1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Vencedor ou vencido
Publicidade

Vencedor ou vencido

Nunca, em quase cinquenta anos de profissão, amanheci como hoje, com a vontade de desistir diante de tanta patifaria praticada, de forma escancarada, envolvendo agentes públicos ainda mais quando se verifica que aquele que cumpre o seu dever de buscar punir é impedido de fazê-lo, toscamente, e quem paga a conta pelos desmandos é exato quem denuncia. Há aquela sensação de reconhecer que no Piauí não tem limites para criminosos, bastando ter um padrão de vida elevado, ou somente frequentar ou dispor dos mecanismos dos círculos de poder. Discutido poder, diga-se. Mas os poderosos de antes continuam confortavelmente aboletados em seus tronos ou camarins, de onde tocam o comando de seus negócios nem sempre limpos, de onde riem dos lamentos dos que não estão no conforto do poder ou nas rédeas dos negócios. Lamentavelmente, estamos vendo nascer em nosso estado uma organização criminosa mais sofisticada, diferente daquela chefiada pelo ex-coronel Correia Lima, improvisada e de comando unitário. A semelhança é o envolvimento de agentes públicos, alguns deles com atribuição e função, o que torna mais gravoso (e perigoso) o quadro de degenerescência dos padrões de ética e honra, porque algumas dessas autoridades têm a devida competência para reprimir tais condutas criminosas, mas, em algumas vezes, são os próprios criminosos, onipresentes e sem limites. E a história se repete, pois todos se calam, inclusive grande parte da imprensa. Em qualquer lugar mais sério a população estaria reagindo contra a decisão da corregedoria do Ministério Público do Piauí de afastar o promotor de Luís Correia, Galeno Aristoteles Coelho, que denunciou alguns indivíduos poderosos, entre os quais um desembargador com evidentes sinais de envolvimento em malfeitorias ligadas à grilagem de terras no litoral, abusos que merecem imediata e dura censura. Mas, com argumentos fragílimos de ameaça não comprovada a outro magistrado, o promotor se vê o bode expiatório de uma trama em que o fiscal da lei se torna culpado, e os supostos beneficiários se beneficiam, impunemente. A sociedade organizada e, nisso, a OAB, entre outros segmentos, precisam decidir se vão cobrar explicações e acompanhar as investigações, ou vão simplesmente torcer para que se possa realmente ter a certeza de que os vencedores serão aqueles que querem defender o que é certo, legal e decente. Ou seremos todos vencidos, inapelavelmente.

Átila Lira aparece em lista do seu partido como infiel por ter votado a favor da reforma da previdência social (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Mico do ano 

O governador do Piauí, Wellington Dias recebeu ontem, no Palácio de Karnak, o embaixador da Tailândia. Na ocasião o diplomata entregou a Wellington um cartão de visitas de um amigo em comum. 
Agora, olha só de quem era o cartão de visitas: do deputado cassado do Maranhão Paulo Marinho.
Pense no silêncio quase sepulcral na sala. Pense.

Olha lá!

Se afastaram o promotor Galeno Coelho por conta de suas denúncias sobre a grilagem no litoral, podem esperar que a batata do delegado de Polícia Maikon Kaestner da cidade de Luís Correia está assando.
Pois foi ele que deu início às investigações.

Atentai!

Não soltem rojões os investigados pelo promotor Galeno e pelo Gaeco nas trampolinagens das terras em Luís Correia. Porque o afastamento foi apenas sob justificativa de que ele vazara informações. 
Prevalecerão as denúncias sobre um a um dos envolvidos.

Bonde do verão

Não falem mal da cidade de Parnaíba nas cercanias da secretaria de Saúde.
Porque os mais de 80 por cento dos comissionados do gabinete do secretário são de lá e da vizinha Luís Correia.

Socorro!

A empresa que aluga ou vende os equipamentos na maternidade Evangelina Rosa quer arrancá-los. 
Por falta de pagamento.

A folha 

Diz-se que a prefeitura de Caxias (MA) está em fase de mudança da conta do Município do Banco do Brasil para o Santander. 
O negócio inclui a folha de pagamentos, que movimenta quase R$ 50 milhões, ao mês.

A folha 2

De quebra, com a ‘verba de compensação’ que o Santander vai pagar para a prefeitura, oficialmente, alguns credores já se movimentam para receber sua fatia do bolo. Falam em cifras que se aproximam do valor mensal da folha de pagamentos.
Os empreiteiros e demais beneficiados agradecem.

Lá vem!

O ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas garantiu que o velho, acanhado e envergonhado  aeroporto de Teresina estará nos leilões. 
Ele diz que estão previstas mais de 40 concessões de aeroportos até 2022.

Pagando as dívidas

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou ontem, mensagem encaminhada pelo Palácio de Karnak que autoriza o governo a contrair empréstimo de R$ 1,5 bilhão.
O governo justifica que essa dinheirama toda é para pagamento de precatórios.

