1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Maconha, saúde e preconceito
Publicidade

Maconha, saúde e preconceito

A revista VEJA dessa semana aborda o uso medicinal da (Maconha) Cannabis como um dos possíveis medicamentos contra os efeitos do covid 19. o uso do Canabidiol , um dos derivados da maconha frise-se a Cannabis, está sendo pesquisado no tratamento das seguintes outras enfermidades: Covid 19 ; Covid longa 19; Alzheimer; depressão, insônia, esquizofrenia; síndrome do pânico, Parkinson, dor crônica e insuficiência cardíaca. Alguns estados americanos como a Califórnia, tem no cultivo, pesquisas, produção e comercialização da maconha (Cannabis) para fins medicinais, totalizando mais de 25 bilhões de dólares anuais. Infelizmente o Brasil, novamente, é vitimado pelos seus famigerados preconceitos enraizados nos usos e costumes. Sabe - se que o consumo de álcool vicia, mata, atropela e é liberado para uso e compra em bares, supermercados e servido nos aniversários de adultos e crianças. A maconha (Cannabis) é proibida para: venda, posse, comércio e plantio para fins medicamentosos e as prisões abarrotadas com centenas de milhares de presos, a maioria ou quase todos por posse e venda de "trouchinhas" de maconha. O cultivo dos preconceitos que se desdobram no aborto, nas questões raciais, de gênero e outros, custam bilhões anualmente aos cofres públicos e emperram catastroficamente a indústria farmacêutica, em especial no quesito Canabidiol, Cannabis, maconha, não importa o nome. É um atraso, que precisa ser enfrentado. Os milhões de famílias proibidas de acesso à compra de remédios para seus filhos epilépticos, com distúrbios diversos que dependem de importação e seus altos custos, por vezes são obrigados a usar produtos contrabandeados para tratar seus enfermos. Até quando o país continuará assistindo jovens morrendo de abortos criminosos, motoristas bêbados matando no trânsito pelo uso das drogas permitidas como a ingestão de álcool e não tratará com a devida responsabilidade as questões relacionadas ao canabis, abordada por Veja?


João Madison parece dar a senha de quem será o próximo conselheiro do TCE (Foto: Lucas Pereira / Portal AZ)

O sortudo

Cabra de sorte é o prefeito Raimundo Nei, de Anísio de Abreu. Foi só mudar de deputado e já ganhou 30 mil metros quadrados de calçamento. O deputado Oliveira Neto já se acertou com a secretaria constritora da obra.
Adivinha qual delas! A do Desenvolvimento Econômico, ora.

Grana adiantada

Ah, e antes mesmo de os caminhões sequer despejarem a pedra e a argamassa, já entra na conta R$ 1 milhão, dos mais de R$ 3 milhões do custo da obra.
Por onde anda o representante do MP?

JVC é um dos cotados para disputar o governo do Piauí em 2022 (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ)

Gentileza

João Vicente Claudino é nome colocado como candidato a governador pela oposição apenas porque as pessoas gostam de praticar boas maneiras.
O ex-senador já foi descartado há bastante tempo e como não consegue apoio amplo nem na família, deve seguir apenas como boa companhia e um eleitor muito qualificado. 

Comida de longe

Olha que bacana: a Secretaria Municipal da Educação assinou contratos para fornecimento de merenda escolar com entidades que representam agricultores familiares em Teresina.
Isso vai garantir alimentos saudáveis para as crianças matriculadas na rede pública municipal.
Os valores contratados somam R$ 5,772 milhões.

Mas…

O grosso desses valores não vai favorecer agricultores familiares de Teresina e sim de Picos, já que os dois contratos de maior volume financeiro foram firmados com duas associações de produtores familiares de Sussuapara e Picos, municípios situados a 310 quilômetros de Teresina.

Por que ?

Por que a SEMEC foi andar para tão longe para gastar mais da metade da grana, podendo ajudar mais ainda aos produtores de Teresina?
Tá sabendo disso Pessoa?

