 pra cá foram iniciadas treze turmas de pós-graduação, sessenta e sete turmas de cursos de extensão, setenta e cinco eventos acadêmicos, dois mil e seiscentos alunos beneficiados com cursos telepresenciais. Pois bem, talvez seja esse o incomodo que resulta no pedido de impugnação à candidatura da Naiara. 

Por isso, sugiro aos candidatos uma campanha propositiva, que mostre a união que a nossa classe deveria ter. Até porque, passada a eleição, todos estarão integrados à gestão, seja ela qual for. 

À Naiara, e aos demais membros da chapa, o apoio irrestrito, de jovens advogados, que, como eu, até pouco tempo estavam totalmente excluídos das atividades da ordem. 

Por Rony Samuel de Negreiros – Advogado.

A mudança radical no sistema penitenciário da Casa de Custódia com a nova direção A legítima defesa e o “abate” de criminosos armados