">
  1. Mero aspecto paliativo paradoxal?
Publicidade

Mero aspecto paliativo paradoxal?

O que atualmente existe na pós-modernidade? Uma certa carência a tal ponto de aflorar posicionamentos questionáveis de como se conseguir algo a todo custo? Ou por outro lado a “velha” guerra de classes sociais ou resquícios contraditórios de que o mais forte sempre vencerá qualquer disputa? Certo mesmo são os traços de que trejeito político é capaz de contornar ou aprofundar eventos circunstanciais ocorridos? Quais as opiniões sobre fatos?

A palavra acontecimento não aparece no contexto dos fatos? Sinal de que essa “novela pode se arrastar por alguns capítulos? E a dignidade da vida humana onde fica perante tudo isso? Apenas aspectos sócio-políticos e econômicos prevalecerão? A vida em seu contexto de dignidade é o maior dom de Deus. Meu caro leitor; você com certeza, em seus momentos de reflexão também pensa que tudo parece apenas mero aspecto paliativo paradoxal? O que são cuidados paliativos? São cuidados que se centram na qualidade e não na duração da vida. Oferecem assistência humana e compassiva para pessoas nas últimas fases de uma doença incurável para que possam viver o mais confortavelmente possível. O mundo atual padece de uma doença crônica? Qual seria o nome correto pra esse vazio existencial? Ninguém é capaz de responder ao atual paradoxo angustiante que o mundo vive. É fato? São acontecimentos?

O que é algo Paradoxal?  Paradoxal é um adjetivo de dois gêneros que significa algo que contém ou envolve um paradoxo, ou seja, é incoerente ou absurdo. Os últimos acontecimentos é algo incoerente ou absurdo? É algo que o poder do dinheiro será capaz de suplantar uma verdade em que ninguém conseguirá acreditar? Alguém ou um conjunto de seres estão agindo paradoxalmente? Paradoxalmente é um advérbio de modo que indica uma forma paradoxal ou estranha de agir ou de fazer alguma coisa. Certo mesmo é que um país inteiro se preocupa com os últimos acontecimentos televisivos? Ou será apenas a enorme parcela d e “desocupados formalmente”? Qual será o próximo capítulo desta nova novela?

O herói virará mocinho? A mocinha tornar-se-à celebridade? Que instrumentos a pós-modernidade é capaz de provocar anseios subconscientes por desejo de poder ou dinheiro? Mas não será simplesmente a máxima filosófica de expor a verdade? Versa o bom jornalismo a percepção clara de todas as possibilidades; muito cuidado ao ler, ouvir e presenciar versões de fatos e acontecimentos? Incrível isso! Em pleno século XXI o que mais fará transbordar a verdade não são os grandes meios midiáticos; mas por mais absurdo que possa parecer será a verdade brotada do colher íntimo de várias versões. Qua l a necessidade de conhecimento excessivo? Qual a real valia de meros paliativos paradoxais? Acalmar as grandes massas?

Os dias atuais pairam vazio existencial? Que nostalgia é essa que não contagia apenas e tão somente os ímpios?  O mundo atual precisa de Ambrósios? Ambrósio de Milão diz que Adão nos transmitiu a herança do pecado, e como resultado, enquanto estivermos situados nesse corpo, não queremos deixar de pecar e estar presentes com o Senhor. Esta é a ruína de toda a raça humana. Estamos encerrados numa sorte de prisão; fomos apanhados num tipo de círculo vicioso; estamos envoltos, por assim dizer, pelas trevas do pecado. Que Deus em sua misericórdia tenha piedade de todos nós. Essas palavras de Ambrósio de Mil&atild e;o é que realmente não são meros aspectos paliativos paradoxais. Muito obrigado de coração pela leitura!

O que atualmente existe na pós-modernidade? Uma certa carência a tal ponto de aflorar posicionamentos questionáveis de como se conseguir algo a todo custo? Ou por outro lado a “velha” guerra de classes sociais ou resquícios contraditórios de que o mais forte sempre vencerá qualquer disputa? Certo mesmo são os traços de que trejeito político é capaz de contornar ou aprofundar eventos circunstanciais ocorridos? Quais as opiniões sobre fatos?

A palavra acontecimento não aparece no contexto dos fatos? Sinal de que essa “novela pode se arrastar por alguns capítulos? E a dignidade da vida humana onde fica perante tudo isso? Apenas aspectos sócio-políticos e econômicos prevalecerão? A vida em seu contexto de dignidade é o maior dom de Deus. Meu caro leitor; você com certeza, em seus momentos de reflexão também pensa que tudo parece apenas mero aspecto paliativo paradoxal? O que são cuidados paliativos? São cuidados que se centram na qualidade e não na duração da vida. Oferecem assistência humana e compassiva para pessoas nas últimas fases de uma doença incurável para que possam viver o mais confortavelmente possível. O mundo atual padece de uma doença crônica? Qual seria o nome correto pra esse vazio existencial? Ninguém é capaz de responder ao atual paradoxo angustiante que o mundo vive. É fato? São acontecimentos?

O que é algo Paradoxal?  Paradoxal é um adjetivo de dois gêneros que significa algo que contém ou envolve um paradoxo, ou seja, é incoerente ou absurdo. Os últimos acontecimentos é algo incoerente ou absurdo? É algo que o poder do dinheiro será capaz de suplantar uma verdade em que ninguém conseguirá acreditar? Alguém ou um conjunto de seres estão agindo paradoxalmente? Paradoxalmente é um advérbio de modo que indica uma forma paradoxal ou estranha de agir ou de fazer alguma coisa. Certo mesmo é que um país inteiro se preocupa com os últimos acontecimentos televisivos? Ou será apenas a enorme parcela d e “desocupados formalmente”? Qual será o próximo capítulo desta nova novela?

O herói virará mocinho? A mocinha tornar-se-à celebridade? Que instrumentos a pós-modernidade é capaz de provocar anseios subconscientes por desejo de poder ou dinheiro? Mas não será simplesmente a máxima filosófica de expor a verdade? Versa o bom jornalismo a percepção clara de todas as possibilidades; muito cuidado ao ler, ouvir e presenciar versões de fatos e acontecimentos? Incrível isso! Em pleno século XXI o que mais fará transbordar a verdade não são os grandes meios midiáticos; mas por mais absurdo que possa parecer será a verdade brotada do colher íntimo de várias versões. Qua l a necessidade de conhecimento excessivo? Qual a real valia de meros paliativos paradoxais? Acalmar as grandes massas?

Os dias atuais pairam vazio existencial? Que nostalgia é essa que não contagia apenas e tão somente os ímpios?  O mundo atual precisa de Ambrósios? Ambrósio de Milão diz que Adão nos transmitiu a herança do pecado, e como resultado, enquanto estivermos situados nesse corpo, não queremos deixar de pecar e estar presentes com o Senhor. Esta é a ruína de toda a raça humana. Estamos encerrados numa sorte de prisão; fomos apanhados num tipo de círculo vicioso; estamos envoltos, por assim dizer, pelas trevas do pecado. Que Deus em sua misericórdia tenha piedade de todos nós. Essas palavras de Ambrósio de Mil&atild e;o é que realmente não são meros aspectos paliativos paradoxais. Muito obrigado de coração pela leitura!