1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Secretaria do Meio Ambiente resgata dois macacos na cidade de Oeiras
Publicidade

Secretaria do Meio Ambiente resgata dois macacos na cidade de Oeiras

A ação ocorreu após entrega voluntária dos animais por populares

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) resgatou dois macacos na tarde desta quinta-feira (17) em uma residência no município de Oeiras. Os animais foram entregues pela população e eram criados como bichos de estimação sem autorização legal.

A auditora fiscal ambiental, Catharina Teixeira, explica que manter um animal silvestre em cativeiro sem autorização legal é crime, podendo ser punido com multa ou até prisão e indica que as pessoas entreguem voluntariamente os animais silvestres à Semar.

Agentes da Semar (Foto: Divulgação / Ascom PMO)

“As pessoas que criam esses animais em cativeiro de forma irregular podem procurar a Semar e agendar o recolhimento. Quem realiza a entrega voluntária não sofre nenhum tipo de responsabilidade administrativa”, conta Catharina Teixeira.

Os animais silvestres foram encaminhados para o Parque Zoobotânico, onde passarão por uma avaliação veterinária e ficarão em quarentena por alguns dias.

Momento do resgate (Foto: Divulgação / Ascom PMO)

Após esse período, uma nova análise é realizada pelos veterinários e dependendo do resultado, os animais podem ser mantidos no parque ou reinseridos na natureza. “Nesse caso inicia-se o processo de reabilitação para que esses animais possam ser reintroduzidos na natureza com segurança”, diz a auditora.

*Com informações do Gov PI

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) resgatou dois macacos na tarde desta quinta-feira (17) em uma residência no município de Oeiras. Os animais foram entregues pela população e eram criados como bichos de estimação sem autorização legal.

A auditora fiscal ambiental, Catharina Teixeira, explica que manter um animal silvestre em cativeiro sem autorização legal é crime, podendo ser punido com multa ou até prisão e indica que as pessoas entreguem voluntariamente os animais silvestres à Semar.

Agentes da Semar (Foto: Divulgação / Ascom PMO)

“As pessoas que criam esses animais em cativeiro de forma irregular podem procurar a Semar e agendar o recolhimento. Quem realiza a entrega voluntária não sofre nenhum tipo de responsabilidade administrativa”, conta Catharina Teixeira.

Os animais silvestres foram encaminhados para o Parque Zoobotânico, onde passarão por uma avaliação veterinária e ficarão em quarentena por alguns dias.

Momento do resgate (Foto: Divulgação / Ascom PMO)

Após esse período, uma nova análise é realizada pelos veterinários e dependendo do resultado, os animais podem ser mantidos no parque ou reinseridos na natureza. “Nesse caso inicia-se o processo de reabilitação para que esses animais possam ser reintroduzidos na natureza com segurança”, diz a auditora.

*Com informações do Gov PI