1. Editorias
  2. Polícia
  3. Deficiente visual é assassinado com 15 tiros no bairro Renascença
Publicidade

Deficiente visual é assassinado com 15 tiros no bairro Renascença

A Polícia Militar está em diligência para localizar o autor do crime

Um deficiente visual de 35 anos, identificado como Daniel Carlos Sousa Silva, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (30) com 15 disparos, na Rua Carlotinha Brito, bairro Renascença, zona Sudeste de Teresina. 

Investigações ficarão a cargo do DHPP(Foto: Wilson Nanaia/ Portal AZ)

O autor do crime ainda não foi localizado. Segundo o subtenente Saraiva, do 8º Batalhão de Polícia Militar, o tiroteio começou por volta 01h, o que deixou os moradores assustados. Daniel Carlos veio a óbito imediatamente no local. 

"Ele teve várias perfurações de balas, foram aproximadamente 15 tiros, faleceu ainda no local, nem chegou a ser atendido. No momento, como houve muitos disparos as pessoas ficaram assustadas e tentaram se refugiar. Depois do caso, os populares se encarregaram de chamar a ambulância", relata o policial.

A Polícia Militar foi acionada para isolar a área e está em diligência para identificar o responsável. As investigações ficarão a cargo do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa.

Um deficiente visual de 35 anos, identificado como Daniel Carlos Sousa Silva, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (30) com 15 disparos, na Rua Carlotinha Brito, bairro Renascença, zona Sudeste de Teresina. 

Investigações ficarão a cargo do DHPP(Foto: Wilson Nanaia/ Portal AZ)

O autor do crime ainda não foi localizado. Segundo o subtenente Saraiva, do 8º Batalhão de Polícia Militar, o tiroteio começou por volta 01h, o que deixou os moradores assustados. Daniel Carlos veio a óbito imediatamente no local. 

"Ele teve várias perfurações de balas, foram aproximadamente 15 tiros, faleceu ainda no local, nem chegou a ser atendido. No momento, como houve muitos disparos as pessoas ficaram assustadas e tentaram se refugiar. Depois do caso, os populares se encarregaram de chamar a ambulância", relata o policial.

A Polícia Militar foi acionada para isolar a área e está em diligência para identificar o responsável. As investigações ficarão a cargo do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa.