1. Editorias
  2. Saúde
  3. Piauí registra 19.158 casos confirmados e 615 mortes por covid-19
Publicidade

Piauí registra 19.158 casos confirmados e 615 mortes por covid-19

Em 24h, foram registrados 493 novos pacientes infectados e 23 mortes

Os casos de covid-19 no Piauí continuam avançando. O estado registrou, nas últimas 24h, 493 novos pacientes infectados e 23 mortes pela doença. O boletim da Secretaria de Estado da Saúde foi divulgado na noite deste sábado (27). 

No total, o Piauí tem 19.158 confirmados e 615 mortes em decorrência da covid-19. 

Boletim divulgado na noite deste sábado (Foto: Sesapi)

As recentes mortes confirmadas ocorreram nos municípios de Esperantina, Luzilandia, Luís Correia, Miguel Alves, Oeiras, Pedro II, Picos, Piripiri, Santo Inácio, São João da Varjota, Teresina e Uruçuí.  São 78 municípios com registros de óbitos no estado. 

As vítimas são 13 pessoas do sexo masculino e 10 do sexo feminino. Os homens são naturais de Esperantina ( 69 anos), Luzilandia ( 53, 73 anos), Pedro II ( 50 anos), Piripiri (68 anos), Santo Inácio (93 anos), Teresina ( 43, 59, 83, 87 e dois de 92 anos) e Uruçuí ( 70 anos).

Já as mulheres são de Luís Correia ( 81 anos), Miguel Alves (73 anos) , Oeiras ( 61 anos), Picos ( 67 anos), São João da Varjota ( 84 anos) e Teresina ( 54, 59, 77, 87 e 88 anos). De todas as vítimas, apenas as mulheres de 73 e 84 anos não possuíam doenças relacionadas.

Segundo o boletim, dos 493  casos confirmados da doença, são 243  mulheres e 250 homens, com idades que variam de três  meses a 93 anos.

Jacobina do Piauí e São João da Varjota são novos municípios a entrar na lista daqueles com casos confirmados. Agora, são 201 municípios atingidos pela pandemia, o que representa 89,7%.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 895 ocupados, sendo 563 leitos clínicos, 307 UTIs e 25 leitos de estabilização . As altas acumuladas somam 996.

