1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. O jato da Polícia Federal
Publicidade

O jato da Polícia Federal

Todas as vezes , que um jato Embraer da Polícia Federal pousa no Aeroporto Petrônio Portela, principalmente após a deflagração da Lava Jato, as especulações ganham o noticiário das mídias sociais. 

É agora, fulano , sicrano e beltrano,  dessa vez não escapa. Puros devaneios. 

Os eternos palpiteiros de poantão, ficam à conjecturar , qual seria o alvo da operação a ser deflagrada pelos agentes da Polícia Federal. 

Pura perda de tempo. 

Como nesse Estado do Piauí, os recursos obtidos através dos escorchantes impostos que pagamos( federais, estaduais e municipais) são regiamente aplicados pelos administradores públicos e os estamentos de controle e fiscalização federais são incansáveis no seu labor diário, prescrutando cada centavo de real, só podemos chegar a uma única conclusão, essa aeronave da Polícia Federal quando aqui pousa, deve estar testando os seus equipamentos, dada a baixa altitude de Teresina ao nível do mar, altitude essa que não chega à cem metros.

Todas as vezes , que um jato Embraer da Polícia Federal pousa no Aeroporto Petrônio Portela, principalmente após a deflagração da Lava Jato, as especulações ganham o noticiário das mídias sociais. 

É agora, fulano , sicrano e beltrano,  dessa vez não escapa. Puros devaneios. 

Os eternos palpiteiros de poantão, ficam à conjecturar , qual seria o alvo da operação a ser deflagrada pelos agentes da Polícia Federal. 

Pura perda de tempo. 

Como nesse Estado do Piauí, os recursos obtidos através dos escorchantes impostos que pagamos( federais, estaduais e municipais) são regiamente aplicados pelos administradores públicos e os estamentos de controle e fiscalização federais são incansáveis no seu labor diário, prescrutando cada centavo de real, só podemos chegar a uma única conclusão, essa aeronave da Polícia Federal quando aqui pousa, deve estar testando os seus equipamentos, dada a baixa altitude de Teresina ao nível do mar, altitude essa que não chega à cem metros.

'Constrangedor’ Saúde versus faturamento