Teresa briga

A deputada Teresa Britto subiu no salto na comissão de infraestrutura da Alepi, presidida pelo deputado Georgiano Neto. Após a recusa dos colegas em lhe conceder mais tempo para analisar o pedido de empréstimo do governo, ela tomou a palavra e revidou.
“Quero dizer que vossas excelências não irão calar a minha voz, eu tenho a prerrogativa legal de pedir vistas, votar contra e zelar pelo Estado do Piauí”, bradou.

Ela contra todos

Teresa Britto, que integra a pequena e pouco esforçada oposição ao governo na Assembleia, tem sido uma voz solitária no parlamento e é a única que pede explicações de projetos do governo que chegam a casa. 
Os outros, quase sempre no celular, só levantam a cabeça para dizer: “voto com o relator”.

Pode ser expulso

O PSB abriu processo na comissão de ética contra 11 parlamentares do partido que votaram a favor da reforma da previdência.
Eles estão sujeitos a medidas disciplinares. Inclusive à expulsão do partido. Entre os 11, o piauiense Átila Lira, que ainda descarta deixar a sigla.

Ele também

Outro piauiense que está com o mandato em risco é o pedetista Flávio Nogueira. Ele votou contra a orientação do partido que, assim como o PSB, quer ver os ‘traidores’ fritados em chapa quente.

Escola do Bolsonaro

Está previsto para ser inaugurada no dia 14 de agosto, aniversário de Parnaíba, a 1ª escola militar de Parnaíba e terá o nome do Presidente Jair Messias Bolsonaro.
O projeto será realizado pela Fecomércio em parceria com o Sesc e Senac. 
Bolsonaro adora bajulador.

Ping-Pong 
Vida difícil

Mulher disposta a se separar do marido, procura uma jovem advogada para tratar do processo do divórcio, litigioso.

A mulher: “Doutora, quanto um advogado cobra de honorários para fazer o meu divórcio?”
A advogada: “Depende do problema entre os dois,  mas geralmente, sai muito caro...”
A mulher (depois de pensar muito): “Ô diabo, vou me obrigar a ficar casada mesmo”.

Expressas 

A 2ª edição do The Encontro 167 anos contará com atividades esportivas como: ciclismo, clube da corrida, zumba e muito mais. O evento ocorrerá nos dias 21 e 22 de setembro no Encontro dos rios.

O Procon de Teresina registrou 147 Audiências de Conciliação. Com a ação os casos evitam ser judicializados e há celeridade na resolução dos conflitos.

O Governo do Piauí calcula que 7,5 mil empregos diretos serão gerados nos próximos meses com a retomada de mais de 400 obras em 158 municípios.

Nunca, em quase cinquenta anos de profissão, amanheci como hoje, com a vontade de desistir diante de tanta patifaria praticada, de forma escancarada, envolvendo agentes públicos ainda mais quando se verifica que aquele que cumpre o seu dever de buscar punir é impedido de fazê-lo, toscamente, e quem paga a conta pelos desmandos é exato quem denuncia. Há aquela sensação de reconhecer que no Piauí não tem limites para criminosos, bastando ter um padrão de vida elevado, ou somente frequentar ou dispor dos mecanismos dos círculos de poder. Discutido poder, diga-se. Mas os poderosos de antes continuam confortavelmente aboletados em seus tronos ou camarins, de onde tocam o comando de seus negócios nem sempre limpos, de onde riem dos lamentos dos que não estão no conforto do poder ou nas rédeas dos negócios. Lamentavelmente, estamos vendo nascer em nosso estado uma organização criminosa mais sofisticada, diferente daquela chefiada pelo ex-coronel Correia Lima, improvisada e de comando unitário. A semelhança é o envolvimento de agentes públicos, alguns deles com atribuição e função, o que torna mais gravoso (e perigoso) o quadro de degenerescência dos padrões de ética e honra, porque algumas dessas autoridades têm a devida competência para reprimir tais condutas criminosas, mas, em algumas vezes, são os próprios criminosos, onipresentes e sem limites. E a história se repete, pois todos se calam, inclusive grande parte da imprensa. Em qualquer lugar mais sério a população estaria reagindo contra a decisão da corregedoria do Ministério Público do Piauí de afastar o promotor de Luís Correia, Galeno Aristoteles Coelho, que denunciou alguns indivíduos poderosos, entre os quais um desembargador com evidentes sinais de envolvimento em malfeitorias ligadas à grilagem de terras no litoral, abusos que merecem imediata e dura censura. Mas, com argumentos fragílimos de ameaça não comprovada a outro magistrado, o promotor se vê o bode expiatório de uma trama em que o fiscal da lei se torna culpado, e os supostos beneficiários se beneficiam, impunemente. A sociedade organizada e, nisso, a OAB, entre outros segmentos, precisam decidir se vão cobrar explicações e acompanhar as investigações, ou vão simplesmente torcer para que se possa realmente ter a certeza de que os vencedores serão aqueles que querem defender o que é certo, legal e decente. Ou seremos todos vencidos, inapelavelmente.

