1. Editorias
  2. Política
  3. Bolsonaro avalia mudanças ministeriais e senador Ciro Nogueira é cotado para assumir Casa Civil
Publicidade

Bolsonaro avalia mudanças ministeriais e senador Ciro Nogueira é cotado para assumir Casa Civil

Pasta é ocupada por Luiz Eduardo Ramos, general da reserva e amigo do presidente

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que fará uma “pequena mudança ministerial” na próxima semana. O presidente quer que o senador Ciro Nogueira (PP-PI) assuma a Casa Civil. Hoje, a Casa Civil é ocupada por Luiz Eduardo Ramos, general da reserva e amigo de longa data do presidente da República.

Senador Ciro Nogueira é cotado para assumir Casa Civil (Foto:SérgioLima/Poder360/Agência Senado)

“Estamos trabalhando inclusive em uma pequena mudança ministerial, que deve ocorrer na segunda-feira (26) para ser mais preciso, para a gente continuar administrando o Brasil”, disse.

Ciro Nogueira se aproximou do presidente em meio à pandemia e, em troca de apoio político do partido no Congresso, conseguiu cargos importantes, como o comando do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), hoje nas mãos do ex-chefe de gabinete de Ciro.

Ainda segundo informações do G1, o Ministério do Trabalho será recriado e assumido pelo atual ministro da Secretaria Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. O general Luiz Eduardo Ramos, atual chefe da Casa Civil, iria para a Secretaria Geral. 

*Com informações do G1, Antagonista e Poder 360

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que fará uma “pequena mudança ministerial” na próxima semana. O presidente quer que o senador Ciro Nogueira (PP-PI) assuma a Casa Civil. Hoje, a Casa Civil é ocupada por Luiz Eduardo Ramos, general da reserva e amigo de longa data do presidente da República.

Senador Ciro Nogueira é cotado para assumir Casa Civil (Foto:SérgioLima/Poder360/Agência Senado)

“Estamos trabalhando inclusive em uma pequena mudança ministerial, que deve ocorrer na segunda-feira (26) para ser mais preciso, para a gente continuar administrando o Brasil”, disse.

Ciro Nogueira se aproximou do presidente em meio à pandemia e, em troca de apoio político do partido no Congresso, conseguiu cargos importantes, como o comando do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), hoje nas mãos do ex-chefe de gabinete de Ciro.

Ainda segundo informações do G1, o Ministério do Trabalho será recriado e assumido pelo atual ministro da Secretaria Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. O general Luiz Eduardo Ramos, atual chefe da Casa Civil, iria para a Secretaria Geral. 

*Com informações do G1, Antagonista e Poder 360