1. Editorias
  2. Geral
  3. Obras que interligam Teresina ao sul do Piauí estarão mais de 50% concluídas em dezembro
Publicidade

Obras que interligam Teresina ao sul do Piauí estarão mais de 50% concluídas em dezembro

A obra prevê a duplicação de 8,42 km e foi orçada em R$ 66 milhões

As obras da BR-316 que interligam Teresina ao sul do Piauí, devem ter mais de 50% dos seus serviços concluídos ainda no mês de dezembro.O Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), acompanha toda a evolução do cronograma, e, até o atual momento, a equipe do DER e outros órgãos envolvidos no processo da duplicação comemoram os já 47% dos serviços concluídos.

Obras em contrução (Foto: Divulgação / Gov-PI)

Segundo o diretor-geral do DER, Castro Neto, foi feito um replanejamento pelo órgão tem a intenção de garantir que as principais vias de entrada e saída para Teresina estejam em bom estado de conservação.

“As duas BRS (a 343, na saída leste, também está sendo duplicada), têm prioridade nos planejamentos do DER. Nossa equipe vem monitorando tanto as duplicações dessas duas BRs, que é um desejo antigo dos piauienses, como também as PIs que mais recebem fluxo de veículos. Portanto, queremos o término as duplicações e também deixar as nossas estradas em bem conservadas”, diz Castro Neto.

As obras de duplicação da BR-316 já tiveram inúmeras fases executadas, como por exemplo, serviços de terraplanagem, parte de recapeamento asfáltico implantado na pista, remoção e indenização de moradores que tinham residências e estabelecimentos comerciais ao longo da duplicação, além de vigas instaladas no novo viaduto.

“Com o ritmo implantado pela construtora responsável, com nossas visitas técnicas de monitoramento e com os recursos já garantidos, vamos avançando dentro da nossa estimativa de concluir toda a duplicação desses 8,42 Km dentro de um ano e meio. Até o final de dezembro certamente já vamos ter mais de 50% das obras concluídas”, explica o gerente de Engenharia do DER, Matias Sales.

De acordo com o DER, a demora na conclusão acontece devido a algumas intervenções complexas e isso requer estudo, mudança de trânsito e outros obstáculos já previstos dentro do cronograma estabelecido entre o Governo do Estado e a construtora responsável.

O governador Wellington Dias e sua equipe pretendem visitar a BR-316 na próxima segunda-feira (2), onde serão repassados pelos engenheiros e técnicos do D.E.R todas as fases já executadas pela construtora e quase os próximos serviços serão iniciados na rodovia.

As duplicações das BRs 316 e 343 começaram em 2013, passando por três governos diferentes e estavam paradas até o início desde mês. Na BR-343, são previstos 9,67 km duplicados, irão custar R$ 39 milhões e serão entregues em oito meses.

“As obras foram retomadas no final de agosto. Estamos trabalhando nas laterais da pista para liberar o fluxo e trabalhar o meio da via. Ainda vamos fazer o viaduto que vai para o Porto Alegre e consertar a saída da Casa de Custódia com asfalto novo, oferecendo assim uma melhor trafegabilidade aos condutores”, explicou Castro Neto.

As obras da BR-316 que interligam Teresina ao sul do Piauí, devem ter mais de 50% dos seus serviços concluídos ainda no mês de dezembro.O Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), acompanha toda a evolução do cronograma, e, até o atual momento, a equipe do DER e outros órgãos envolvidos no processo da duplicação comemoram os já 47% dos serviços concluídos.

Obras em contrução (Foto: Divulgação / Gov-PI)

Segundo o diretor-geral do DER, Castro Neto, foi feito um replanejamento pelo órgão tem a intenção de garantir que as principais vias de entrada e saída para Teresina estejam em bom estado de conservação.

“As duas BRS (a 343, na saída leste, também está sendo duplicada), têm prioridade nos planejamentos do DER. Nossa equipe vem monitorando tanto as duplicações dessas duas BRs, que é um desejo antigo dos piauienses, como também as PIs que mais recebem fluxo de veículos. Portanto, queremos o término as duplicações e também deixar as nossas estradas em bem conservadas”, diz Castro Neto.

As obras de duplicação da BR-316 já tiveram inúmeras fases executadas, como por exemplo, serviços de terraplanagem, parte de recapeamento asfáltico implantado na pista, remoção e indenização de moradores que tinham residências e estabelecimentos comerciais ao longo da duplicação, além de vigas instaladas no novo viaduto.

“Com o ritmo implantado pela construtora responsável, com nossas visitas técnicas de monitoramento e com os recursos já garantidos, vamos avançando dentro da nossa estimativa de concluir toda a duplicação desses 8,42 Km dentro de um ano e meio. Até o final de dezembro certamente já vamos ter mais de 50% das obras concluídas”, explica o gerente de Engenharia do DER, Matias Sales.

De acordo com o DER, a demora na conclusão acontece devido a algumas intervenções complexas e isso requer estudo, mudança de trânsito e outros obstáculos já previstos dentro do cronograma estabelecido entre o Governo do Estado e a construtora responsável.

O governador Wellington Dias e sua equipe pretendem visitar a BR-316 na próxima segunda-feira (2), onde serão repassados pelos engenheiros e técnicos do D.E.R todas as fases já executadas pela construtora e quase os próximos serviços serão iniciados na rodovia.

As duplicações das BRs 316 e 343 começaram em 2013, passando por três governos diferentes e estavam paradas até o início desde mês. Na BR-343, são previstos 9,67 km duplicados, irão custar R$ 39 milhões e serão entregues em oito meses.

“As obras foram retomadas no final de agosto. Estamos trabalhando nas laterais da pista para liberar o fluxo e trabalhar o meio da via. Ainda vamos fazer o viaduto que vai para o Porto Alegre e consertar a saída da Casa de Custódia com asfalto novo, oferecendo assim uma melhor trafegabilidade aos condutores”, explicou Castro Neto.