1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. A desarmonia nos Poderes
Publicidade

A desarmonia nos Poderes

Mergulhar no passado com espírito analítico aguçado é a postura do cidadão brasileiro no presente na busca de compreender e participar ativamente da realidade política nos conturbados momentos atuais. Está na hora de o país se debruçar sobre os geniais ensinamentos do barão de Motesquieu na sua obra o “O espírito das leis”, em que, na sua essencialidade, prega a divisão e harmonia entre os poderes constitutivos do Estado. Executivo é para administrar e conduzir o governo; o legislativo é para produzir leis e fiscalizar os outros poderes e o Judiciário é para aplicar as leis punindo aqueles que cometerem excessos, abusivos. Cada qual no seu quadrado ao mesmo tempo se comunicando e produzindo harmoniosamente. No Brasil de hoje o Executivo quer legislar, o Legislativo se omite no que lhe compete constitucionalmente e quer invadir o espaço do Executivo e o Judiciário, espertamente, ocupa os vácuos constitucionais abandonados pelos outros poderes e pratica o que já se convencionou chamar de ativismo judicial. Legisla, na omissão do legislativo e quer se meter nas ações executivas tornando-se então, um super Poder. A atitude do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli no que se refere aos procedimentos do Coaf, em apelo da defesa do senador Flávio Bolsonaro, estagnando investigações e, por extensão, impedindo outras de se instalarem, é o exemplo inacabado e mais recente de que as vítimas de todo esse emaranhado são a Constituição Brasileira e o povo, que sofre diretamente as consequências do descalabro constitucional que hoje marca indelevelmente a vida do país. Os Poderes existem a serviço da República e não a República a serviço daqueles que momentaneamente se acham proprietários desses poderes. 

JVC está cada vez mais próximo de Wellington Dias e pode influenciar no governo (Foto: Portal AZ)

Cigarro disfarçado

Apreenderam em Paulistana um caminhão com grande quantidade de cigarro contrabandeado do Paraguai. Já se sabe de quem é a carga.
É de município da grande Picos o prefeito que mexe com esse tipo de mercadoria e nada lhe acontece porque ele tem superproteção em Teresina.

Meninos espertos

O Gaeco pôs a mão em dois espertos de Floriano, na operação “Créditos Ilusórios”. Eles são acusados de, simplesmente, sonegar R$ 70 milhões de impostos, somente no Maranhão. 
Há suspeitas de que os dois lavam dinheiro. De quem, ainda não se sabe. Que pode ser até grana suja de político.

Cuidado!

Desconfie do parlamentar, qualquer que seja a sua esfera legislativa, que só se preocupa com o dinheiro de emendas parlamentares quando ele deveria mesmo cuidar era de produzir leis e fiscalizar as ações dos outros poderes. 
Essa de se auto proclamar ‘especialista em estrada’ e ser operador junto ao governo federal para carrear recursos para Estado e municípios (sabe Deus a que preço), trazem prejuízos ao Piauí. 

Salseiro vermelho

Regina Sousa e Wellington Dias precisam, ainda que silenciosa e reservadamente, baixar ou apagar de vez o fogo que queima as relações de Assis Carvalho e Dudu, na disputa de poder dentro do diretório do PT.
A coisa está beirando a baixaria e resvalando para o público externo. Nem na velha Arena era assim.

Coisa tá feia 

O problema é que foram surgindo grupos que se digladiam dentro do PT. Existe o grupo de Dudu, apoiado pelo vereador Deolindo Moura, que está se tornando cada vez mais numeroso, contra Assis. 
E o deputado, esquentado, quer anular pelo menos duas mil filiações feitas pelos adversários.

Golpe

O vereador Dudu do PT denunciou uma tentativa de golpe dentro do partido nas eleições para renovação do diretório estadual.
Dudu que é pré-candidato a presidente da sigla, informou que o grupo ligado ao atual presidente, Assis Carvalho, que é candidato à reeleição, está em uma tentativa de impugnar filiações de filiados ligados a ele.

