Presidente da Agespisa visita obra de esgotamento em Piripiri

O projeto de esgotamento sanitário da cidade é completamente sustentável

O presidente da Agespisa, Genival Sales, visitou, nessa segunda-feira (23), a obra de esgotamento sanitário da cidade de Piripiri, localizada a 160 quilômetros de Teresina. O projeto é orçado em R$ 20 milhões, com recursos do governo federal, via Caixa Econômica.

Foto: Helcio Ferreira
Foto: Helcio Ferreira

Na primeira fase, a obra atenderá 60% da cidade, com 6.598 ligações domiciliares de esgoto. O investimento inclui a construção de uma estação de tratamento com capacidade para tratar 60 litros por segundo. Construída no bairro Germano, a estação já está finalizada e, agora, equipes da empresa trabalham na implantação de 72,6 mil metros de rede coletora em tubos de PVC. Os serviços foram iniciados no bairro Prado.

O investimento inclui a construção de três estações elevatórias, 50 módulos sanitários (banheiros), 700 ligações intradomiciliares e 180 fossas sumidouros para famílias carentes. As lagoas de tratamento, chamadas lagoas de estabilização, utilizam-se da luminosidade natural do sol para promover o tratamento biológico dos esgotos coletados.

“O projeto de esgotamento sanitário de Piripiri é completamente sustentável e não vai causar agressão ao meio ambiente. Vai trazer mais desenvolvimento e valorização imobiliária para a cidade”, ressalta o presidente da Agespisa, Genival Sales.