Governo fará estudo para implantar Piauí Conectado em Várzea Grande

Uma equipe da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí (ATI) visitou na última sexta-feira (14) espaços públicos do município de Várzea Grande, distante 220 quilômetros de Teresina, com a finalidade de registrar suas localizações geográficas. A agência pretende realizar um estudo de viabilidade visando a implantação do projeto Piauí Conectado no município.



O Piauí Conectado é um projeto do Governo do Estado. O objetivo é criar uma rede de dados através de uma estrutura de fibra ótica que passará por 96 cidades, conectando as unidades administrativas, facilitando e melhorando a qualidade dos serviços públicos prestados à população como o Ensino à Distância, a telessegurança com câmeras de monitoramento das forças policiais filmando os principais pontos das cidades, a telemedicina com envio de exames médicos para Centrais de Laudos e o reenvio dos resultados ao posto de origem e ainda a instalação de pontos de internet livre em espaços públicos. Os demais municípios serão atendidos com tecnologia complementar.

Acompanhados pela prefeita Cláudia Regina, a equipe técnica formada pelo diretor-geral Avelyno Medeiros, o diretor de tecnologia David Amaral e o assessor técnico Almeida Júnior visitaram o Estádio Municipal Luizão no bairro Grilo, o Grupamento Policial Militar de Várzea Grande, as Praças Juscelino Kubitschek, Deodoro da Fonseca e Praça Santo Antônio e a Escola Maria Cândida, localizada na Rua da Areia, onde também está instalada a Universidade Aberta da cidade. O colégio atende a população com aulas do Pronatec EJA, de pré-vestibular e ensino médio, recebendo em média 200 alunos.

Todos esses pontos foram georreferenciados e fotografados. “Agora essas informações serão levadas para a Agência de Tecnologia, onde será feito o estudo de viabilidade para entendermos qual a melhor maneira de atender a cidade com o Piauí Conectado”, contou o diretor-geral da ATI, Avelyno Medeiros.