Mortes por coronavírus no Piauí

  • 26 de junho: 18 mortes pela doença em 24 horas. As vítimas são dez mulheres e oito homens com idades que variam de 19 a 91 anos. Os óbitos do sexo masculino são moradores de Parnaíba (57 anos), Picos (46 anos), Teresina (47, 58, 63, 75 e 87 anos) e Valença (87 anos). Já as vítimas do sexo feminino são de Luís Correia (19 anos), Oeiras (73 anos), Parnaíba (82 e 91 anos) e Teresina (66, 68, 74 e três de 84 anos). 
  • 25 de junho: pela segunda vez, recorde de 28 óbitos em 24 horas, sendo 14 pessoas do sexo masculino e 14 do sexo feminino. Os homens são naturais de Água Branca (83 anos), Baixa Grande do Ribeiro (69 anos), José de Freitas (56 anos), Parnaíba (83 anos), São Pedro do Piauí (90 anos) Teresina (40, 50, 56, 62, 63, 72, 73, 85 e 95 anos). E as mulheres são de Isaías Coelho (78 anos), Oeiras (46 anos), Parnaíba (84 anos), Picos (68 anos), Piracuruca (80 anos), Teresina (62, 71, 73, 76, 80, 80, 88 e 93 anos) Uruçuí (80 anos).
  • 24 de junho: 12 óbitos por covid-19 em 24 horas. Entre os pacientes que não resistiram ao coronavírus estão seis pacientes do sexo masculino e seis do sexo feminino. Os homens são naturais de Parnaíba (60 anos), Picos (62 anos) e Teresina (31, 49, 92 e 99 anos). E as mulheres são de Marcolândia (70 anos), Nazária (50 anos), Parnaíba (73 e 78 anos) e Teresina (85 e 99 anos). Dos 853 casos registrados hoje, 398 são homens e 455 mulheres com idades entre 1 e 95 anos. 
  • 23 de junho: mais 17 mortes por covid-19. Foram sete pessoas do sexo masculino e dez do sexo feminino. Os homens são naturais de Campo Largo do Piauí (73 anos) e Teresina (32, 46, 56, 63, 67 e 69 anos). E as mulheres são de Barras (75 e 78 anos), Demerval Lobão (81 anos), Elesbão Veloso (73 anos), Parnaíba (82 anos), Sebastião Barros (60 anos) e Teresina (52, 69, 76 e 82 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades.
  • 22 de junho: 15 mortes por covid-19 em 24h. Foram 10 pessoas do sexo masculino e cinco do sexo feminino. Conforme o boletim, os homens eram naturais de Esperantina (63 anos), Parnaíba (56, 81 e 84 anos), Picos (77 anos) e Teresina (30, 68, 80, 82 e 97 anos). Já as mulheres eram de Matias Olímpio (68 anos), Parnaíba (96 anos) e Teresina (70,75 e 90 anos).
  • 21 de junho: mais 17 mortes por covid-19 em 24 horas. Os homens eram naturais de Esperantina (77 anos), Luzilândia (48 anos), Parnaíba (45, 87 e 88 anos) e Teresina (52, 62, 69 e 87 anos). Já as mulheres eram de Miguel Alves (76 anos) e Teresina (65, 65, 69, 73, 75, 81 e 86 anos). Apenas as vítimas de 48, 51 e 88 anos não possuíam comorbidades. 
  • 20 de junho: o Piauí registrou 27 mortes, são 16 homens e 11 mulheres vítimas da covid-19.As vítimas do sexo masculino são de Batalha (76 anos), Barras ( 60 e 83 anos), Campo Maior ( 42 anos), Murici dos Portelas (84 anos),  Parnaíba (53, 75 e 81 anos) e Teresina ( 34, 63, 66, 73, 76, 79, 85 e 91 anos). A vítima mais jovem (34 anos) não possuía comorbidades. As mulheres são de Aroazes (70 anos), Beneditinos ( 62 anos), Cajueiro da Praia (54 anos), Esperantina ( 73 anos), Padre Marcos (55 anos) e Teresina (45, 46, 55, 66, 73 e 84 anos).  As vítimas de 34 e 84 anos não possuíam doenças relacionadas.
  • 19 de junho: mais 24 óbitos em 24h. Oito mulheres e 16 homens, com idades que variam de 25 a 92 anos. Os óbitos do sexo masculino são moradores de Campo Maior (85 anos), Luzilândia (72 e 77 anos), Pedro II (92 anos), Parnaíba (30, 63, 74, 80 e 81 anos) e Teresina (25, 40, 57, 58, 69, 77 e 85 anos). Já as vítimas do sexo feminino são de Luís Correia (86 anos), Miguel Alves (81 anos), Parnaíba (35 anos), Piracuruca (85 anos) e Teresina (56, 57, 72 e 82 anos). Com exceção de três parnaibanos (30, 63 e 80 anos) e uma teresinense (72 anos), as demais pessoas tinham comorbidades relacionadas.
  • 18 de junho: mais 14 mortes em 24 horas. Seis homens e oito mulheres. Os do sexo masculino são de Luzilândia (94 anos), Teresina (52, 67 e 71 anos) e União (48 e 91 anos). O idoso de 91 anos não possuía comorbidades. Já as mulheres são de Parnaíba (83 anos), Ribeiro Gonçalves (80 anos), Teresina (70, 72, 77 e 80 anos) e União (82 e 86 anos). Apenas a idosa de 77 anos não possuía doenças relacionadas.
  • 17 de junho: 23 óbitos em 24 horas. As vítimas são 14 homens e nove mulheres. Os do sexo masculinos são de Beneditinos (67 anos), Floriano (45 anos), Pedro II (75 anos) e Teresina ( 27, 47, 50, 63, 64, 65, 73, 75, 83, 88 e 89 anos). Já as mulheres são de Água Branca (81 anos), Luzilândia (62 anos), Pedro II (75 anos) e Teresina ( 35, 47, 66, 75, 83 e 84 anos). 
  • 16 de junho: cinco mortes em 24 horas. As vítimas mais recentes são três homens e duas mulheres, todos de Teresina. Os homens tinham 20 anos, 69 anos, 83 anos e as mulheres, 41 anos e 53 anos. Todas as pessoas possuíam comorbidades relacionadas.
  • 15 de junho: mais 19 óbitos em 24 horas. Os óbitos mais recentes do sexo masculino são de moradores de Barras (90 anos), Buriti dos Lopes (60 anos), Campo Grande (58 anos), Parnaíba (61 anos) e Teresina (62, 68, 76, 88 e 90 anos).  Os do sexo feminino são de Barras (72 anos), Cocal (59 anos), Manoel Emídio (37 anos), Palmeirais (65 anos), Parnaíba (1 ano) e Teresina ( 46, 66, 70, 84 e 85 anos). De todos os óbitos registrados, apenas o bebê (1 ano) e dois homens (61 e 76 anos) não possuíam comorbidades. 
  • 14 de junho: mais 14 óbitos em 24 horas, sendo oito mulheres e seis homens. Os homens são moradores de Campo Largo (58 anos), São Raimundo Nonato (64 anos) e Teresina (50, 53, 63, 65, 70 e 85 anos). Os óbitos do sexo feminino são de José de Freitas (84 anos) e Teresina (34, 43, 46, 70 e 87 anos). De todos os óbitos registrados, apenas três mulheres (34, 84 e 87 anos) não tinham comorbidades. 
  • 13 de junho: o Piauí bateu um novo recorde e registrou mais 25 óbitos por coronavírus em um prazo de 24 horas. As vítimas são 13 homens e 12 mulheres. Os do sexo masculinos são de 84 anos (Água Branca), 68 anos (Campo Maior), 81 anos (Esperantina), 58 anos (Marcolândia), 68 anos (Miguel Alves), 76 anos (Monsenhor Gil), 81 e 89 anos (Parnaíba) e 53, 58, 66, 69 e 70 anos (Teresina).  Já as mulheres são de 74 anos (Alto Longá), 54 anos (Lagoa de São Francisco), 62, 77 e 80 anos (Parnaíba), 56, 71, 75, 81, 88 e 99 anos (Teresina) e 76 anos (Uruçuí). 
  • 12 de junho: pelo segundo dia consecutivo, mais 18 mortes em 24h. 13 homens e cinco mulheres. Os do sexo masculinos são de 62 e 88 anos (Barras), 72 anos (Esperantina), 71 anos (Luzilândia), 68 anos (Parnaíba), 65 anos (Piripiri) e 56, 61, 66, 77, 82 e dois de 87 anos (Teresina). Os homens de 56, 61, 71 e 87 não possuíam comorbidades. Os demais possuíam de cardiopatias, hipertensão ou diabetes. Já as mulheres são todas de Teresina e tinham as idades de 47, 73, 77, 78 e 92 anos. Todas elas possuíam doenças pré-existentes.
  • 11 de junho: 18 óbitos em 24 horas. Foram oito pessoas do sexo feminino de 72 anos (Água Branca), 90 anos (Cajueiro da Praia), 65 e 88 anos (Parnaíba),  20, 70, 75 e 77 anos (Teresina). Os do sexo masculino somaram 10 óbitos nos seguintes municípios: 56 anos (Barro Duro), 73 e 78 anos (Parnaíba), 40 anos (Picos) e 26, 49, 68, 69, 84 e 89 anos (Teresina). As mulheres de 20 anos e 72 anos de Teresina e a de 77 anos de Água Branca não tinham comorbidades. Entre os homens apenas os de 49 anos e 69 anos de Teresina não possuíam doenças relacionadas.
  • 10 de junho: 16 óbitos em 24 horas. As vítimas são nove homens e sete mulheres. As mulheres tinham 48 anos (Luís Correia); 86 anos (Parnaíba); 65, 75, 78, 78 e 85 anos (Teresina). E os homens de 85 anos (Luís Correia): 45 anos (Parnaíba); 40, 58, 66, 78, 80, 81 e 89 anos (Teresina).
  • 09 de junho: 18 mortes em 24 horas. Dez pacientes do sexo masculino e oito do sexo feminino. Foram oito mulheres com idades de 77 anos e 75 anos (Barras); 45 anos (Pio IX); 51, 65, 75, 84 e 91 anos (Teresina). Apenas uma das mulheres (65 anos) não tinha comorbidades. Os homens tinham 75 anos (Barras); 74 anos (Campo Maior); 66,68 e 83 anos (Parnaíba); 31 anos (Sigefredo Pacheco); 70, 72, 80 e 88 anos (Teresina). Todos tinham doenças relacionadas.
  • 08 de junho: sete homens e quatro mulheres que residiam nas cidades de Água Branca, Cocal, Floriano, Parnaíba, Piripiri, Teresina e União não resistiram às complicações da doença. As mulheres que morreram em decorrência da covid-19 tinham 80 anos (Cocal), 91 anos (Floriano), 81 e 92 anos (Teresina). Já os homens tinham 91 anos (Água Branca), 49 anos (Parnaíba), 69 anos (Piripiri), 29, 40 e 81 anos (Teresina) e 79 anos (União). A mulher de 81 anos e o homem de 29 anos, ambos da capital, não possuíam doenças relacionadas.
  • 07 de junho: pelo segundo dia consecutivo, mais 15 óbitos em 24h. As vítimas são onze pacientes do sexo masculino e quatro do sexo feminino. Os homens tinham 70 anos, natural de Água Branca; 72 anos, de Campo Maior; 58 anos de Parnaíba; 54 , 70 , 71 , 76, 77, 79 e dois de 72 anos, todos de Teresina. Cinco dos 11 pacientes não possuíam nenhuma doença relacionada. Os demais apresentavam  problemas como diabetes ou hipertensão. As vítimas do sexo feminino tinham 52 anos, de Parnaíba; 87 anos, de Picos; 72 anos, Nossa Senhora dos Remédios, e 65 anos de Teresina. Todas elas possuíam histórico de comorbidades.
  • 06 de junho: 15 óbitos em 24 horas, sendo 12 do sexo masculino e três do sexo feminino. Os homens tinham 51 anos (Barras), 91 anos (Elesbão Veloso) , 77 anos (Esperantina),  56 anos (Olho d’Água do Piauí) e  51, 54, 70 , 72, 74, 77, 88 e 92 anos (Teresina). As mulheres de 102 anos (Beneditinos), 79 anos (Flores do Piauí) e 101 anos (Teresina) também faleceram em decorrência de complicações da Covid-19. Apenas a teresinense de 101 anos não possuía histórico de comorbidades.
  • 05 de junho: 7 óbitos em 24 horas, sendo seis homens, moradores de Batalha (78 anos), Esperantina (87 anos), Parnaíba (70 anos), Piripiri (85 anos), Teresina (66 e 77 anos) e uma mulher de Teresina (87 anos). Apenas o paciente de Esperantina não tinha registro de comorbidades.
  • 04 de junho: 15 óbitos em 24 horas, sendo nove pacientes do sexo masculino e seis do sexo feminino. Os homens que faleceram em decorrência do novo coronavírus tinham 89 anos, (Luís Correia), 88 anos (Monsenhor Gil), 58 anos (São José do Divino), 54 anos, 56 anos, 59 anos, 81 anos, 91 anos (Teresina) e 80 anos (União). Apenas uma das vítimas de Teresina (54 anos) não tinha comorbidades. As mulheres de 68 anos (Parnaíba ); 92 anos (Ribeiro Gonçalves ); 47 , 50, 63 e 70 anos (Teresina) não resistiram aos sintomas do novo coronavírus. Somente a mais jovem  (47 anos) não possuía doenças relacionadas. 
  • 03 de junho: cinco pessoas do sexo masculino e cinco do sexo feminino. Os homens tinham 78 anos (Altos); 66 anos, 71 anos, 73 anos e 86 anos (Teresina). E as mulheres tinham 80 anos (Altos); 63 e 76 anos (Parnaíba); 70 e 84 anos (Teresina). 
  • 02 de junho: pelo segundo dia consecutivo, o Piauí registrou mais 12 óbitos em decorrência da covid-19. Os homens que faleceram em decorrência do novo coronavírus tinham 92 anos, (Água Branca), 68 anos (Buriti dos Lopes), 64 anos (Colônia do Gurgueia), 60 anos, 81 anos e 92 anos (Teresina). Apenas as vítimas de Teresina (60 anos) e de Água Branca (92 anos) não possuíam doenças pré-existentes. As mulheres de 77 anos (Angical), 56 anos (Campo Maior), 84 anos (Piaracuruca), 32 anos (São Raimundo Nonato), 66 anos e 85 anos (Teresina) também aumentam as estatísticas das vítimas da pandemia. Somente a mais jovem (32 anos) não possuía comorbidades.
  • 01 de junho: 12 mortes em 24 horas. Em Teresina: dois homens, de 70 e 88 anos, e três mulheres, de 34, 61 e 66 anos de idade. As demais mortes do sexo masculino foram registradas em Miguel Alves, 45 anos; Pedro II, 73 anos; Várzea Branca, 75 anos e Altos, 82 anos. Já os outros óbitos femininos são de José de Freitas, 54 anos; Piripiri, 70 anos e Uruçuí, 94 anos.  Apenas duas vítimas de Teresina, uma mulher de 34 anos e um homem de 70 anos, não possuíam comorbidades. Os demais pacientes possuíam doenças relacionadas.
  • 31 de maio: três pacientes do sexo masculino e quatro do sexo feminino. Os homens tinham 60 anos (Floriano); 31 anos e 82 anos (Teresina). Além deles, quatro mulheres, sendo de 71 anos (Parnaíba), 70 anos (São Raimundo Nonato), 62 anos e 81 anos (Teresina) também faleceram em decorrência de complicações da doença. Todos possuíam uma ou mais doenças pré-existentes.