Desconforto no PSL

O ex-deputado federal Elizeu Aguiar ficou chateado e se sentiu desprestigiado após ter sido desconvidado para ser o vice-presidente do diretório municipal do PSL.
Elizeu foi substituído pelo empresário “Valter rei das motos” no cargo. A questão é que ele só soube na hora da solenidade. Antes disso, até já tinha dado entrevista à imprensa como vice-presidente.

Escanteado

O ex-deputado Robert Rios diz que foi escanteado pelo DEM. Ele afirma que a sigla rompeu um acordo que tinha com ele para que escolhesse qual cargo queria concorrer nas próximas eleições. Porém, segundo Robert, o partido já fechou com Firmino.
Robert confirma ida para o PSB e consecutivamente, para a oposição a Firmino, pois segundo ele, o prefeito tem pedido apoio para um candidato que nem ele sabe quem é.

Corpo e alma

O ex-senador João Vicente Claudino está cada vez mais próximo do governador Wellington Dias. Após indicar o ex- vereador Paulo Roberto da Iluminação para cargo no governo e ampliar o espaço do partido na gestão estadual, JVC agora é quem vai para o governo.
O empresário negocia sua entrada na gestão petista e deve encabeçar grupo que cuida dos investimentos no estado, uma espécie de conselho de desenvolvimento.

Tréplica

Em tréplica ao deputado capitão secretário de segurança, Fábio Abreu, o Major Diego reafirmou as críticas ao secretário e o chamou de mentiroso e irresponsável, isso porque Abreu disse que Diego não teria respaldo para falar de segurança pública.
Segundo Diego, Abreu faz da segurança pública “publicidade e promoção pessoal (ex. Assalto ao banco de Campo Maior)”, disse ainda que ele se esqueceu do seu passado e do compromisso que assumiu de representar os Militares do Piauí nas duas eleições em que foi eleito...”, disse em carta.

Embaixada na China 

O ministro da Embaixada da China no Brasil, Song Yang, recebeu o governador Wellington Dias, em Brasília. 
Trataram da viagem do governador à China para participar do evento GRI China-Latam Infra Summit & Week 2019, que pode resultar na criação de mais oportunidades, de surgimento de comércio e de entendimentos.  

Descaso

Diz-se que Wellington Dias, em nenhum dia de seus quatro mandatos, pôs os pés na Uespi. 
Pois, estaria na hora de convidarem o governador para ver a obra (inacabada, abandonada), da biblioteca.
O mato toma de conta.

Relações

Da série ‘tão gentil, quanto insincero’. 
Dr. Pessoa conta que o governador ‘foi muito amoroso’ com ele, ao recebe-lo no Palácio de Karnak, depois da campanha eleitoral em que trocavam acusações. 
Na política é assim, inimigos de ontem, parceiros atuais.

Ping-Pong 
Tarde demais...

No encontro do Dr. Pessoa com o governador Wellington Dias, promovido pelo Presidente da Assembleia Legislativa Themístocles Filho, também estava presente o Presidente da Câmara, Jeová Alencar.

Wellington: “É um prazer recebê-lo e conhecê-lo melhor, Dr. Pessoa...”
Dr. Pessoa (trajando camisa vermelha): “O prazer é meu, governador, só lamento isso acontecer depois da eleição”.

Expressas 

Com o tema ‘ReXistirmos – a que será que se destina?’, a 18ª Parada da Diversidade de Teresina acontecerá no dia 1º de setembro na Ponte Estaiada, zona Leste de Teresina.

O Ministério Público do Piauí ingressou com uma ação civil contra o município de Valença do Piauí em função das condições precárias do comércio de animais na região central da cidade.

O promotor de Justiça Rafael Maia Nogueira requer ao Judiciário o deferimento de liminar para que o município, no prazo de 45 dias, adote medidas no intuito de regularizar a situação.

