1. Editorias
  2. Polícia
  3. PRF prende casal suspeito de estelionato em hotel no interior do Piauí
Publicidade

PRF prende casal suspeito de estelionato em hotel no interior do Piauí

Os suspeitos aguardam a vítima para a negociação da venda de um veículo de luxo

A Polícia Rodoviária Federal e Policiais Militares prenderam um casal suspeito de estelionato em um hotel na cidade de Picos, às margens da rodovia BR 316. De acordo com a polícia, o casal tinha o objetivo de aplicar o golpe da venda de um veículo de luxo adulterado. 

PRF prende casal suspeito de estelionato em hotel no interior do Piauí (Foto: divulgação)

Com eles, os policiais encontraram um veículo de luxo TOYOTA/HILUX. Ao realizar os procedimentos de identificação veicular, os agentes verificaram que os sinais identificadores do veículo estavam adulterados, não sendo possível identificar o veículo original.

Segundo a PRF, a mulher de 27 anos informou aos policiais que era responsável pelo veículo e que havia sido contratada por R$ 10 mil para levar o veículo de São Paulo até a cidade de Picos para um comprador. Toda a negociação foi realizada por meio virtual. A mulher informou que convidou seu companheiro de 33 anos apenas para conduzir o veículo durante a viagem.

Diante dessa situação, os policiais deram voz de prisão ao casal que foi encaminhado juntamente com o veículo até Central de Flagrantes na cidade de Picos para os procedimentos cabíveis. 

O casal poderá responder pelos crimes de Adulteração de sinal identificador de veículo automotor – Art. 311 da Lei 2.848/1940 (Código Penal) e por Fraude e Estelionato Cibernético.

A Polícia Rodoviária Federal e Policiais Militares prenderam um casal suspeito de estelionato em um hotel na cidade de Picos, às margens da rodovia BR 316. De acordo com a polícia, o casal tinha o objetivo de aplicar o golpe da venda de um veículo de luxo adulterado. 

PRF prende casal suspeito de estelionato em hotel no interior do Piauí (Foto: divulgação)

Com eles, os policiais encontraram um veículo de luxo TOYOTA/HILUX. Ao realizar os procedimentos de identificação veicular, os agentes verificaram que os sinais identificadores do veículo estavam adulterados, não sendo possível identificar o veículo original.

Segundo a PRF, a mulher de 27 anos informou aos policiais que era responsável pelo veículo e que havia sido contratada por R$ 10 mil para levar o veículo de São Paulo até a cidade de Picos para um comprador. Toda a negociação foi realizada por meio virtual. A mulher informou que convidou seu companheiro de 33 anos apenas para conduzir o veículo durante a viagem.

Diante dessa situação, os policiais deram voz de prisão ao casal que foi encaminhado juntamente com o veículo até Central de Flagrantes na cidade de Picos para os procedimentos cabíveis. 

O casal poderá responder pelos crimes de Adulteração de sinal identificador de veículo automotor – Art. 311 da Lei 2.848/1940 (Código Penal) e por Fraude e Estelionato Cibernético.