  • 30 de maio: quatro óbitos em 24h, sendo três pacientes do sexo masculino e uma do sexo feminino. Os homens tinham 63 anos, 78 anos (Teresina) e um de 75 anos (Parnaíba). Além deles, uma mulher de 50 anos (Palmeirais) também faleceu devido às complicações de Covid-19. Apenas um  homem de 75 anos não possuía comorbidades.
  • 29 de maio: 11 óbitos em 24h. Os homens tinham 58 anos, 66 anos, 85 anos, 87 anos e dois de 70 anos, moravam em Teresina, um de 78 anos, residente do município de Nossa Senhora dos Remédio; 54 anos, de Parnaíba e outro de 74 anos, de Pimenteiras. Além deles, duas mulheres, uma de 50 anos e outra de 69 anos, Teresina, também não resistiram às complicações da covid-19. Apenas um  dos homens, de 70 anos, não possuía comorbidades.  
  • 28 de maio: Foram oito mortes. Os homens tinham 39 anos, 55 anos, 71 anos, 72 anos, 75 anos, (ambos de Teresina) e um de 84 anos (Luís Correia). Além deles, uma mulher de 40 anos (Teresina) e outra de 74 anos (Luís Correia) também não resistiram às complicações da doença. Todos possuíam comorbidades. O órgão registrou mais 260 novos casos no estado nas últimas 24 horas, sendo 121 homens e 139 mulheres, com idades que variam entre 9 meses a 102 anos.
  • 27 de maio: as vítimas são: uma idosa de 90 anos, de Água Branca, dois homens de Teresina, de 69 e 71 anos, além de uma mulher, de 54 anos. Todos os pacientes tinham comorbidades relacionadas como problemas pulmonar, cardiovascular ou hipertensão.
  • 26 de maio: foram 10 do sexo masculino e cinco do sexo feminino. Os homens tinham 74 anos (Barras); 65 anos (Buriti dos Montes); 82 anos (Campo Maior) e 47 anos, 55 anos, 62 anos, 63 anos, 67 anos, 69 anos, 69 anos (Teresina). Já as mulheres tinham 76 anos (Demerval Lobão), 74 anos (Esperantina), 74 anos (Parnaíba) 82 anos e 85 anos (Teresina). Com exceção de um paciente de 63 e um de 69 anos, da Capital, os demais tinham comorbidades relacionadas.
  • 25 de maio: os óbitos registrados são de residentes dos seguintes municípios: Campo Maior (homem, 72 anos); Madeiro (mulher, 66 anos); Teresina (cinco mulheres: de 47 anos, 49 anos, 65 anos, 73 anos e 84 anos, além de dois homens: de 16 anos e 76 anos). Todos os pacientes tinham comorbidades relacionadas como doença cardiovascular, obesidade ou hipertensão. Já o adolescente fazia tratamento para câncer de osteossarcoma. 
  • 24 de maio: as vítimas que faleceram em decorrência do novo coronavírus são duas do sexo masculino e uma do sexo feminino. Os homens tinham 59 anos (Lagoa do Piauí) e 58 anos (Teresina). Ambos eram hipertensos. Já a mulher de 89 anos (Floriano), sofria de asma e neoplasia pulmonar.
  • 23 de maio: Todos do sexo masculino, um de 39 anos, de Cristino Castro, não possuía comorbidades. Os demais tinham doenças pré-relacionadas. O paciente de Altos, de 64 anos, era renal crônico; de Batalha, 80 anos, tinha diabetes; Floriano, 56 anos, fazia tratamento para hanseníase; Picos, 56 anos, era diabético e tinha doença cardiovascular; Piripiri, 45 anos, fazia tratamento para tuberculose e os pacientes de Teresina, um de 54 anos, era  obeso e hipertenso e o outro, de 62 anos, sofria de cardiopatia. 
  • 22 de maio: um homem de 57 anos, de Campo Maior, um de 62 anos de Inhuma, um de 72 anos de Belém do Piauí, um de 77 anos de Esperantina e um de 79 anos de Nazária. Ambos tinham doenças pré-existentes como diabetes, hipertensão e cardiopatia. Já a idosa de 92 anos, de Teresina, sofria do mal de Alzheimer.
  • 21 de maio: as duas novas vítimas são do sexo feminino, sendo uma de 37 anos de Teresina, que tinha obesidade e a outra de 70 anos de Parnaíba, sem comorbidades. 
  • 20 de maio: quatro pessoas do sexo masculino, sendo três deles de Teresina. O mais velho, de 82 anos e o mais jovem, de 46 anos, além de outro homem de 67 anos.  A quarta vítima, também de 67 anos, era de São Julião. Todos possuíam doenças pré-existentes.
  • 19 de maio: as duas vítimas são de Teresina, um idoso de 82 anos, que tinha diabetes e uma mulher de 60 anos, que também tinha comorbidades. Segundo a Sesapi, ela era técnica de enfermagem do HUT e estava afastada do trabalho desde o dia 23 de março porque fazia parte do grupo de risco.
  • 18 de maio: o Piauí registrou mais cinco óbitos por coronavírus. Um idoso de 73 anos, de Matias Olímpio era cardiopata, o de Uruçuí, de 53 anos (diabético), o de Teresina, 67 anos (cardiopata) e o de Pavussu, 75 anos (septicemia). Já a mulher de Água Branca, que tinha 65 anos, era diabética. Das 85 mortes registradas até agora, há 53 homens e 32 mulheres, com idades entre 13 e 97 anos de idade. A vítima mais nova era de Pedro II e a mais velha de Teresina. Ambas do sexo feminino.
  • 17 de maio: morreram quatro mulheres de 58 anos, 62 anos, 63 anos e 85 anos, além de um homem de 55 anos. Todos os pacientes tinham algum tipo de comorbidade como cardiopatia, diabetes e hipertensão. Uma mulher de 78 anos de Água Branca. As cidades de José de Freitas e Barras registraram as primeiras mortes pela doença. Um homem de 72 anos e uma mulher de 77 anos, respectivamente.
  • 16 de maio:  quatro óbitos de Teresina (63 anos, 65 anos, 73 anos e 95 anos) e um de Batalha (41 anos), além de uma mulher de Parnaíba (68 anos). Com exceção dos pacientes de 41 e 63 anos, os demais possuíam doenças relacionadas como cardiopatia, diabetes e hipertensão. 
  • 15 de maio: um idoso de 90 anos de Água Branca, um homem de 62 anos de Teresina, ambos não possuíam comorbidades. O outro de 80 anos, também de Teresina, era diabético e hipertenso. Entre as mulheres, a de Teresina, de 84 anos, não tinha doenças relacionadas, já a de São Gonçalo do Piauí, de 80 anos, segundo a Sesapi possuía histórico de hipertensão, fato negado pela família da vítima. 
  • 13 de maio: os idosos, de 66 anos natural do município de Socorro do Piauí, de 57 anos natural de Manoel Emídio e de 76 anos do município de Júlio Borges, sendo este o segundo óbito registrado na cidade, possuiam comorbidades como cardiopatia, diabetes e hipertensão, respectivamente. Todos estavam internados no Hospital Tibério Nunes, em Floriano. 
  • 12 de maio: oito mortes. Cinco homens com idades de 23 anos (Teresina), 30 anos (Piripiri), 36 anos (Elesbão Veloso), 41 anos (Teresina) e 78 anos (Uruçuí). Apenas o jovem de 23 anos (imunosuprimido) e o idoso (cardíaco) apresentavam comorbidades. As três mulheres, uma em Parnaíba, de 36 anos, em Água Branca de 89 anos e Teresina, de 97 anos apresentavam doenças relacionadas. A mais nova era diabética e as duas mais idosas tinham problemas cardíacos e diabetes. 
  • 11 de maio: uma mulher de Teresina, de 48 anos, não tinha comorbidades e a outra de Rio Grande do Piauí, de 77 anos, era cardiopata. Já o homem de 51 anos, natural de Picos, também não tinha doenças relacionadas e o de Água Branca, de 87 anos, sofria de problemas cardíacos. 
  • 10 de maio: um homem, de  48 anos, natural de Monsenhor Hipólito, sem comorbidades e uma mulher de 64 anos, de Picos, que sofria de diabetes, faleceram no Hospital Regional Justino Luz, em Picos. O terceiro óbito foi registrado em Valença, um paciente de 82 anos que estava internado no Hospital Natan Portela, em Teresina e tinha histórico de cardiopata. 
  • 09 de maio: duas mulheres, uma de 81 anos, de Ilha Grande (que faleceu no HEDA) e a outra, de 76 anos, natural de Palmeirais, mas que morava em Teresina, faleceu em hospital particular da capital. Ambas tinham hipertensão. Dois homens, ambos de Teresina, um de 90 anos, tinha histórico de diabetes e o outro, de 36 anos, era imunosuprimido.    
  • 08 de maio: uma idosa de 89 anos faleceu em um hospital particular de Teresina. A vítima tinha hipertensão e diabetes.
  • 07 de maio: um idoso de 74 anos, com problema pulmonar, faleceu no Hospital Getúlio Vargas em Teresina. A outra vítima foi uma mulher de 52 anos, natural do município de Baixa Grande do Ribeiro. Ela faleceu no Hospital Tibério Nunes, em Floriano.
  • 06 de maio: uma idosa de 74 anos, de Teresina. Ela tinha comorbidades para câncer de mama e estava internada no Hospital São Marcos; Uma idosa de 87 anos, também de Teresina, faleceu no Hospital Santa Maria; um idoso de 72 anos, de Teresina, sofria de pneumopatia e faleceu em casa; um outro homem de 67 anos, natural de Cocal e com histórico de diabetes e hipertensão; um idoso de 92 anos com diabetes. Ele era natural da cidade de Santa Luz e faleceu em um hospital de Bom Jesus.
  • 05 de maio: um idoso de 73 anos, natural de Colônia do Gurguéia. A vítima aleceu no Hospital Tibério Nunes, em Floriano e tinha histórico de hipertensão.
  • 04 de maio: um idoso de 69 anos, natural de Luzilândia, com histórico de diabetes. A vitíma faleceu no Hospital Getúlio Vargas, em Teresina.
  • 02 de maio: Um idoso de 69 anos, cardiopata e natural de Júlio Borges, faleceu no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano. O segundo óbito é de Teresina. Ele tinha 46 anos e sofria de hipertensão.
  • 01 de maio: Um homem de 59 anos faleceu no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e tinha histórico de cardiopatia e pneumopatia. A segunda vítima foi uma idosa de 91 anos que faleceu em um hospital particular da capital. Não foi informada comorbidade.
  • 28 de abril: Uma idosa, de 73 anos, de Teresina. A vítima tinha histórico de neuropatia. O outro óbito confirmado foi de um idoso, de 77 anos que sofria de cardiopatia crônica, também da capital.
  • 27 de abril: uma idosa de 83 anos, natural do município de Canto do Buriti, faleceu no hospital Tibério Nunes em Floriano e tinha hipertensão e artrose.
  • 26 de abril: uma idosa de 70 anos, da localidade Estreito em Buriti dos Lopes, com histórico de diabetes e hipertensão. Um homem de 79 anos, de São Francisco do Piauí, faleceu no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano. Ele tinha problemas cardíacos. Um senhor, de 95 anos, hipertenso, residente na zona norte de Teresina e que estava internado no Hospital Universitário.
  • 25 de abril: Jovem de 21 anos, do município de Itaueiras e fazia tratamento para tuberculose.
  • 24 de abril: uma idosa de 99 anos, de Teresina. A vítima tinha histórico de hipertensão.
  • 23 de abril: um idoso de 64 anos, natural de Parnaíba. A vítima faleceu no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde e fazia tratamento para o câncer.
  • 21 de abril: um idoso de 79 anos faleceu no Hospital Chagas Rodrigues. A vítima era natural de Piracuruca e tinha histórico de doenças cardíacas
  • 20 de abril: um idoso de 85 anos faleceu em um hospital particular de Teresina e tinha histórico de diabetes e doença cardiovascular.
  • 19 de abril: três óbitos foram registrados. Uma adolescente, de 13 anos, natural de Pedro II, faleceu no Hospital Infantil Lucídio Portela, em Teresina. Ela tinha sequela de paralisia cerebral e desnutrição. O outro foi um idoso de 98 anos, natural de Teresina. A vítima estava internada em um hospital particular e não tinha doenças crônicas. O outro óbito registrado é de um homem de 61 anos, que estava internado no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, com histórico de hipertensão.
  • 18 de abril: uma idosa de 79 anos, natural de Picos. Ela faleceu no Hospital Regional Justino Luz e tinha histórico de hipertensão.
  • 17 de abril: um idoso de 72 anos, natural de Bom Princípio. A vítima faleceu no Hospital Dirceu Arcoverde, no município de Parnaíba e tinha histórico de hipertensão.
  • 13 de abril: um idoso de 63 anos, natural de Piracuruca. A vítima estava internada no Hospital Getúlio Vargas em Teresina.
  • 09 de abril: uma jovem de 22 anos de Teresina.
  • 08 de abril: um homem de 56 anos de Teresina.
  • 07 de abril: o empresário Nogueira Neto, de 62 anos, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Piauí (Creci-PI).
  • 30 de março: o diretor da empresa Delta Laticínios, Oderman Bittencourt, de 45 anos. O paciente apresentava histórico de viagem ao Ceará e tinha comorbidades como obesidade e hipertensão.
  • 27 de março: o prefeito de São José do Divino, Antônio Felícia (PT). Ele tinha 57 anos.
  • 26 de março: um casal de idosos de Teresina de 88 anos e de 73 anos, que estavam internados em um hospital privado da capital. Os dois tinham hipertensão arterial e diabetes mellitus, um deles também tinha pneumopatia crônica.