Átila Lira aparece em lista do seu partido como infiel por ter votado a favor da reforma da previdência social (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Mico do ano 

O governador do Piauí, Wellington Dias recebeu ontem, no Palácio de Karnak, o embaixador da Tailândia. Na ocasião o diplomata entregou a Wellington um cartão de visitas de um amigo em comum. 
Agora, olha só de quem era o cartão de visitas: do deputado cassado do Maranhão Paulo Marinho.
Pense no silêncio quase sepulcral na sala. Pense.

Olha lá!

Se afastaram o promotor Galeno Coelho por conta de suas denúncias sobre a grilagem no litoral, podem esperar que a batata do delegado de Polícia Maikon Kaestner da cidade de Luís Correia está assando.
Pois foi ele que deu início às investigações.

Atentai!

Não soltem rojões os investigados pelo promotor Galeno e pelo Gaeco nas trampolinagens das terras em Luís Correia. Porque o afastamento foi apenas sob justificativa de que ele vazara informações. 
Prevalecerão as denúncias sobre um a um dos envolvidos.

Bonde do verão

Não falem mal da cidade de Parnaíba nas cercanias da secretaria de Saúde.
Porque os mais de 80 por cento dos comissionados do gabinete do secretário são de lá e da vizinha Luís Correia.

Socorro!

A empresa que aluga ou vende os equipamentos na maternidade Evangelina Rosa quer arrancá-los. 
Por falta de pagamento.

A folha 

Diz-se que a prefeitura de Caxias (MA) está em fase de mudança da conta do Município do Banco do Brasil para o Santander. 
O negócio inclui a folha de pagamentos, que movimenta quase R$ 50 milhões, ao mês.

A folha 2

De quebra, com a ‘verba de compensação’ que o Santander vai pagar para a prefeitura, oficialmente, alguns credores já se movimentam para receber sua fatia do bolo. Falam em cifras que se aproximam do valor mensal da folha de pagamentos.
Os empreiteiros e demais beneficiados agradecem.

Lá vem!

O ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas garantiu que o velho, acanhado e envergonhado  aeroporto de Teresina estará nos leilões. 
Ele diz que estão previstas mais de 40 concessões de aeroportos até 2022.

Pagando as dívidas

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou ontem, mensagem encaminhada pelo Palácio de Karnak que autoriza o governo a contrair empréstimo de R$ 1,5 bilhão.
O governo justifica que essa dinheirama toda é para pagamento de precatórios.

Teresa briga

A deputada Teresa Britto subiu no salto na comissão de infraestrutura da Alepi, presidida pelo deputado Georgiano Neto. Após a recusa dos colegas em lhe conceder mais tempo para analisar o pedido de empréstimo do governo, ela tomou a palavra e revidou.
“Quero dizer que vossas excelências não irão calar a minha voz, eu tenho a prerrogativa legal de pedir vistas, votar contra e zelar pelo Estado do Piauí”, bradou.

Ela contra todos

Teresa Britto, que integra a pequena e pouco esforçada oposição ao governo na Assembleia, tem sido uma voz solitária no parlamento e é a única que pede explicações de projetos do governo que chegam a casa. 
Os outros, quase sempre no celular, só levantam a cabeça para dizer: “voto com o relator”.

Pode ser expulso

O PSB abriu processo na comissão de ética contra 11 parlamentares do partido que votaram a favor da reforma da previdência.
Eles estão sujeitos a medidas disciplinares. Inclusive à expulsão do partido. Entre os 11, o piauiense Átila Lira, que ainda descarta deixar a sigla.

Ele também

Outro piauiense que está com o mandato em risco é o pedetista Flávio Nogueira. Ele votou contra a orientação do partido que, assim como o PSB, quer ver os ‘traidores’ fritados em chapa quente.

Escola do Bolsonaro

Está previsto para ser inaugurada no dia 14 de agosto, aniversário de Parnaíba, a 1ª escola militar de Parnaíba e terá o nome do Presidente Jair Messias Bolsonaro.
O projeto será realizado pela Fecomércio em parceria com o Sesc e Senac. 
Bolsonaro adora bajulador.

Ping-Pong 
Vida difícil

Mulher disposta a se separar do marido, procura uma jovem advogada para tratar do processo do divórcio, litigioso.

A mulher: “Doutora, quanto um advogado cobra de honorários para fazer o meu divórcio?”
A advogada: “Depende do problema entre os dois,  mas geralmente, sai muito caro...”
A mulher (depois de pensar muito): “Ô diabo, vou me obrigar a ficar casada mesmo”.

Expressas 

A 2ª edição do The Encontro 167 anos contará com atividades esportivas como: ciclismo, clube da corrida, zumba e muito mais. O evento ocorrerá nos dias 21 e 22 de setembro no Encontro dos rios.

O Procon de Teresina registrou 147 Audiências de Conciliação. Com a ação os casos evitam ser judicializados e há celeridade na resolução dos conflitos.

O Governo do Piauí calcula que 7,5 mil empregos diretos serão gerados nos próximos meses com a retomada de mais de 400 obras em 158 municípios.

Bravura policial De olho em 2020