R$55 Milhões investidos no combate à hanseníase: 955 Cidades com Prioridade

Recursos visam a erradicação da doença em municípios de alta endemia e incluem pesquisa de medicamentos e ações de conscientização.

Por Carlos Sousa,

O Ministério da Saúde anunciou um investimento de R$ 55 milhões para intensificar a prevenção e tratamento da hanseníase no Brasil, com foco em 955 municípios classificados como de alta endemia, registrando mais de 10 casos por grupo de 100 mil habitantes. O objetivo declarado é eliminar a hanseníase como problema de saúde pública.

 

Foto: Marcello Casal Jr/Agência BrasilMinistério da Saúde
Ministério da Saúde

Dos R$ 55 milhões, R$ 50 milhões serão destinados diretamente a esses municípios, que deverão direcionar os recursos para ações como busca ativa de novos casos, aplicação de testes rápidos nos contatos de casos registrados e resgate de casos em situação de abandono.

Outros R$ 4 milhões serão alocados para pesquisa de novos medicamentos para o tratamento da hanseníase, enquanto R$ 1 milhão será direcionado a um edital para organizações não governamentais brasileiras (ONGs), visando ações de enfrentamento ao estigma, discriminação e educação em saúde.

O anúncio complementa os R$ 5 milhões liberados no ano passado para pesquisa e desenvolvimento nacional de uma vacina e novos testes para a hanseníase. Neste momento, o Ministério da Saúde, em parceria com a Fiocruz, financia um ensaio clínico para avaliar a eficácia da Lepvax, primeira vacina específica para hanseníase do mundo.

O investimento surge em um contexto em que, entre janeiro e novembro de 2023, o Brasil registrou 19.219 novos casos de hanseníase, representando um aumento de 5% em relação ao mesmo período de 2022. Mato Grosso lidera as taxas de detecção, seguido pelo Maranhão. O estado de Mato Grosso já apresenta um aumento de 76% em novos casos em comparação com o mesmo período do ano anterior.

O anúncio destaca a importância de ações coordenadas para controlar a disseminação da doença e promover a conscientização, visando a erradicação da hanseníase em áreas de alta incidência. O Ministério da Saúde reforça o compromisso em enfrentar a doença, investindo em pesquisas e ações diretas nos locais mais afetados.

Fonte: Agência Brasil

Comente

Pequisar