Prefeitura de Teresina x supermercados

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, suspendeu os efeitos da decisão da  juíza Haydee Lima de Castelo Branco, da Vara Núcleo do Plantão Judiciário, que derrubou o decreto do prefeito Firmino Filho e autorizou o funcionamento de supermercados neste sábado (27) em Teresina.

Desembargador Sebastião Ribeiro Martins (Foto: Lucas Sousa/Portal AZ)

A Prefeitura de Teresina protocolou o Pedido de Suspensão  por entender que a liminar “viola frontalmente à ordem e a saúde pública, contrariando a Constituição Federal, em especial o direito à saúde (art. 6ºc/c art. 196, CF/88), e a competência constitucional dos Municípios para legislar sobre saúde pública, (art. 23, II, CF/88), legislar sobre assuntos de direito local e suplementar a legislação federal e estadual no que couber (art. 30, I, II CF/88), bem como o entendimento do STF sobre a matéria, ocasionando graves riscos, mormente no panorama atual de pandemia da COVID-19 e necessidade do isolamento da população como meio de se evitar a sobrecarga dos sistemas de saúdes locais".

O desembargador afirmou que "no caso em tela, o que se verifica é que o Douto magistrado de piso, substituiu o juízo de conveniência e oportunidade para autorizar o funcionamento de atividades que o gestor do serviço de saúde entender que deveriam ficar suspensas pelo final de semana, visando diminuir a aglomeração de pessoas e aumentar o isolamento social, com o fim de diminuir o  contágio  pelo  novo  coronavírus,  imiscuindo-se  em  tarefa  que  é  própria  do  Poder  Executivo Municipal e violando a ordem pública, em seu aspecto jurídico-constitucional".

Na decisão anterior a juiza entendeu que os estabelecimentos estavam autorizados a funcionar, pois estão enquadradas como atividades essenciais de acordo com a Lei nº 13.979/2020. 

Decisão havia autorizado funcionamento dos supermercados mesmo com decreto da prefeitura (Foto: Marcelo Gomes/Portal AZ)

O mandado de segurança coletivo foi impetrado pelos supermercados R Carvalho, Carvalho Super, Pão de Açúcar, Supermercado Ferreira e Braz Supermercado. Os estabelecimentos argumentaram que, em todo o país, apenas o município de Teresina pretendia impedir o funcionamento das atividades consideradas como essenciais, no caso o funcionamento dos supermercados, "afrontando os princípios da proporcionalidade e razoabilidade". 

No pedido de reabertura, os grupos empresariais afirmaram que são cientes da ameaça representada pela pandemia do coronavírus e assumem como prioridade a segurança e a saúde dos seus funcionários e clientes, adotando diversas medidas de proteção de prevenção, tais quais, disponibilização de álcool em gel em todas as suas áreas, formação de equipe de limpeza dedicada à higienização de superfícies de contato, manutenção da utilização dos equipamentos de proteção individual e o controle de entrada de clientes.

Matérias relacionadas:

Presidente do TJ derruba decisão que autorizava o funcionamento de supermercados em Teresina    

“Falta de solidariedade com a população”, diz Firmino Filho sobre abertura de supermercados    

Juíza derruba decreto da prefeitura e autoriza funcionamento de supermercados em Teresina

Piauí registra mais 642 casos confirmados e 18 mortes por covid-19 em 24 horas    

No Piauí, 180 PMs irão fiscalizar cumprimento de novo decreto para isolamento social    

Governador e prefeito adotam medidas mais rígidas em novos decretos; veja o que pode funcionar    

Prefeito Firmino Filho anuncia retomada das atividades econômicas em Teresina; assista!