Quem? Quem? 1

O maior contrato, de R$ 2.113.273,37, foi firmado entre com a Associação dos Hortifruticultores do Rio Guariba (Hortifrutare), que atua na cidade de Sussuapara. Sua principal atividade, segundo o site Informe Cadastral, é o cultivo de tomate rasteiro.

Quem? Quem? 2

O segundo maior contrato de fornecimento de alimentos da agricultura familiar para escolas municipais de Teresina, no valor de R$ 1.371.035,52, foi firmado com a Associação dos Produtores de Frutas e Hortaliças do Vale do Guaribas (Provale), situada em Picos, e, segundo o site Consulta Plus, sua principal atividade é o cultivo de tomate rasteiro.

Os outros 1

Os demais contatados para fornecer alimentos da agricultura famílias às escolas municipais em Teresina: Associações dos Agricultores Familiares de Teresina (Agrifam); dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Ave Verde (Asproverde); dos Irrigantes Campestres Sul; dos Pequenos Horticultores Familiares do Povoado Soim (Ashoposo); dos Trabalhadores Rurais Monte Verde (Astrumov); dos Hortifruticultores da Tabuleta (Ashcomtab),

Os outros 2

Também foram feitos contratos para fornecimento de alimentos com as Associações Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Fazenda Soares; dos Horticultores da Horta Comunitária Cerâmica Cil (Horcil); de Horticultores da Grande Socopo; Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Eliza Romaro (Asscompero) e da Cooperativa dos Produtos Agropecuários do Portal do Parnaíba e Comunidade Vizinhas (Cooperagro).

Quanto? Quanto?

Essas onze entidades associativas firmaram contratos que somam R$ 2,293 milhões, sendo o contrato de maior valor o firmado com a Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Fazenda Soares, no valor de R$ 638.306,59.

Desgoverno?

O escritor Sérgio Rodrigues, colunista da Folha de S. Paulo, talvez tenha construído a mais perfeita imagem do que é o atual presidente da República: “Bolsonaro não governa o país. Nunca governou nem governará; nem saberia como começar, se quisesse. E não quer. Isso que ele faz é outra coisa, ainda sem um nome acima de controvérsia.”

O cargo de conselheiro

João Madison diz que seu colega José Santana tem apoio de toda a bancada do MDB na Assembleia Legislativa para a disputa de vaga de conselheiro do TCE.
Mas quando relaciona os apoios não cita Themístocles Filho e Severo Eulálio.

Os 26

Se confirmadas as candidaturas de quatro deputados estaduais ao TCE (Flora Izabel, Flávio Nogueira, José Santana e Wilson Brandão), haverá 26 votos em disputa, já que cada um dos candidatos postos votará em si mesmo. E, mais do que isso, será difícil que não haja um segundo turno para que o eleito tenha a metade mais um dos votos, ou seja, 16.

Você é meu!!!

A pergunta que não quer calar é: quem é, de verdade (de verdade!), o candidato de Madison?
É rara a vez em que, ao abraçar um colega, Madison não diga: “você é meu!”

Dr. Pessoa, prefeito de Teresina (Foto: Rômulo Piauilino / PMT)

Casa da tolerância

O prefeito Dr. Pessoa sancionou na quinta-feira a Lei Municipal No 5.626 que reconhece a utilidade pública da Associação das Prostitutas do Estado do Piauí. Atualmente, a entidade está sediada na quadra J, casa 06, do residencial Esplanada, bairro Angelim, zona sul de Teresina.
A lei resulta de projeto assinado pelos vereadores Luiz Lobão, do MDB, e Teresinha Medeiros, do PSL.

O Plano Cohen

Luís Roberto Barroso segue destilando fina ironia em sua conta no Twitter. Na sexta-feira à noite, em suas “dicas” da semana, recomendou a leitura de um texto sobre o Plano Cohen, disponível no CPDOC da Fundação Getúlio Vargas.

