TRF1 nega Habeas Corpus a empresário que deu 1.6 milhão a irmã de secretario

Inquérito que apura milhões em desvio de dinheiro público, principalmente em Campo Maior, segue vivo

Por Redação do Portal AZ,

João assombrado
 
No dia de ontem o TRF1 julgou Habeas Corpus de um empresário cuja empresa pagou R$ 1.600.000 (Um Milhão e Seiscentos Mil Reais) à irmã do Ex-Secretário de Finanças Adailton Soares, de Campo Maior. 
O empresário, de nome Guilherme, tentou anular as provas referentes a sua quebra de sigilo bancário, mas os desembargadores do TRF1 negaram o pedido e o Inquérito que apura milhões de reais em desvios de dinheiro público principalmente em Campo Maior, continua vivo. 

E assombrando o prefeito João Félix e tantos outros. 

Foto: ReproduçãoPrefeito Joãozinho Félix
Prefeito Joãozinho Félix

Não persecução 

O mesmo prefeito João Félix pediu ao Ministério Público para fazer um acordo de não persecução cível (ANPC) no caso onde foi condenado por desviar R$ 80 mil dos cofres públicos, além de perder seus direitos políticos por cinco anos 
Na verdade, o que se diz é que Joãozinho agiu na tentativa de barrar o julgamento de um recurso seu onde estava aguardando a confirmação da sua condenação, pois perdeu o prazo do recurso de apelação. 

Minha culpa 

Para especialistas, ao pedir para fazer o acordo Joãozinho simplesmente reconheceu a culpa e isso o torna inelegível por oito anos. 
De já o homem deve estar a procura de um novo candidato.

Veja mais sobre este e outros assunto na Coluna Direto da Redação

Fonte: Portal AZ

Comente

Pequisar