Wellington Dias decreta lockdown parcial e anuncia retomada das atividades para 6 de julho no Piauí

Os casos de covid-19 no Piauí continuam avançando. O estado registrou, nas últimas 24h, 493 novos pacientes infectados e 23 mortes pela doença. O boletim da Secretaria de Estado da Saúde foi divulgado na noite deste sábado (27). 

No total, o Piauí tem 19.158 confirmados e 615 mortes em decorrência da covid-19. 

Boletim divulgado na noite deste sábado (Foto: Sesapi)

As recentes mortes confirmadas ocorreram nos municípios de Esperantina, Luzilandia, Luís Correia, Miguel Alves, Oeiras, Pedro II, Picos, Piripiri, Santo Inácio, São João da Varjota, Teresina e Uruçuí.  São 78 municípios com registros de óbitos no estado. 

As vítimas são 13 pessoas do sexo masculino e 10 do sexo feminino. Os homens são naturais de Esperantina ( 69 anos), Luzilandia ( 53, 73 anos), Pedro II ( 50 anos), Piripiri (68 anos), Santo Inácio (93 anos), Teresina ( 43, 59, 83, 87 e dois de 92 anos) e Uruçuí ( 70 anos).

Já as mulheres são de Luís Correia ( 81 anos), Miguel Alves (73 anos) , Oeiras ( 61 anos), Picos ( 67 anos), São João da Varjota ( 84 anos) e Teresina ( 54, 59, 77, 87 e 88 anos). De todas as vítimas, apenas as mulheres de 73 e 84 anos não possuíam doenças relacionadas.

Segundo o boletim, dos 493  casos confirmados da doença, são 243  mulheres e 250 homens, com idades que variam de três  meses a 93 anos.

Jacobina do Piauí e São João da Varjota são novos municípios a entrar na lista daqueles com casos confirmados. Agora, são 201 municípios atingidos pela pandemia, o que representa 89,7%.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 895 ocupados, sendo 563 leitos clínicos, 307 UTIs e 25 leitos de estabilização . As altas acumuladas somam 996.