Memória

O plano, como se sabe, foi o que hoje seria uma fake news, mas que deu certo: o governo Vargas, com ajuda de jornais, noticiou amplamente que havia um plano comunista, liderado por um judeu chamado Cohen, para prender autoridades, fechar igrejas e implantar o comunismo no Brasil.
O resultado foi a ditadura do estado novo.

Onde achar?

Caso os leitores queiram saber mais sobre o Plano Cohen, a fake news sobre a qual se assentou o golpe para a implantação da ditadura Vargas entre 1937 e 1945, sugerimos um link mais completo que o apontado pelo ministro Barroso. 

Psicotécnico

A Prefeitura de Teresina vai contratar por R$ 178.095,00 uma empresa a especializada para prestação de serviços de aplicação de exame de capacidade psicológica para o porte e manuseio de arma de fogo para o quadro da Guarda Civil Municipal.
E precisa?

Ping-Pong
Decreto de nomeação

Amigo de Petrônio Portella, nos tempos em que o senador era dono da política do Piauí, Camillo Filho era reitor da UFPI. Um dia, recebeu em seu gabinete um homem que já levara bilhetes de um punhado de autoridades, pedindo emprego para uma filha.
O homem: "Doutor Camillo, trouxe aqui um bilhete do senador Petrônio Portella recomendando que o senhor empregue a minha filha".

Camillo (depois de ler o bilhete, com senho franzido e olhando por sobre os óculos): "O senhor veio com a moça e os documentos de identificação dela?"
O homem: "Não, por quê?"
Camillo: "Ora, o senhor traz o decreto de nomeação e não me traz os documentos..."

Expressas 

Sílvio Mendes é cada vez mais a opção que se afunila na oposição para disputar o governo estadual. Mas ele precisa unir os tucanos em Teresina.

A escolha de um vice na chapa de oposição não deverá ser um grande problema, mas sim uma questão de garantir apoio do interior, caso Sílvio seja o candidato.

Seria de bom tom que a prefeitura de Teresina recuperasse considerável parte da sinalização horizontal da cidade, que anda bem apagada.

A revista VEJA dessa semana aborda o uso medicinal da (Maconha) Cannabis como um dos possíveis medicamentos contra os efeitos do covid 19. o uso do Canabidiol , um dos derivados da maconha frise-se a Cannabis, está sendo pesquisado no tratamento das seguintes outras enfermidades: Covid 19 ; Covid longa 19; Alzheimer; depressão, insônia, esquizofrenia; síndrome do pânico, Parkinson, dor crônica e insuficiência cardíaca. Alguns estados americanos como a Califórnia, tem no cultivo, pesquisas, produção e comercialização da maconha (Cannabis) para fins medicinais, totalizando mais de 25 bilhões de dólares anuais. Infelizmente o Brasil, novamente, é vitimado pelos seus famigerados preconceitos enraizados nos usos e costumes. Sabe - se que o consumo de álcool vicia, mata, atropela e é liberado para uso e compra em bares, supermercados e servido nos aniversários de adultos e crianças. A maconha (Cannabis) é proibida para: venda, posse, comércio e plantio para fins medicamentosos e as prisões abarrotadas com centenas de milhares de presos, a maioria ou quase todos por posse e venda de "trouchinhas" de maconha. O cultivo dos preconceitos que se desdobram no aborto, nas questões raciais, de gênero e outros, custam bilhões anualmente aos cofres públicos e emperram catastroficamente a indústria farmacêutica, em especial no quesito Canabidiol, Cannabis, maconha, não importa o nome. É um atraso, que precisa ser enfrentado. Os milhões de famílias proibidas de acesso à compra de remédios para seus filhos epilépticos, com distúrbios diversos que dependem de importação e seus altos custos, por vezes são obrigados a usar produtos contrabandeados para tratar seus enfermos. Até quando o país continuará assistindo jovens morrendo de abortos criminosos, motoristas bêbados matando no trânsito pelo uso das drogas permitidas como a ingestão de álcool e não tratará com a devida responsabilidade as questões relacionadas ao canabis, abordada por Veja?


