1. Editorias
  2. Polícia
  3. Polícia Militar interrompe live de Kaio Stronda em casa de show; artista critica governo
Publicidade

Polícia Militar interrompe live de Kaio Stronda em casa de show; artista critica governo

Evento aconteceu na noite desta sexta-feira (15) na zona Sul de Teresina

A Polícia Militar interrompeu na noite desta sexta-feira (15) uma live solidária do cantor Kaio Stronda que buscava arrecadar dinheiro e cestas básicas para famílias durante a pandemia do coronavírus. O evento estava sendo realizado em uma casa de show na zona Sul de Teresina e segundo a PM, contava com aglomeração de pessoas, inclusive com mulheres grávidas no local. 

Polícia Militar interrompe live de Kaio Stronda em casa de show; artista critica governo (Fotos: reprodução)

Nas redes sociais, Kaio Stronda divulgou uma nota de repúdio e criticou o Governo do Piauí. “Estou invocado, muito triste com o que aconteceu. Fomos barrados de fazer a nossa live, enquanto eles estão lá na casa deles se lixando [sic] para gente, onde os governantes não estão nem aí para quem tá morrendo pela covid-19 e nós aqui tentando ajudar quem tá passando necessidade”, disse o artista. 

Ao Portal AZ, o tenente-coronel Carlos Teixeira, que acompanhou a operação, afirmou que a Polícia Militar havia recebido a denúncia de que um evento estaria ocorrendo em uma casa de show no bairro Morada Nova. No local foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). 

Kaio Stronda durante live realizada em Teresina (Foto: reprodução)

“Nós estávamos de serviço para combater a poluição sonora, recebemos a denúncia de que estaria havendo uma festa no restaurante Cajuína, então se deslocamos pra lá, constatamos um evento e o som extrapolando e perturbando moradores. No local havia familiares dos músicos, convidados, pessoas bebendo e mulheres grávidas. Diante disso, como medida de prevenção ao coronavírus para evitar aglomerações, a live foi interrompida. Orientamos ao cantor a realizar uma nova live de maneira mais reservada para evitar a poluição sonora e aglomerações já que havia mais de 15 pessoas neste restaurante”, informou. 

"E os hospitais de campanha?"

Ainda em vídeo divulgado nas redes sociais, Kaio Stronda cobrou a demora na inauguração dos hospitais de campanha para pacientes com coronavírus no Piauí e que a sua live era para ajudar milhares de pessoas que estão passando necessidades nessa pandemia. 

“Expressar o meu repúdio a esse governo do Piauí, diz que vai fazer hospitais e nunca foram concluídos para poder combater o covid-19. Nós fazendo uma live solidária, arrecadamos quase 30 cestas básicas e mais de R$ 600 que será distribuído para pessoas carentes que estão precisando, passando por essa pandemia tão difícil e precisando de alimentos. Fomos barrados pela Polícia Militar. No lugar da polícia, dos governantes concluírem as obras e ajudar as pessoas que estão morrendo pelo covid-19, vieram parar aqui a nossa live solidária, tivemos que parar porque estava com zuada. Que zuada? Não era som de festa, som ambiente, em uma casa de show com sistema de acústico. Imagina quantas cestas básicas deixamos de ganhar para esse povo. Que indignação”, desabou.

O artista afirmou ainda que na próxima semana irá fazer uma nova live e em outro local para evitar perturbações e aglomerações. 

A Polícia Militar interrompeu na noite desta sexta-feira (15) uma live solidária do cantor Kaio Stronda que buscava arrecadar dinheiro e cestas básicas para famílias durante a pandemia do coronavírus. O evento estava sendo realizado em uma casa de show na zona Sul de Teresina e segundo a PM, contava com aglomeração de pessoas, inclusive com mulheres grávidas no local. 

Polícia Militar interrompe live de Kaio Stronda em casa de show; artista critica governo (Fotos: reprodução)

Nas redes sociais, Kaio Stronda divulgou uma nota de repúdio e criticou o Governo do Piauí. “Estou invocado, muito triste com o que aconteceu. Fomos barrados de fazer a nossa live, enquanto eles estão lá na casa deles se lixando [sic] para gente, onde os governantes não estão nem aí para quem tá morrendo pela covid-19 e nós aqui tentando ajudar quem tá passando necessidade”, disse o artista. 

Ao Portal AZ, o tenente-coronel Carlos Teixeira, que acompanhou a operação, afirmou que a Polícia Militar havia recebido a denúncia de que um evento estaria ocorrendo em uma casa de show no bairro Morada Nova. No local foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). 

Kaio Stronda durante live realizada em Teresina (Foto: reprodução)

“Nós estávamos de serviço para combater a poluição sonora, recebemos a denúncia de que estaria havendo uma festa no restaurante Cajuína, então se deslocamos pra lá, constatamos um evento e o som extrapolando e perturbando moradores. No local havia familiares dos músicos, convidados, pessoas bebendo e mulheres grávidas. Diante disso, como medida de prevenção ao coronavírus para evitar aglomerações, a live foi interrompida. Orientamos ao cantor a realizar uma nova live de maneira mais reservada para evitar a poluição sonora e aglomerações já que havia mais de 15 pessoas neste restaurante”, informou. 

"E os hospitais de campanha?"

Ainda em vídeo divulgado nas redes sociais, Kaio Stronda cobrou a demora na inauguração dos hospitais de campanha para pacientes com coronavírus no Piauí e que a sua live era para ajudar milhares de pessoas que estão passando necessidades nessa pandemia. 

“Expressar o meu repúdio a esse governo do Piauí, diz que vai fazer hospitais e nunca foram concluídos para poder combater o covid-19. Nós fazendo uma live solidária, arrecadamos quase 30 cestas básicas e mais de R$ 600 que será distribuído para pessoas carentes que estão precisando, passando por essa pandemia tão difícil e precisando de alimentos. Fomos barrados pela Polícia Militar. No lugar da polícia, dos governantes concluírem as obras e ajudar as pessoas que estão morrendo pelo covid-19, vieram parar aqui a nossa live solidária, tivemos que parar porque estava com zuada. Que zuada? Não era som de festa, som ambiente, em uma casa de show com sistema de acústico. Imagina quantas cestas básicas deixamos de ganhar para esse povo. Que indignação”, desabou.

O artista afirmou ainda que na próxima semana irá fazer uma nova live e em outro local para evitar perturbações e aglomerações.