1. Colunas
  2. Cine Vício
  3. Aves de Rapina é decepcionante
Publicidade

Aves de Rapina é decepcionante

Decepção, este é o sentimento que eu tive ao assistir Aves de Rapina (EUA, 20) que passou nos cinemas da cidade. A personagem Arlequinal surgiu no filme Esquadrão Suicida, mas acreditem esse filme é até menos interessante que essa produção de 2016.

Aves de Rapina é decepcionante (Foto: reprodução)

Quebrando a quarta parede o tempo todo (ao estilo Deadpool) mas com soluções visuais de difícil assimilação, fora uma cena intragável de um sanduiche que eu não sei quem pode rir disso, essa nova aventura da DC que traz Arlequina, tentou ser um novo Coringa mas voou longe.

Aliás parece ser um erro da DC acertar com maestria em um filme e tentar repetir o feito no outro em vez de diversificar. Aqui, Harley Quinn e sua turma ( Margot Robbie, o único acerto apesar de alguns deslizes) junta se às Aves (( Caçadora, Renee Montoya, Canário Negro) para lutar contra o Máscara Negra, que vilão ridículo e Ewan Macgregor super-representando está chato.

Até Victor Zsasz, um grande assassino não diz para que veio. Entre erros e acertos, as cenas de luta são fantásticas numa concatenação absurda e perfeita, mas apesar disso, fiquei indiferente a essa nova produção e a bilheteria fraca está comprovando isso. Até Mulher Maravilha 1984, este sim parece ser um b om filme.

Decepção, este é o sentimento que eu tive ao assistir Aves de Rapina (EUA, 20) que passou nos cinemas da cidade. A personagem Arlequinal surgiu no filme Esquadrão Suicida, mas acreditem esse filme é até menos interessante que essa produção de 2016.

Aves de Rapina é decepcionante (Foto: reprodução)

Quebrando a quarta parede o tempo todo (ao estilo Deadpool) mas com soluções visuais de difícil assimilação, fora uma cena intragável de um sanduiche que eu não sei quem pode rir disso, essa nova aventura da DC que traz Arlequina, tentou ser um novo Coringa mas voou longe.

Aliás parece ser um erro da DC acertar com maestria em um filme e tentar repetir o feito no outro em vez de diversificar. Aqui, Harley Quinn e sua turma ( Margot Robbie, o único acerto apesar de alguns deslizes) junta se às Aves (( Caçadora, Renee Montoya, Canário Negro) para lutar contra o Máscara Negra, que vilão ridículo e Ewan Macgregor super-representando está chato.

Até Victor Zsasz, um grande assassino não diz para que veio. Entre erros e acertos, as cenas de luta são fantásticas numa concatenação absurda e perfeita, mas apesar disso, fiquei indiferente a essa nova produção e a bilheteria fraca está comprovando isso. Até Mulher Maravilha 1984, este sim parece ser um b om filme.

Chamado da Floresta é divertido e emocionante 1917, uma guerra sem cortes