João Madison parece dar a senha de quem será o próximo conselheiro do TCE (Foto: Lucas Pereira / Portal AZ)

O sortudo

Cabra de sorte é o prefeito Raimundo Nei, de Anísio de Abreu. Foi só mudar de deputado e já ganhou 30 mil metros quadrados de calçamento. O deputado Oliveira Neto já se acertou com a secretaria constritora da obra.
Adivinha qual delas! A do Desenvolvimento Econômico, ora.

Grana adiantada

Ah, e antes mesmo de os caminhões sequer despejarem a pedra e a argamassa, já entra na conta R$ 1 milhão, dos mais de R$ 3 milhões do custo da obra.
Por onde anda o representante do MP?

JVC é um dos cotados para disputar o governo do Piauí em 2022 (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ)

Gentileza

João Vicente Claudino é nome colocado como candidato a governador pela oposição apenas porque as pessoas gostam de praticar boas maneiras.
O ex-senador já foi descartado há bastante tempo e como não consegue apoio amplo nem na família, deve seguir apenas como boa companhia e um eleitor muito qualificado. 

Comida de longe

Olha que bacana: a Secretaria Municipal da Educação assinou contratos para fornecimento de merenda escolar com entidades que representam agricultores familiares em Teresina.
Isso vai garantir alimentos saudáveis para as crianças matriculadas na rede pública municipal.
Os valores contratados somam R$ 5,772 milhões.

Mas…

O grosso desses valores não vai favorecer agricultores familiares de Teresina e sim de Picos, já que os dois contratos de maior volume financeiro foram firmados com duas associações de produtores familiares de Sussuapara e Picos, municípios situados a 310 quilômetros de Teresina.

Por que ?

Por que a SEMEC foi andar para tão longe para gastar mais da metade da grana, podendo ajudar mais ainda aos produtores de Teresina?
Tá sabendo disso Pessoa?

Quem? Quem? 1

O maior contrato, de R$ 2.113.273,37, foi firmado entre com a Associação dos Hortifruticultores do Rio Guariba (Hortifrutare), que atua na cidade de Sussuapara. Sua principal atividade, segundo o site Informe Cadastral, é o cultivo de tomate rasteiro.

Quem? Quem? 2

O segundo maior contrato de fornecimento de alimentos da agricultura familiar para escolas municipais de Teresina, no valor de R$ 1.371.035,52, foi firmado com a Associação dos Produtores de Frutas e Hortaliças do Vale do Guaribas (Provale), situada em Picos, e, segundo o site Consulta Plus, sua principal atividade é o cultivo de tomate rasteiro.

Os outros 1

Os demais contatados para fornecer alimentos da agricultura famílias às escolas municipais em Teresina: Associações dos Agricultores Familiares de Teresina (Agrifam); dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Ave Verde (Asproverde); dos Irrigantes Campestres Sul; dos Pequenos Horticultores Familiares do Povoado Soim (Ashoposo); dos Trabalhadores Rurais Monte Verde (Astrumov); dos Hortifruticultores da Tabuleta (Ashcomtab),

Os outros 2

Também foram feitos contratos para fornecimento de alimentos com as Associações Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Fazenda Soares; dos Horticultores da Horta Comunitária Cerâmica Cil (Horcil); de Horticultores da Grande Socopo; Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Eliza Romaro (Asscompero) e da Cooperativa dos Produtos Agropecuários do Portal do Parnaíba e Comunidade Vizinhas (Cooperagro).

Quanto? Quanto?

Essas onze entidades associativas firmaram contratos que somam R$ 2,293 milhões, sendo o contrato de maior valor o firmado com a Associação Comunitária dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Fazenda Soares, no valor de R$ 638.306,59.

Desgoverno?

O escritor Sérgio Rodrigues, colunista da Folha de S. Paulo, talvez tenha construído a mais perfeita imagem do que é o atual presidente da República: “Bolsonaro não governa o país. Nunca governou nem governará; nem saberia como começar, se quisesse. E não quer. Isso que ele faz é outra coisa, ainda sem um nome acima de controvérsia.”