Mergulhar no passado com espírito analítico aguçado é a postura do cidadão brasileiro no presente na busca de compreender e participar ativamente da realidade política nos conturbados momentos atuais. Está na hora de o país se debruçar sobre os geniais ensinamentos do barão de Motesquieu na sua obra o “O espírito das leis”, em que, na sua essencialidade, prega a divisão e harmonia entre os poderes constitutivos do Estado. Executivo é para administrar e conduzir o governo; o legislativo é para produzir leis e fiscalizar os outros poderes e o Judiciário é para aplicar as leis punindo aqueles que cometerem excessos, abusivos. Cada qual no seu quadrado ao mesmo tempo se comunicando e produzindo harmoniosamente. No Brasil de hoje o Executivo quer legislar, o Legislativo se omite no que lhe compete constitucionalmente e quer invadir o espaço do Executivo e o Judiciário, espertamente, ocupa os vácuos constitucionais abandonados pelos outros poderes e pratica o que já se convencionou chamar de ativismo judicial. Legisla, na omissão do legislativo e quer se meter nas ações executivas tornando-se então, um super Poder. A atitude do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli no que se refere aos procedimentos do Coaf, em apelo da defesa do senador Flávio Bolsonaro, estagnando investigações e, por extensão, impedindo outras de se instalarem, é o exemplo inacabado e mais recente de que as vítimas de todo esse emaranhado são a Constituição Brasileira e o povo, que sofre diretamente as consequências do descalabro constitucional que hoje marca indelevelmente a vida do país. Os Poderes existem a serviço da República e não a República a serviço daqueles que momentaneamente se acham proprietários desses poderes. 

JVC está cada vez mais próximo de Wellington Dias e pode influenciar no governo (Foto: Portal AZ)

Cigarro disfarçado

Apreenderam em Paulistana um caminhão com grande quantidade de cigarro contrabandeado do Paraguai. Já se sabe de quem é a carga.
É de município da grande Picos o prefeito que mexe com esse tipo de mercadoria e nada lhe acontece porque ele tem superproteção em Teresina.

Meninos espertos

O Gaeco pôs a mão em dois espertos de Floriano, na operação “Créditos Ilusórios”. Eles são acusados de, simplesmente, sonegar R$ 70 milhões de impostos, somente no Maranhão. 
Há suspeitas de que os dois lavam dinheiro. De quem, ainda não se sabe. Que pode ser até grana suja de político.

Cuidado!

Desconfie do parlamentar, qualquer que seja a sua esfera legislativa, que só se preocupa com o dinheiro de emendas parlamentares quando ele deveria mesmo cuidar era de produzir leis e fiscalizar as ações dos outros poderes. 
Essa de se auto proclamar ‘especialista em estrada’ e ser operador junto ao governo federal para carrear recursos para Estado e municípios (sabe Deus a que preço), trazem prejuízos ao Piauí. 

Salseiro vermelho

Regina Sousa e Wellington Dias precisam, ainda que silenciosa e reservadamente, baixar ou apagar de vez o fogo que queima as relações de Assis Carvalho e Dudu, na disputa de poder dentro do diretório do PT.
A coisa está beirando a baixaria e resvalando para o público externo. Nem na velha Arena era assim.

Coisa tá feia 

O problema é que foram surgindo grupos que se digladiam dentro do PT. Existe o grupo de Dudu, apoiado pelo vereador Deolindo Moura, que está se tornando cada vez mais numeroso, contra Assis. 
E o deputado, esquentado, quer anular pelo menos duas mil filiações feitas pelos adversários.

Golpe

O vereador Dudu do PT denunciou uma tentativa de golpe dentro do partido nas eleições para renovação do diretório estadual.
Dudu que é pré-candidato a presidente da sigla, informou que o grupo ligado ao atual presidente, Assis Carvalho, que é candidato à reeleição, está em uma tentativa de impugnar filiações de filiados ligados a ele.

