Reeducandos do sistema prisional tem novas oportunidades por meio do trabalho

O trabalho está se revelando uma ferramenta essencial para a ressocialização dos reeducandos

Por Dominic Ferreira,

O trabalho está se revelando uma ferramenta essencial para a ressocialização dos reeducandos no sistema prisional do Piauí. Segundo dados da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), aproximadamente 10% da população carcerária do estado está envolvida em atividades laborais, como apontado pelo censo carcerário de 2023. Entre esses, seis reeducandos encontram novas perspectivas de vida trabalhando em uma fábrica de rações em Altos.

Foto: Reprodução/Governo do PiauíO trabalho dentro do sistema prisional trás oportunidades para os internos.
O trabalho dentro do sistema prisional trás oportunidades para os internos.

Na Colônia Agrícola Major César, esses reeducandos têm a oportunidade de reconstruir suas vidas na Agroceva, uma empresa especializada em ração animal. Seja na produção ou no controle administrativo, eles estão fazendo a diferença e ganhando uma nova visão de futuro.

Francisco Erisson, que está na empresa há cerca de um ano e três meses, destaca a oportunidade de ressocialização proporcionada pelo trabalho.

"Hoje estou tendo a oportunidade de estar me ressocializando ao meio da sociedade. Já vou sair com um emprego garantido, ao qual o dono da empresa já me propôs essa oportunidade devido ao meu desempenho e dos meus colegas. Aqui, somos uma equipe. Graças a Deus, eu tenho uma outra visão de vida, ou seja, uma melhora que sirva de exemplo para aqueles que estão lá dentro com a mente ocupada em outras coisas. Que eles possam refletir que há, sim, uma oportunidade, uma luz no fim do túnel. Se nós quisermos, podemos sim mudar essa história”, disse.

Mikaell Andrade, que trabalha na parte administrativa, também reconhece a importância dessa oportunidade para mudar sua vida. Ele agradece à administração da Major César pela chance de participar desse processo de reinserção social.

 “A gente faz um balanço do que produzimos, das vendas, da semana. Agradeço a Deus e à administração do Major César pela oportunidade. Muitas pessoas necessitam dessa oportunidade para mudarem seus quadros de vida”, enfatizou o interno.

O gerente da empresa, Pablo Diógenes, elogia o empenho e dedicação dos reeducandos, destacando sua contribuição para a linha de produção. Segundo ele, essa parceria já dura mais de dois anos e tem sido muito positiva para ambas as partes.

Além de proporcionar uma nova perspectiva de vida, o trabalho externo oferece remuneração aos reeducandos, conforme previsto pela Lei de Execuções Penais (LEP). Além disso, a cada três dias de trabalho, um dia é reduzido da pena, conforme determina a legislação.

O secretário de Justiça, Coronel Carlos Augusto, ressalta a importância do trabalho e do estudo como pilares da ressocialização no sistema prisional. Ele reafirma o compromisso do governo em reconstruir o sistema penitenciário do Piauí, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo governador Rafael Fonteles.

 “Acreditamos no trabalho e no estudo como pilares da ressocialização. Seguimos firmes no comando do nosso governador Rafael Fonteles, que nos determinou a reconstrução do sistema penitenciário do Piauí” conclui Carlos Augusto.

Fonte: Governo do Piauí

Comente

Pequisar