O cargo de conselheiro

João Madison diz que seu colega José Santana tem apoio de toda a bancada do MDB na Assembleia Legislativa para a disputa de vaga de conselheiro do TCE.
Mas quando relaciona os apoios não cita Themístocles Filho e Severo Eulálio.

Os 26

Se confirmadas as candidaturas de quatro deputados estaduais ao TCE (Flora Izabel, Flávio Nogueira, José Santana e Wilson Brandão), haverá 26 votos em disputa, já que cada um dos candidatos postos votará em si mesmo. E, mais do que isso, será difícil que não haja um segundo turno para que o eleito tenha a metade mais um dos votos, ou seja, 16.

Você é meu!!!

A pergunta que não quer calar é: quem é, de verdade (de verdade!), o candidato de Madison?
É rara a vez em que, ao abraçar um colega, Madison não diga: “você é meu!”

Dr. Pessoa, prefeito de Teresina (Foto: Rômulo Piauilino / PMT)

Casa da tolerância

O prefeito Dr. Pessoa sancionou na quinta-feira a Lei Municipal No 5.626 que reconhece a utilidade pública da Associação das Prostitutas do Estado do Piauí. Atualmente, a entidade está sediada na quadra J, casa 06, do residencial Esplanada, bairro Angelim, zona sul de Teresina.
A lei resulta de projeto assinado pelos vereadores Luiz Lobão, do MDB, e Teresinha Medeiros, do PSL.

O Plano Cohen

Luís Roberto Barroso segue destilando fina ironia em sua conta no Twitter. Na sexta-feira à noite, em suas “dicas” da semana, recomendou a leitura de um texto sobre o Plano Cohen, disponível no CPDOC da Fundação Getúlio Vargas.

Memória

O plano, como se sabe, foi o que hoje seria uma fake news, mas que deu certo: o governo Vargas, com ajuda de jornais, noticiou amplamente que havia um plano comunista, liderado por um judeu chamado Cohen, para prender autoridades, fechar igrejas e implantar o comunismo no Brasil.
O resultado foi a ditadura do estado novo.

Onde achar?

Caso os leitores queiram saber mais sobre o Plano Cohen, a fake news sobre a qual se assentou o golpe para a implantação da ditadura Vargas entre 1937 e 1945, sugerimos um link mais completo que o apontado pelo ministro Barroso. 

Psicotécnico

A Prefeitura de Teresina vai contratar por R$ 178.095,00 uma empresa a especializada para prestação de serviços de aplicação de exame de capacidade psicológica para o porte e manuseio de arma de fogo para o quadro da Guarda Civil Municipal.
E precisa?

Ping-Pong
Decreto de nomeação

Amigo de Petrônio Portella, nos tempos em que o senador era dono da política do Piauí, Camillo Filho era reitor da UFPI. Um dia, recebeu em seu gabinete um homem que já levara bilhetes de um punhado de autoridades, pedindo emprego para uma filha.
O homem: "Doutor Camillo, trouxe aqui um bilhete do senador Petrônio Portella recomendando que o senhor empregue a minha filha".

Camillo (depois de ler o bilhete, com senho franzido e olhando por sobre os óculos): "O senhor veio com a moça e os documentos de identificação dela?"
O homem: "Não, por quê?"
Camillo: "Ora, o senhor traz o decreto de nomeação e não me traz os documentos..."

Expressas 

Sílvio Mendes é cada vez mais a opção que se afunila na oposição para disputar o governo estadual. Mas ele precisa unir os tucanos em Teresina.

A escolha de um vice na chapa de oposição não deverá ser um grande problema, mas sim uma questão de garantir apoio do interior, caso Sílvio seja o candidato.

Seria de bom tom que a prefeitura de Teresina recuperasse considerável parte da sinalização horizontal da cidade, que anda bem apagada.

Os relatos e histórias sobre Arimatéia Azevedo Notórios em conchavos