Mortes por coronavírus no Piauí

  • 26 de junho: 18 mortes pela doença em 24 horas. As vítimas são dez mulheres e oito homens com idades que variam de 19 a 91 anos. Os óbitos do sexo masculino são moradores de Parnaíba (57 anos), Picos (46 anos), Teresina (47, 58, 63, 75 e 87 anos) e Valença (87 anos). Já as vítimas do sexo feminino são de Luís Correia (19 anos), Oeiras (73 anos), Parnaíba (82 e 91 anos) e Teresina (66, 68, 74 e três de 84 anos). 
  • 25 de junho: pela segunda vez, recorde de 28 óbitos em 24 horas, sendo 14 pessoas do sexo masculino e 14 do sexo feminino. Os homens são naturais de Água Branca (83 anos), Baixa Grande do Ribeiro (69 anos), José de Freitas (56 anos), Parnaíba (83 anos), São Pedro do Piauí (90 anos) Teresina (40, 50, 56, 62, 63, 72, 73, 85 e 95 anos). E as mulheres são de Isaías Coelho (78 anos), Oeiras (46 anos), Parnaíba (84 anos), Picos (68 anos), Piracuruca (80 anos), Teresina (62, 71, 73, 76, 80, 80, 88 e 93 anos) Uruçuí (80 anos).
  • 24 de junho: 12 óbitos por covid-19 em 24 horas. Entre os pacientes que não resistiram ao coronavírus estão seis pacientes do sexo masculino e seis do sexo feminino. Os homens são naturais de Parnaíba (60 anos), Picos (62 anos) e Teresina (31, 49, 92 e 99 anos). E as mulheres são de Marcolândia (70 anos), Nazária (50 anos), Parnaíba (73 e 78 anos) e Teresina (85 e 99 anos). Dos 853 casos registrados hoje, 398 são homens e 455 mulheres com idades entre 1 e 95 anos. 
  • 23 de junho: mais 17 mortes por covid-19. Foram sete pessoas do sexo masculino e dez do sexo feminino. Os homens são naturais de Campo Largo do Piauí (73 anos) e Teresina (32, 46, 56, 63, 67 e 69 anos). E as mulheres são de Barras (75 e 78 anos), Demerval Lobão (81 anos), Elesbão Veloso (73 anos), Parnaíba (82 anos), Sebastião Barros (60 anos) e Teresina (52, 69, 76 e 82 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades.
  • 22 de junho: 15 mortes por covid-19 em 24h. Foram 10 pessoas do sexo masculino e cinco do sexo feminino. Conforme o boletim, os homens eram naturais de Esperantina (63 anos), Parnaíba (56, 81 e 84 anos), Picos (77 anos) e Teresina (30, 68, 80, 82 e 97 anos). Já as mulheres eram de Matias Olímpio (68 anos), Parnaíba (96 anos) e Teresina (70,75 e 90 anos).
  • 21 de junho: mais 17 mortes por covid-19 em 24 horas. Os homens eram naturais de Esperantina (77 anos), Luzilândia (48 anos), Parnaíba (45, 87 e 88 anos) e Teresina (52, 62, 69 e 87 anos). Já as mulheres eram de Miguel Alves (76 anos) e Teresina (65, 65, 69, 73, 75, 81 e 86 anos). Apenas as vítimas de 48, 51 e 88 anos não possuíam comorbidades. 
  • 20 de junho: o Piauí registrou 27 mortes, são 16 homens e 11 mulheres vítimas da covid-19.As vítimas do sexo masculino são de Batalha (76 anos), Barras ( 60 e 83 anos), Campo Maior ( 42 anos), Murici dos Portelas (84 anos),  Parnaíba (53, 75 e 81 anos) e Teresina ( 34, 63, 66, 73, 76, 79, 85 e 91 anos). A vítima mais jovem (34 anos) não possuía comorbidades. As mulheres são de Aroazes (70 anos), Beneditinos ( 62 anos), Cajueiro da Praia (54 anos), Esperantina ( 73 anos), Padre Marcos (55 anos) e Teresina (45, 46, 55, 66, 73 e 84 anos).  As vítimas de 34 e 84 anos não possuíam doenças relacionadas.
  • 19 de junho: mais 24 óbitos em 24h. Oito mulheres e 16 homens, com idades que variam de 25 a 92 anos. Os óbitos do sexo masculino são moradores de Campo Maior (85 anos), Luzilândia (72 e 77 anos), Pedro II (92 anos), Parnaíba (30, 63, 74, 80 e 81 anos) e Teresina (25, 40, 57, 58, 69, 77 e 85 anos). Já as vítimas do sexo feminino são de Luís Correia (86 anos), Miguel Alves (81 anos), Parnaíba (35 anos), Piracuruca (85 anos) e Teresina (56, 57, 72 e 82 anos). Com exceção de três parnaibanos (30, 63 e 80 anos) e uma teresinense (72 anos), as demais pessoas tinham comorbidades relacionadas.
  • 18 de junho: mais 14 mortes em 24 horas. Seis homens e oito mulheres. Os do sexo masculino são de Luzilândia (94 anos), Teresina (52, 67 e 71 anos) e União (48 e 91 anos). O idoso de 91 anos não possuía comorbidades. Já as mulheres são de Parnaíba (83 anos), Ribeiro Gonçalves (80 anos), Teresina (70, 72, 77 e 80 anos) e União (82 e 86 anos). Apenas a idosa de 77 anos não possuía doenças relacionadas.
  • 17 de junho: 23 óbitos em 24 horas. As vítimas são 14 homens e nove mulheres. Os do sexo masculinos são de Beneditinos (67 anos), Floriano (45 anos), Pedro II (75 anos) e Teresina ( 27, 47, 50, 63, 64, 65, 73, 75, 83, 88 e 89 anos). Já as mulheres são de Água Branca (81 anos), Luzilândia (62 anos), Pedro II (75 anos) e Teresina ( 35, 47, 66, 75, 83 e 84 anos). 
  • 16 de junho: cinco mortes em 24 horas. As vítimas mais recentes são três homens e duas mulheres, todos de Teresina. Os homens tinham 20 anos, 69 anos, 83 anos e as mulheres, 41 anos e 53 anos. Todas as pessoas possuíam comorbidades relacionadas.
  • 15 de junho: mais 19 óbitos em 24 horas. Os óbitos mais recentes do sexo masculino são de moradores de Barras (90 anos), Buriti dos Lopes (60 anos), Campo Grande (58 anos), Parnaíba (61 anos) e Teresina (62, 68, 76, 88 e 90 anos).  Os do sexo feminino são de Barras (72 anos), Cocal (59 anos), Manoel Emídio (37 anos), Palmeirais (65 anos), Parnaíba (1 ano) e Teresina ( 46, 66, 70, 84 e 85 anos). De todos os óbitos registrados, apenas o bebê (1 ano) e dois homens (61 e 76 anos) não possuíam comorbidades. 
  • 14 de junho: mais 14 óbitos em 24 horas, sendo oito mulheres e seis homens. Os homens são moradores de Campo Largo (58 anos), São Raimundo Nonato (64 anos) e Teresina (50, 53, 63, 65, 70 e 85 anos). Os óbitos do sexo feminino são de José de Freitas (84 anos) e Teresina (34, 43, 46, 70 e 87 anos). De todos os óbitos registrados, apenas três mulheres (34, 84 e 87 anos) não tinham comorbidades. 
  • 13 de junho: o Piauí bateu um novo recorde e registrou mais 25 óbitos por coronavírus em um prazo de 24 horas. As vítimas são 13 homens e 12 mulheres. Os do sexo masculinos são de 84 anos (Água Branca), 68 anos (Campo Maior), 81 anos (Esperantina), 58 anos (Marcolândia), 68 anos (Miguel Alves), 76 anos (Monsenhor Gil), 81 e 89 anos (Parnaíba) e 53, 58, 66, 69 e 70 anos (Teresina).  Já as mulheres são de 74 anos (Alto Longá), 54 anos (Lagoa de São Francisco), 62, 77 e 80 anos (Parnaíba), 56, 71, 75, 81, 88 e 99 anos (Teresina) e 76 anos (Uruçuí). 
  • 12 de junho: pelo segundo dia consecutivo, mais 18 mortes em 24h. 13 homens e cinco mulheres. Os do sexo masculinos são de 62 e 88 anos (Barras), 72 anos (Esperantina), 71 anos (Luzilândia), 68 anos (Parnaíba), 65 anos (Piripiri) e 56, 61, 66, 77, 82 e dois de 87 anos (Teresina). Os homens de 56, 61, 71 e 87 não possuíam comorbidades. Os demais possuíam de cardiopatias, hipertensão ou diabetes. Já as mulheres são todas de Teresina e tinham as idades de 47, 73, 77, 78 e 92 anos. Todas elas possuíam doenças pré-existentes.
  • 11 de junho: 18 óbitos em 24 horas. Foram oito pessoas do sexo feminino de 72 anos (Água Branca), 90 anos (Cajueiro da Praia), 65 e 88 anos (Parnaíba),  20, 70, 75 e 77 anos (Teresina). Os do sexo masculino somaram 10 óbitos nos seguintes municípios: 56 anos (Barro Duro), 73 e 78 anos (Parnaíba), 40 anos (Picos) e 26, 49, 68, 69, 84 e 89 anos (Teresina). As mulheres de 20 anos e 72 anos de Teresina e a de 77 anos de Água Branca não tinham comorbidades. Entre os homens apenas os de 49 anos e 69 anos de Teresina não possuíam doenças relacionadas.
  • 10 de junho: 16 óbitos em 24 horas. As vítimas são nove homens e sete mulheres. As mulheres tinham 48 anos (Luís Correia); 86 anos (Parnaíba); 65, 75, 78, 78 e 85 anos (Teresina). E os homens de 85 anos (Luís Correia): 45 anos (Parnaíba); 40, 58, 66, 78, 80, 81 e 89 anos (Teresina).
  • 09 de junho: 18 mortes em 24 horas. Dez pacientes do sexo masculino e oito do sexo feminino. Foram oito mulheres com idades de 77 anos e 75 anos (Barras); 45 anos (Pio IX); 51, 65, 75, 84 e 91 anos (Teresina). Apenas uma das mulheres (65 anos) não tinha comorbidades. Os homens tinham 75 anos (Barras); 74 anos (Campo Maior); 66,68 e 83 anos (Parnaíba); 31 anos (Sigefredo Pacheco); 70, 72, 80 e 88 anos (Teresina). Todos tinham doenças relacionadas.
  • 08 de junho: sete homens e quatro mulheres que residiam nas cidades de Água Branca, Cocal, Floriano, Parnaíba, Piripiri, Teresina e União não resistiram às complicações da doença. As mulheres que morreram em decorrência da covid-19 tinham 80 anos (Cocal), 91 anos (Floriano), 81 e 92 anos (Teresina). Já os homens tinham 91 anos (Água Branca), 49 anos (Parnaíba), 69 anos (Piripiri), 29, 40 e 81 anos (Teresina) e 79 anos (União). A mulher de 81 anos e o homem de 29 anos, ambos da capital, não possuíam doenças relacionadas.
  • 07 de junho: pelo segundo dia consecutivo, mais 15 óbitos em 24h. As vítimas são onze pacientes do sexo masculino e quatro do sexo feminino. Os homens tinham 70 anos, natural de Água Branca; 72 anos, de Campo Maior; 58 anos de Parnaíba; 54 , 70 , 71 , 76, 77, 79 e dois de 72 anos, todos de Teresina. Cinco dos 11 pacientes não possuíam nenhuma doença relacionada. Os demais apresentavam  problemas como diabetes ou hipertensão. As vítimas do sexo feminino tinham 52 anos, de Parnaíba; 87 anos, de Picos; 72 anos, Nossa Senhora dos Remédios, e 65 anos de Teresina. Todas elas possuíam histórico de comorbidades.
  • 06 de junho: 15 óbitos em 24 horas, sendo 12 do sexo masculino e três do sexo feminino. Os homens tinham 51 anos (Barras), 91 anos (Elesbão Veloso) , 77 anos (Esperantina),  56 anos (Olho d’Água do Piauí) e  51, 54, 70 , 72, 74, 77, 88 e 92 anos (Teresina). As mulheres de 102 anos (Beneditinos), 79 anos (Flores do Piauí) e 101 anos (Teresina) também faleceram em decorrência de complicações da Covid-19. Apenas a teresinense de 101 anos não possuía histórico de comorbidades.
  • 05 de junho: 7 óbitos em 24 horas, sendo seis homens, moradores de Batalha (78 anos), Esperantina (87 anos), Parnaíba (70 anos), Piripiri (85 anos), Teresina (66 e 77 anos) e uma mulher de Teresina (87 anos). Apenas o paciente de Esperantina não tinha registro de comorbidades.
  • 04 de junho: 15 óbitos em 24 horas, sendo nove pacientes do sexo masculino e seis do sexo feminino. Os homens que faleceram em decorrência do novo coronavírus tinham 89 anos, (Luís Correia), 88 anos (Monsenhor Gil), 58 anos (São José do Divino), 54 anos, 56 anos, 59 anos, 81 anos, 91 anos (Teresina) e 80 anos (União). Apenas uma das vítimas de Teresina (54 anos) não tinha comorbidades. As mulheres de 68 anos (Parnaíba ); 92 anos (Ribeiro Gonçalves ); 47 , 50, 63 e 70 anos (Teresina) não resistiram aos sintomas do novo coronavírus. Somente a mais jovem  (47 anos) não possuía doenças relacionadas. 
  • 03 de junho: cinco pessoas do sexo masculino e cinco do sexo feminino. Os homens tinham 78 anos (Altos); 66 anos, 71 anos, 73 anos e 86 anos (Teresina). E as mulheres tinham 80 anos (Altos); 63 e 76 anos (Parnaíba); 70 e 84 anos (Teresina). 
  • 02 de junho: pelo segundo dia consecutivo, o Piauí registrou mais 12 óbitos em decorrência da covid-19. Os homens que faleceram em decorrência do novo coronavírus tinham 92 anos, (Água Branca), 68 anos (Buriti dos Lopes), 64 anos (Colônia do Gurgueia), 60 anos, 81 anos e 92 anos (Teresina). Apenas as vítimas de Teresina (60 anos) e de Água Branca (92 anos) não possuíam doenças pré-existentes. As mulheres de 77 anos (Angical), 56 anos (Campo Maior), 84 anos (Piaracuruca), 32 anos (São Raimundo Nonato), 66 anos e 85 anos (Teresina) também aumentam as estatísticas das vítimas da pandemia. Somente a mais jovem (32 anos) não possuía comorbidades.
  • 01 de junho: 12 mortes em 24 horas. Em Teresina: dois homens, de 70 e 88 anos, e três mulheres, de 34, 61 e 66 anos de idade. As demais mortes do sexo masculino foram registradas em Miguel Alves, 45 anos; Pedro II, 73 anos; Várzea Branca, 75 anos e Altos, 82 anos. Já os outros óbitos femininos são de José de Freitas, 54 anos; Piripiri, 70 anos e Uruçuí, 94 anos.  Apenas duas vítimas de Teresina, uma mulher de 34 anos e um homem de 70 anos, não possuíam comorbidades. Os demais pacientes possuíam doenças relacionadas.
  • 31 de maio: três pacientes do sexo masculino e quatro do sexo feminino. Os homens tinham 60 anos (Floriano); 31 anos e 82 anos (Teresina). Além deles, quatro mulheres, sendo de 71 anos (Parnaíba), 70 anos (São Raimundo Nonato), 62 anos e 81 anos (Teresina) também faleceram em decorrência de complicações da doença. Todos possuíam uma ou mais doenças pré-existentes.
