1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Sobrou para o Promotor
Publicidade

Sobrou para o Promotor

O Portal GP1 noticia neste sábado, com exclusividade, matéria jornalística com o título:

‘ Procuradora determina afastamento do promotor Galeno Aristóteles’. 

O pedido de afastamento do promotor Galeno, foi emanado por determinação da Corregedora Geral do Ministério Público do Estado. 

Segundo consta no arrazoado da Douta Corregedora, o afastamento das funções exercidas pelo promotor Galeno, seria uma garantia à instrução de sindicância a ser instaurada durante trinta dias contra o promotor. 

As motivações elencadas pela Dra. Marta Celina, expressam de modo subjetivo que o promotor Galeno “teria em tese, divulgado indevidamente informações referentes a procedimento sigiloso , praticado fraude processual e ainda, cometido os crimes de prevaricação, constrangimento ilegal e ameaça contra o juiz de direito da comarca de Luís Correia, Willmann Izac Ramos Santos”. 

Estranha decisão essa da ilustre Corregedora Geral de Justiça, já que , o nome do promotor Galeno Aristóteles , esteve na berlinda há pouco tempo, em decorrência de uma representação feita por ele promotor Galeno, junto ao CNJ- Conselho Nacional de Justiça, denunciando o envolvimento de integrantes de todos poderes constituídos do Estado do Piauí, num rumoroso caso de grilagem de terras no litoral piauiense . 

Muito estranha essa decisão da ilustre membro do Parquet piauiense. 

 É isso.
 

O Portal GP1 noticia neste sábado, com exclusividade, matéria jornalística com o título:

‘ Procuradora determina afastamento do promotor Galeno Aristóteles’. 

O pedido de afastamento do promotor Galeno, foi emanado por determinação da Corregedora Geral do Ministério Público do Estado. 

Segundo consta no arrazoado da Douta Corregedora, o afastamento das funções exercidas pelo promotor Galeno, seria uma garantia à instrução de sindicância a ser instaurada durante trinta dias contra o promotor. 

As motivações elencadas pela Dra. Marta Celina, expressam de modo subjetivo que o promotor Galeno “teria em tese, divulgado indevidamente informações referentes a procedimento sigiloso , praticado fraude processual e ainda, cometido os crimes de prevaricação, constrangimento ilegal e ameaça contra o juiz de direito da comarca de Luís Correia, Willmann Izac Ramos Santos”. 

Estranha decisão essa da ilustre Corregedora Geral de Justiça, já que , o nome do promotor Galeno Aristóteles , esteve na berlinda há pouco tempo, em decorrência de uma representação feita por ele promotor Galeno, junto ao CNJ- Conselho Nacional de Justiça, denunciando o envolvimento de integrantes de todos poderes constituídos do Estado do Piauí, num rumoroso caso de grilagem de terras no litoral piauiense . 

Muito estranha essa decisão da ilustre membro do Parquet piauiense. 

 É isso.
 

Qual o crime de Dallagnol? Às favas com os escrúpulos