Desconforto no PSL

O ex-deputado federal Elizeu Aguiar ficou chateado e se sentiu desprestigiado após ter sido desconvidado para ser o vice-presidente do diretório municipal do PSL.
Elizeu foi substituído pelo empresário “Valter rei das motos” no cargo. A questão é que ele só soube na hora da solenidade. Antes disso, até já tinha dado entrevista à imprensa como vice-presidente.

Escanteado

O ex-deputado Robert Rios diz que foi escanteado pelo DEM. Ele afirma que a sigla rompeu um acordo que tinha com ele para que escolhesse qual cargo queria concorrer nas próximas eleições. Porém, segundo Robert, o partido já fechou com Firmino.
Robert confirma ida para o PSB e consecutivamente, para a oposição a Firmino, pois segundo ele, o prefeito tem pedido apoio para um candidato que nem ele sabe quem é.

Corpo e alma

O ex-senador João Vicente Claudino está cada vez mais próximo do governador Wellington Dias. Após indicar o ex- vereador Paulo Roberto da Iluminação para cargo no governo e ampliar o espaço do partido na gestão estadual, JVC agora é quem vai para o governo.
O empresário negocia sua entrada na gestão petista e deve encabeçar grupo que cuida dos investimentos no estado, uma espécie de conselho de desenvolvimento.

Tréplica

Em tréplica ao deputado capitão secretário de segurança, Fábio Abreu, o Major Diego reafirmou as críticas ao secretário e o chamou de mentiroso e irresponsável, isso porque Abreu disse que Diego não teria respaldo para falar de segurança pública.
Segundo Diego, Abreu faz da segurança pública “publicidade e promoção pessoal (ex. Assalto ao banco de Campo Maior)”, disse ainda que ele se esqueceu do seu passado e do compromisso que assumiu de representar os Militares do Piauí nas duas eleições em que foi eleito...”, disse em carta.

Embaixada na China 

O ministro da Embaixada da China no Brasil, Song Yang, recebeu o governador Wellington Dias, em Brasília. 
Trataram da viagem do governador à China para participar do evento GRI China-Latam Infra Summit & Week 2019, que pode resultar na criação de mais oportunidades, de surgimento de comércio e de entendimentos.  

Descaso

Diz-se que Wellington Dias, em nenhum dia de seus quatro mandatos, pôs os pés na Uespi. 
Pois, estaria na hora de convidarem o governador para ver a obra (inacabada, abandonada), da biblioteca.
O mato toma de conta.

Relações

Da série ‘tão gentil, quanto insincero’. 
Dr. Pessoa conta que o governador ‘foi muito amoroso’ com ele, ao recebe-lo no Palácio de Karnak, depois da campanha eleitoral em que trocavam acusações. 
Na política é assim, inimigos de ontem, parceiros atuais.

Ping-Pong 
Tarde demais...

No encontro do Dr. Pessoa com o governador Wellington Dias, promovido pelo Presidente da Assembleia Legislativa Themístocles Filho, também estava presente o Presidente da Câmara, Jeová Alencar.

Wellington: “É um prazer recebê-lo e conhecê-lo melhor, Dr. Pessoa...”
Dr. Pessoa (trajando camisa vermelha): “O prazer é meu, governador, só lamento isso acontecer depois da eleição”.

Expressas 

Com o tema ‘ReXistirmos – a que será que se destina?’, a 18ª Parada da Diversidade de Teresina acontecerá no dia 1º de setembro na Ponte Estaiada, zona Leste de Teresina.

O Ministério Público do Piauí ingressou com uma ação civil contra o município de Valença do Piauí em função das condições precárias do comércio de animais na região central da cidade.

O promotor de Justiça Rafael Maia Nogueira requer ao Judiciário o deferimento de liminar para que o município, no prazo de 45 dias, adote medidas no intuito de regularizar a situação.

CRM regulamenta mutirões A máfia na saúde