1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. “Os retirantes”
Publicidade

“Os retirantes”

Sei que é uma comparação por demais esdrúxula mas, ao assistir uma matéria da jornalista Nayara Pinheiro abordando a falta d'água na região de Fronteiras e Pio IX,  aqui no Estado do Piauí, nesta semana em telejornais da TV Clube, não há como deixar de lembrar de personagens retratados em obras de escritores, romancistas e poetas como, Graciliano Ramos, João Cabral de Melo Neto, Ariano Suassuna e tantos outros, como também de figuras de nordestinos ilustradas em obras de arte como o quadro “Os retirantes” de Cândido Portinari.

Na referida matéria, as pessoas dessa região - Fronteiras e Pio IX-  em pleno século XXI,  transcorridos mais de cem anos da proclamação da República, período em que o Brasil deixou de ser uma nação eminentemente rural, industrializando-se nas últimas seis décadas e, ao constatarmos que, milhares de brasileiros ainda encontram dificuldades para consumir água potável, é um dado estarrecedor.

Quem teve a oportunidade de assistir a reportagem de Neyara Pinheiro,  na qual ela recupera imagens feitas há três anos na mesma região, inclusive entrevistando uma moradora- já falecida, nesse ínterim-  de uma humilde residência sobre essa mesma falta d'água , com certeza ficou contagiado pelo sofrimento desses milhares de piauienses, vivendo em condições subhumanas, sem água para beber, apesar dos "avanços" tão alardeados pelos atuais governantes.

Só patranha.

É isso.

 

Sei que é uma comparação por demais esdrúxula mas, ao assistir uma matéria da jornalista Nayara Pinheiro abordando a falta d'água na região de Fronteiras e Pio IX,  aqui no Estado do Piauí, nesta semana em telejornais da TV Clube, não há como deixar de lembrar de personagens retratados em obras de escritores, romancistas e poetas como, Graciliano Ramos, João Cabral de Melo Neto, Ariano Suassuna e tantos outros, como também de figuras de nordestinos ilustradas em obras de arte como o quadro “Os retirantes” de Cândido Portinari.

Na referida matéria, as pessoas dessa região - Fronteiras e Pio IX-  em pleno século XXI,  transcorridos mais de cem anos da proclamação da República, período em que o Brasil deixou de ser uma nação eminentemente rural, industrializando-se nas últimas seis décadas e, ao constatarmos que, milhares de brasileiros ainda encontram dificuldades para consumir água potável, é um dado estarrecedor.

Quem teve a oportunidade de assistir a reportagem de Neyara Pinheiro,  na qual ela recupera imagens feitas há três anos na mesma região, inclusive entrevistando uma moradora- já falecida, nesse ínterim-  de uma humilde residência sobre essa mesma falta d'água , com certeza ficou contagiado pelo sofrimento desses milhares de piauienses, vivendo em condições subhumanas, sem água para beber, apesar dos "avanços" tão alardeados pelos atuais governantes.

Só patranha.

É isso.

 

'Constrangedor’ Corrida ao 'pote de ouro'