  • 30 de maio: quatro óbitos em 24h, sendo três pacientes do sexo masculino e uma do sexo feminino. Os homens tinham 63 anos, 78 anos (Teresina) e um de 75 anos (Parnaíba). Além deles, uma mulher de 50 anos (Palmeirais) também faleceu devido às complicações de Covid-19. Apenas um  homem de 75 anos não possuía comorbidades.
  • 29 de maio: 11 óbitos em 24h. Os homens tinham 58 anos, 66 anos, 85 anos, 87 anos e dois de 70 anos, moravam em Teresina, um de 78 anos, residente do município de Nossa Senhora dos Remédio; 54 anos, de Parnaíba e outro de 74 anos, de Pimenteiras. Além deles, duas mulheres, uma de 50 anos e outra de 69 anos, Teresina, também não resistiram às complicações da covid-19. Apenas um  dos homens, de 70 anos, não possuía comorbidades.  
  • 28 de maio: Foram oito mortes. Os homens tinham 39 anos, 55 anos, 71 anos, 72 anos, 75 anos, (ambos de Teresina) e um de 84 anos (Luís Correia). Além deles, uma mulher de 40 anos (Teresina) e outra de 74 anos (Luís Correia) também não resistiram às complicações da doença. Todos possuíam comorbidades. O órgão registrou mais 260 novos casos no estado nas últimas 24 horas, sendo 121 homens e 139 mulheres, com idades que variam entre 9 meses a 102 anos.
  • 27 de maio: as vítimas são: uma idosa de 90 anos, de Água Branca, dois homens de Teresina, de 69 e 71 anos, além de uma mulher, de 54 anos. Todos os pacientes tinham comorbidades relacionadas como problemas pulmonar, cardiovascular ou hipertensão.
  • 26 de maio: foram 10 do sexo masculino e cinco do sexo feminino. Os homens tinham 74 anos (Barras); 65 anos (Buriti dos Montes); 82 anos (Campo Maior) e 47 anos, 55 anos, 62 anos, 63 anos, 67 anos, 69 anos, 69 anos (Teresina). Já as mulheres tinham 76 anos (Demerval Lobão), 74 anos (Esperantina), 74 anos (Parnaíba) 82 anos e 85 anos (Teresina). Com exceção de um paciente de 63 e um de 69 anos, da Capital, os demais tinham comorbidades relacionadas.
  • 25 de maio: os óbitos registrados são de residentes dos seguintes municípios: Campo Maior (homem, 72 anos); Madeiro (mulher, 66 anos); Teresina (cinco mulheres: de 47 anos, 49 anos, 65 anos, 73 anos e 84 anos, além de dois homens: de 16 anos e 76 anos). Todos os pacientes tinham comorbidades relacionadas como doença cardiovascular, obesidade ou hipertensão. Já o adolescente fazia tratamento para câncer de osteossarcoma. 
  • 24 de maio: as vítimas que faleceram em decorrência do novo coronavírus são duas do sexo masculino e uma do sexo feminino. Os homens tinham 59 anos (Lagoa do Piauí) e 58 anos (Teresina). Ambos eram hipertensos. Já a mulher de 89 anos (Floriano), sofria de asma e neoplasia pulmonar.
  • 23 de maio: Todos do sexo masculino, um de 39 anos, de Cristino Castro, não possuía comorbidades. Os demais tinham doenças pré-relacionadas. O paciente de Altos, de 64 anos, era renal crônico; de Batalha, 80 anos, tinha diabetes; Floriano, 56 anos, fazia tratamento para hanseníase; Picos, 56 anos, era diabético e tinha doença cardiovascular; Piripiri, 45 anos, fazia tratamento para tuberculose e os pacientes de Teresina, um de 54 anos, era  obeso e hipertenso e o outro, de 62 anos, sofria de cardiopatia. 
  • 22 de maio: um homem de 57 anos, de Campo Maior, um de 62 anos de Inhuma, um de 72 anos de Belém do Piauí, um de 77 anos de Esperantina e um de 79 anos de Nazária. Ambos tinham doenças pré-existentes como diabetes, hipertensão e cardiopatia. Já a idosa de 92 anos, de Teresina, sofria do mal de Alzheimer.
  • 21 de maio: as duas novas vítimas são do sexo feminino, sendo uma de 37 anos de Teresina, que tinha obesidade e a outra de 70 anos de Parnaíba, sem comorbidades. 
  • 20 de maio: quatro pessoas do sexo masculino, sendo três deles de Teresina. O mais velho, de 82 anos e o mais jovem, de 46 anos, além de outro homem de 67 anos.  A quarta vítima, também de 67 anos, era de São Julião. Todos possuíam doenças pré-existentes.
  • 19 de maio: as duas vítimas são de Teresina, um idoso de 82 anos, que tinha diabetes e uma mulher de 60 anos, que também tinha comorbidades. Segundo a Sesapi, ela era técnica de enfermagem do HUT e estava afastada do trabalho desde o dia 23 de março porque fazia parte do grupo de risco.
  • 18 de maio: o Piauí registrou mais cinco óbitos por coronavírus. Um idoso de 73 anos, de Matias Olímpio era cardiopata, o de Uruçuí, de 53 anos (diabético), o de Teresina, 67 anos (cardiopata) e o de Pavussu, 75 anos (septicemia). Já a mulher de Água Branca, que tinha 65 anos, era diabética. Das 85 mortes registradas até agora, há 53 homens e 32 mulheres, com idades entre 13 e 97 anos de idade. A vítima mais nova era de Pedro II e a mais velha de Teresina. Ambas do sexo feminino.
  • 17 de maio: morreram quatro mulheres de 58 anos, 62 anos, 63 anos e 85 anos, além de um homem de 55 anos. Todos os pacientes tinham algum tipo de comorbidade como cardiopatia, diabetes e hipertensão. Uma mulher de 78 anos de Água Branca. As cidades de José de Freitas e Barras registraram as primeiras mortes pela doença. Um homem de 72 anos e uma mulher de 77 anos, respectivamente.
  • 16 de maio:  quatro óbitos de Teresina (63 anos, 65 anos, 73 anos e 95 anos) e um de Batalha (41 anos), além de uma mulher de Parnaíba (68 anos). Com exceção dos pacientes de 41 e 63 anos, os demais possuíam doenças relacionadas como cardiopatia, diabetes e hipertensão. 
  • 15 de maio: um idoso de 90 anos de Água Branca, um homem de 62 anos de Teresina, ambos não possuíam comorbidades. O outro de 80 anos, também de Teresina, era diabético e hipertenso. Entre as mulheres, a de Teresina, de 84 anos, não tinha doenças relacionadas, já a de São Gonçalo do Piauí, de 80 anos, segundo a Sesapi possuía histórico de hipertensão, fato negado pela família da vítima. 
  • 13 de maio: os idosos, de 66 anos natural do município de Socorro do Piauí, de 57 anos natural de Manoel Emídio e de 76 anos do município de Júlio Borges, sendo este o segundo óbito registrado na cidade, possuiam comorbidades como cardiopatia, diabetes e hipertensão, respectivamente. Todos estavam internados no Hospital Tibério Nunes, em Floriano. 
  • 12 de maio: oito mortes. Cinco homens com idades de 23 anos (Teresina), 30 anos (Piripiri), 36 anos (Elesbão Veloso), 41 anos (Teresina) e 78 anos (Uruçuí). Apenas o jovem de 23 anos (imunosuprimido) e o idoso (cardíaco) apresentavam comorbidades. As três mulheres, uma em Parnaíba, de 36 anos, em Água Branca de 89 anos e Teresina, de 97 anos apresentavam doenças relacionadas. A mais nova era diabética e as duas mais idosas tinham problemas cardíacos e diabetes. 
  • 11 de maio: uma mulher de Teresina, de 48 anos, não tinha comorbidades e a outra de Rio Grande do Piauí, de 77 anos, era cardiopata. Já o homem de 51 anos, natural de Picos, também não tinha doenças relacionadas e o de Água Branca, de 87 anos, sofria de problemas cardíacos. 
  • 10 de maio: um homem, de  48 anos, natural de Monsenhor Hipólito, sem comorbidades e uma mulher de 64 anos, de Picos, que sofria de diabetes, faleceram no Hospital Regional Justino Luz, em Picos. O terceiro óbito foi registrado em Valença, um paciente de 82 anos que estava internado no Hospital Natan Portela, em Teresina e tinha histórico de cardiopata. 
  • 09 de maio: duas mulheres, uma de 81 anos, de Ilha Grande (que faleceu no HEDA) e a outra, de 76 anos, natural de Palmeirais, mas que morava em Teresina, faleceu em hospital particular da capital. Ambas tinham hipertensão. Dois homens, ambos de Teresina, um de 90 anos, tinha histórico de diabetes e o outro, de 36 anos, era imunosuprimido.    
  • 08 de maio: uma idosa de 89 anos faleceu em um hospital particular de Teresina. A vítima tinha hipertensão e diabetes.
  • 07 de maio: um idoso de 74 anos, com problema pulmonar, faleceu no Hospital Getúlio Vargas em Teresina. A outra vítima foi uma mulher de 52 anos, natural do município de Baixa Grande do Ribeiro. Ela faleceu no Hospital Tibério Nunes, em Floriano.
  • 06 de maio: uma idosa de 74 anos, de Teresina. Ela tinha comorbidades para câncer de mama e estava internada no Hospital São Marcos; Uma idosa de 87 anos, também de Teresina, faleceu no Hospital Santa Maria; um idoso de 72 anos, de Teresina, sofria de pneumopatia e faleceu em casa; um outro homem de 67 anos, natural de Cocal e com histórico de diabetes e hipertensão; um idoso de 92 anos com diabetes. Ele era natural da cidade de Santa Luz e faleceu em um hospital de Bom Jesus.
  • 05 de maio: um idoso de 73 anos, natural de Colônia do Gurguéia. A vítima aleceu no Hospital Tibério Nunes, em Floriano e tinha histórico de hipertensão.
  • 04 de maio: um idoso de 69 anos, natural de Luzilândia, com histórico de diabetes. A vitíma faleceu no Hospital Getúlio Vargas, em Teresina.
  • 02 de maio: Um idoso de 69 anos, cardiopata e natural de Júlio Borges, faleceu no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano. O segundo óbito é de Teresina. Ele tinha 46 anos e sofria de hipertensão.
  • 01 de maio: Um homem de 59 anos faleceu no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e tinha histórico de cardiopatia e pneumopatia. A segunda vítima foi uma idosa de 91 anos que faleceu em um hospital particular da capital. Não foi informada comorbidade.
  • 28 de abril: Uma idosa, de 73 anos, de Teresina. A vítima tinha histórico de neuropatia. O outro óbito confirmado foi de um idoso, de 77 anos que sofria de cardiopatia crônica, também da capital.
  • 27 de abril: uma idosa de 83 anos, natural do município de Canto do Buriti, faleceu no hospital Tibério Nunes em Floriano e tinha hipertensão e artrose.
  • 26 de abril: uma idosa de 70 anos, da localidade Estreito em Buriti dos Lopes, com histórico de diabetes e hipertensão. Um homem de 79 anos, de São Francisco do Piauí, faleceu no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano. Ele tinha problemas cardíacos. Um senhor, de 95 anos, hipertenso, residente na zona norte de Teresina e que estava internado no Hospital Universitário.
  • 25 de abril: Jovem de 21 anos, do município de Itaueiras e fazia tratamento para tuberculose.
  • 24 de abril: uma idosa de 99 anos, de Teresina. A vítima tinha histórico de hipertensão.
  • 23 de abril: um idoso de 64 anos, natural de Parnaíba. A vítima faleceu no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde e fazia tratamento para o câncer.
  • 21 de abril: um idoso de 79 anos faleceu no Hospital Chagas Rodrigues. A vítima era natural de Piracuruca e tinha histórico de doenças cardíacas
  • 20 de abril: um idoso de 85 anos faleceu em um hospital particular de Teresina e tinha histórico de diabetes e doença cardiovascular.
  • 19 de abril: três óbitos foram registrados. Uma adolescente, de 13 anos, natural de Pedro II, faleceu no Hospital Infantil Lucídio Portela, em Teresina. Ela tinha sequela de paralisia cerebral e desnutrição. O outro foi um idoso de 98 anos, natural de Teresina. A vítima estava internada em um hospital particular e não tinha doenças crônicas. O outro óbito registrado é de um homem de 61 anos, que estava internado no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, com histórico de hipertensão.
  • 18 de abril: uma idosa de 79 anos, natural de Picos. Ela faleceu no Hospital Regional Justino Luz e tinha histórico de hipertensão.
  • 17 de abril: um idoso de 72 anos, natural de Bom Princípio. A vítima faleceu no Hospital Dirceu Arcoverde, no município de Parnaíba e tinha histórico de hipertensão.
  • 13 de abril: um idoso de 63 anos, natural de Piracuruca. A vítima estava internada no Hospital Getúlio Vargas em Teresina.
  • 09 de abril: uma jovem de 22 anos de Teresina.
  • 08 de abril: um homem de 56 anos de Teresina.
  • 07 de abril: o empresário Nogueira Neto, de 62 anos, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Piauí (Creci-PI).
  • 30 de março: o diretor da empresa Delta Laticínios, Oderman Bittencourt, de 45 anos. O paciente apresentava histórico de viagem ao Ceará e tinha comorbidades como obesidade e hipertensão.
  • 27 de março: o prefeito de São José do Divino, Antônio Felícia (PT). Ele tinha 57 anos.
  • 26 de março: um casal de idosos de Teresina de 88 anos e de 73 anos, que estavam internados em um hospital privado da capital. Os dois tinham hipertensão arterial e diabetes mellitus, um deles também tinha pneumopatia crônica.

