1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Secretária do Meio Ambiente descarta interdição de praias do Piauí
Publicidade

Secretária do Meio Ambiente descarta interdição de praias do Piauí

Manchas escuras e oleosas já atingiram seis praias do litoral piauiense

A secretária de Meio Ambiente(Semar), Sádia Castro, afirmou na tarde desta segunda-feira (14) que não há risco das praias piauienses serem interditadas devido ao aparecimento das manchas de óleo no litoral. 

“No Piauí, os registros que nós temos ainda são do mês passado, onde foram encontradas manchas nos dias 27, 28 e 30 de setembro e de lá até o dia de hoje não houve nenhum novo registro. Até agora pelos nossos registros não há nenhum indicativo de interdição”, afirma a secretária. 

Mancha de óleo encontrada na Praia Peito de Moça, litoral do Piauí( Foto: reprodução/Semar) 

Ainda de acordo com a secretária de Meio Ambiente, a população contará a partir de agora com número de fiscalização da Semar (99427-7462) para denunciar possíveis novos aparecimentos de manchas de óleos nas praias do Piauí. 

“O monitoramento continua e é importante a gente dizer que estamos disponibilizando um número para a população, caso encontre qualquer mancha, qualquer registro ligue para a Semar e é importante dizer que não tente retirar ou manipular ou mancha”, diz Sávia Castro. 

Semar faz georreferenciamento nas praias do Piauí( Foto: reprodução Semar)

Na tarde desta segunda-feira (14), a Secretária de Estado de Meio Ambiente (Semar) , Sádia Castro se reúne com o ICMBio, o Ibama, a Capitania dos Portos e as prefeituras municipais de Luís Correia,  Parnaíba, Ilha Grande e Cajueiro da Praia. 

A Semar irá apresentar o georreferenciamento realizado na semana passada aos demais órgãos, afim de que em conjunto se elabore um plano de ação adequado. A reunião em caráter extraordinário acontece na sede da capitania dos portos, no município de Parnaíba, região Norte do Piauí. 

“Essa reunião é para um alinhamento de ação, dividir as responsabilidades de cada órgão. Iremos elaborar uma ação coordenada em relação ao aparecimento de manchas no Piauí”, ressalta a Secretária. 

Entenda o caso 

A substância escura, oleosa e de forte odor já atingiu 54 cidades do litoral nordestino desde o dia 02 de setembro. Há informações de que essas manchas, encontradas em 113 praias, já mataram tartarugas e aves. 

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou ao Portal AZ que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia no estado. 

A Polícia Federal investiga a origem do óleo nas praias nordestinas, o  inquérito foi instaurado no mês de setembro. A ação, segundo a PF, “foi tomada tão logo surgiram as primeiras informações, na imprensa nacional, sobre o fato; bem como sobre a possibilidade da ocorrência de eventual dano ambiental de grandes proporções na região”.

Matérias relacionadas:

Manchas de óleo atingem praia no piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Polícia Federal investoga orogem de manchas de óleo encontradas em praias do Nordeste

Manchas de óleo atingem mais de cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambentais

Governo investiga navios que podem ser origem do óleo que atinguiu praias do Piauí

Bolsonaro acredita que óleo encontrado em praias do Nordeste foi despejado criminosamente

Praias atingidas por manchas de óleo podem ser interditadas no Piauí

A secretária de Meio Ambiente(Semar), Sádia Castro, afirmou na tarde desta segunda-feira (14) que não há risco das praias piauienses serem interditadas devido ao aparecimento das manchas de óleo no litoral. 

“No Piauí, os registros que nós temos ainda são do mês passado, onde foram encontradas manchas nos dias 27, 28 e 30 de setembro e de lá até o dia de hoje não houve nenhum novo registro. Até agora pelos nossos registros não há nenhum indicativo de interdição”, afirma a secretária. 

sss

Mancha de óleo encontrada na Praia Peito de Moça, litoral do Piauí( Foto: reprodução/Semar) 

Ainda de acordo com a secretária de Meio Ambiente, a população contará a partir de agora com número de fiscalização da Semar (99427-7462) para denunciar possíveis novos aparecimentos de manchas de óleos nas praias do Piauí. 

“O monitoramento continua e é importante a gente dizer que estamos disponibilizando um número para a população, caso encontre qualquer mancha, qualquer registro ligue para a Semar e é importante dizer que não tente retirar ou manipular ou mancha”, diz Sávia Castro. 

sss

Semar faz georreferenciamento nas praias do Piauí( Foto: reprodução Semar)

Na tarde desta segunda-feira (14), a Secretária de Estado de Meio Ambiente (Semar) , Sádia Castro se reúne com o ICMBio, o Ibama, a Capitania dos Portos e as prefeituras municipais de Luís Correia,  Parnaíba, Ilha Grande e Cajueiro da Praia. 

A Semar irá apresentar o georreferenciamento realizado na semana passada aos demais órgãos, afim de que em conjunto se elabore um plano de ação adequado. A reunião em caráter extraordinário acontece na sede da capitania dos portos, no município de Parnaíba, região Norte do Piauí. 

“Essa reunião é para um alinhamento de ação, dividir as responsabilidades de cada órgão. Iremos elaborar uma ação coordenada em relação ao aparecimento de manchas no Piauí”, ressalta a Secretária. 

Entenda o caso 

A substância escura, oleosa e de forte odor já atingiu 54 cidades do litoral nordestino desde o dia 02 de setembro. Há informações de que essas manchas, encontradas em 113 praias, já mataram tartarugas e aves. 

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou ao Portal AZ que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia no estado. 

A Polícia Federal investiga a origem do óleo nas praias nordestinas, o  inquérito foi instaurado no mês de setembro. A ação, segundo a PF, “foi tomada tão logo surgiram as primeiras informações, na imprensa nacional, sobre o fato; bem como sobre a possibilidade da ocorrência de eventual dano ambiental de grandes proporções na região”.

Matérias relacionadas:

Manchas de óleo atingem praia no piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Polícia Federal investoga orogem de manchas de óleo encontradas em praias do Nordeste

Manchas de óleo atingem mais de cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambentais

Governo investiga navios que podem ser origem do óleo que atinguiu praias do Piauí

Bolsonaro acredita que óleo encontrado em praias do Nordeste foi despejado criminosamente

Praias atingidas por manchas de óleo podem ser interditadas no Piauí