1. Editorias
  2. Entretenimento
  3. Marília Mendonça é acusada de transfobia e vira o assunto mais comentado da web
Publicidade

Marília Mendonça é acusada de transfobia e vira o assunto mais comentado da web

Sertaneja causou polêmica após contar uma história durante sua live no último sábado (8) e rir da situação

Marília Mendonça foi acusada de transfobia após rir de uma história de um amigo durante sua live no último sábado (8) e se tornou o nome mais comentado da web durante o final de semana e nesta segunda-feira (10). A polêmica foi instaurada após a sertaneja contar que um dos seus músicos visitou uma extinta boate LGBTQIA+ em Goiânia e que no local ele teria ficado com uma mulher transexual. 

Marília Mendonça é acusada de transfobia e vira o assunto mais comentado da web (Foto: reprodução) 

Aos risos Marília contou: "Disse que lá foi o lugar em que ele beijou a mulher mais bonita da vida dele. É só isso. O contexto vocês não vão saber". 

A internet então, apontou que a cantora havia revelado a história com tom de deboche: "Marília Mendonça sendo transfóbica. Primeiro, essa boate em Goiânia era maravilhosa e as pessoas iam pra se divertir. Se o conhecido dela foi e beijou uma trans, fez muito bem!", comentou um. "Espero que vocês n chamem a cobrança que Marília Mendonça está sofrendo de cancelamento, pois não é. O Brasil é o país que lidera em assassinato de trans no mundo, que ela entenda o peso da 'piada' transfóbica que fez e a ligação direta com a desvalorização da vida de pessoas trans", explicou outra.

"Lembra do pessoal defendendo Thammy ser pai? Fazem por modismo, mas sem entender a pauta da comunidade trans, que lutam pelo direito à sua identidade e a vida. ‪”Piadas” com homens e mulheres trans foram naturalizadas e talvez, por isso ninguém questione o fato do Brasil ser o país que mais mata a população LGBTI+ do mundo. A expectativa de vida é muito baixa e ainda tem o caso da solidão ou das pessoas que seguem “sem ter coragem” de assumir uma relação com uma pessoa trans, exatamente para não ser ridicularizada. Gosto demais de Marília e acho uma menina super sensata, acredito que qdo compreender o que fez, vai refletir, se desculpar e até mesmo se tornar uma aliada na luta contra a transfobia, homofobia e lesbofobia", refletiu a baiana, Tia Má. 

Marília Mendonça foi acusada de transfobia após rir de uma história de um amigo durante sua live no último sábado (8) e se tornou o nome mais comentado da web durante o final de semana e nesta segunda-feira (10). A polêmica foi instaurada após a sertaneja contar que um dos seus músicos visitou uma extinta boate LGBTQIA+ em Goiânia e que no local ele teria ficado com uma mulher transexual. 

Marília Mendonça é acusada de transfobia e vira o assunto mais comentado da web (Foto: reprodução) 

Aos risos Marília contou: "Disse que lá foi o lugar em que ele beijou a mulher mais bonita da vida dele. É só isso. O contexto vocês não vão saber". 

A internet então, apontou que a cantora havia revelado a história com tom de deboche: "Marília Mendonça sendo transfóbica. Primeiro, essa boate em Goiânia era maravilhosa e as pessoas iam pra se divertir. Se o conhecido dela foi e beijou uma trans, fez muito bem!", comentou um. "Espero que vocês n chamem a cobrança que Marília Mendonça está sofrendo de cancelamento, pois não é. O Brasil é o país que lidera em assassinato de trans no mundo, que ela entenda o peso da 'piada' transfóbica que fez e a ligação direta com a desvalorização da vida de pessoas trans", explicou outra.

"Lembra do pessoal defendendo Thammy ser pai? Fazem por modismo, mas sem entender a pauta da comunidade trans, que lutam pelo direito à sua identidade e a vida. ‪”Piadas” com homens e mulheres trans foram naturalizadas e talvez, por isso ninguém questione o fato do Brasil ser o país que mais mata a população LGBTI+ do mundo. A expectativa de vida é muito baixa e ainda tem o caso da solidão ou das pessoas que seguem “sem ter coragem” de assumir uma relação com uma pessoa trans, exatamente para não ser ridicularizada. Gosto demais de Marília e acho uma menina super sensata, acredito que qdo compreender o que fez, vai refletir, se desculpar e até mesmo se tornar uma aliada na luta contra a transfobia, homofobia e lesbofobia", refletiu a baiana, Tia Má.