Prefeitura de Teresina x supermercados

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, suspendeu os efeitos da decisão da  juíza Haydee Lima de Castelo Branco, da Vara Núcleo do Plantão Judiciário, que derrubou o decreto do prefeito Firmino Filho e autorizou o funcionamento de supermercados neste sábado (27) em Teresina.

Desembargador Sebastião Ribeiro Martins (Foto: Lucas Sousa/Portal AZ)

A Prefeitura de Teresina protocolou o Pedido de Suspensão  por entender que a liminar “viola frontalmente à ordem e a saúde pública, contrariando a Constituição Federal, em especial o direito à saúde (art. 6ºc/c art. 196, CF/88), e a competência constitucional dos Municípios para legislar sobre saúde pública, (art. 23, II, CF/88), legislar sobre assuntos de direito local e suplementar a legislação federal e estadual no que couber (art. 30, I, II CF/88), bem como o entendimento do STF sobre a matéria, ocasionando graves riscos, mormente no panorama atual de pandemia da COVID-19 e necessidade do isolamento da população como meio de se evitar a sobrecarga dos sistemas de saúdes locais".

O desembargador afirmou que "no caso em tela, o que se verifica é que o Douto magistrado de piso, substituiu o juízo de conveniência e oportunidade para autorizar o funcionamento de atividades que o gestor do serviço de saúde entender que deveriam ficar suspensas pelo final de semana, visando diminuir a aglomeração de pessoas e aumentar o isolamento social, com o fim de diminuir o  contágio  pelo  novo  coronavírus,  imiscuindo-se  em  tarefa  que  é  própria  do  Poder  Executivo Municipal e violando a ordem pública, em seu aspecto jurídico-constitucional".

Na decisão anterior a juiza entendeu que os estabelecimentos estavam autorizados a funcionar, pois estão enquadradas como atividades essenciais de acordo com a Lei nº 13.979/2020. 

Decisão havia autorizado funcionamento dos supermercados mesmo com decreto da prefeitura (Foto: Marcelo Gomes/Portal AZ)

O mandado de segurança coletivo foi impetrado pelos supermercados R Carvalho, Carvalho Super, Pão de Açúcar, Supermercado Ferreira e Braz Supermercado. Os estabelecimentos argumentaram que, em todo o país, apenas o município de Teresina pretendia impedir o funcionamento das atividades consideradas como essenciais, no caso o funcionamento dos supermercados, "afrontando os princípios da proporcionalidade e razoabilidade". 

No pedido de reabertura, os grupos empresariais afirmaram que são cientes da ameaça representada pela pandemia do coronavírus e assumem como prioridade a segurança e a saúde dos seus funcionários e clientes, adotando diversas medidas de proteção de prevenção, tais quais, disponibilização de álcool em gel em todas as suas áreas, formação de equipe de limpeza dedicada à higienização de superfícies de contato, manutenção da utilização dos equipamentos de proteção individual e o controle de entrada de clientes.

Matérias relacionadas:

Presidente do TJ derruba decisão que autorizava o funcionamento de supermercados em Teresina    

“Falta de solidariedade com a população”, diz Firmino Filho sobre abertura de supermercados    

Juíza derruba decreto da prefeitura e autoriza funcionamento de supermercados em Teresina

Piauí registra mais 642 casos confirmados e 18 mortes por covid-19 em 24 horas    

No Piauí, 180 PMs irão fiscalizar cumprimento de novo decreto para isolamento social    

Governador e prefeito adotam medidas mais rígidas em novos decretos; veja o que pode funcionar    

Prefeito Firmino Filho anuncia retomada das atividades econômicas em Teresina; assista!

Wellington Dias decreta lockdown parcial e anuncia retomada das atividades para 6 de julho no Piauí