1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Desemprego crescente
Publicidade

Desemprego crescente

O IBGE divulgou na quinta-feira a PNAD Contínua. Não são nada bons os números do Piauí, que lidera a taxa de subutilização da força de trabalho no Brasil, ou seja, temos muita gente desempregada e muita gente trabalhando menos que 40 horas semanais e que gostaria de ter um segundo período para ampliar o ganho salarial. Há uma crise de desemprego agravada pelo desaparecimento de 27 mil postos de trabalho, incluindo milhares deles ocupados por gente que não tinha carteira de trabalho assinada. Há 19 mil trabalhadores da construção civil de cara para cima porque o setor está paralisado pela falta de obras – que no Piauí são mais numerosas em áreas como a habitação financiada pelo setor público. A perda do nível de emprego e consequente redução da massa salarial em setores como a construção civil acarreta queda no consumo e gente perdendo seus empregos no setor de serviço. Evidentemente que não há solução somente local para o problema da desocupação recorde, porque além de melhoria do ambiente para negócios, com reformas como a da Previdência e tributária, é fundamental haver dinheiro para investimento no setor público, seja de receitas tributárias, seja de parcerias com o setor privado. Sem investimento público, Estados como o Piauí tendem a seguir com elevadas taxas de desemprego e subutilização de mão de obra.

Robespierre Bastos um dos mais dedicados da saúde municipal (Foto: reprodução Facebook)

Amantes privilegiadas

No Brasil o gestor público - político e até os de toga - pagam suas amantes com sinecuras públicas. 
Basta ver pelos portais da transparência os nomes das “manteúdas” mordendo cobiçado contracheque. 
E tem deles que as empregam em órgãos distantes, pensando que ninguém as descobriria. 

Valeu, doutor!

Um dos médicos mais dedicados do sistema municipal de saúde, Robespierre Bastos, está agora aposentado. Vereador de Teresina por um mandato, deixou a Câmara e foi clinicar com a mesma dedicação de antes de ingressar na política. Seu bom trabalho certamente fará falta.

Boa ideia

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) quer fazer do Hospital Getúlio Vargas um centro de referência para tratamento de acidentes vasculares cerebrais, maior causa de mortes por doença no Brasil.

Novo partido

Desde que deixou o PMDB (agora MDB), Mão Santa já esteve no PSC e no Solidariedade, partido pelo qual se elegeu prefeito de Parnaíba, em 2016. Agora, ele vai mudar de novo. Aceitou convite do DEM e deve assinar ficha sob os auspícios do amigo Heráclito Fortes.

Memória

Mão Santa vai filiar-se a uma legenda que quando era PFL ele chamou de Partido Formador de Ladrões. Mas como o prefeito parnaibano ensina que ninguém se perde no caminho de volta, esse pecadilho se perdoa, já que o PFL deriva da Arena e do PDS, partidos aos quais Mão Santa esteve filiado nos anos 70 e 80.

Mais grana

Os prefeitos podem reclamar da falta de dinheiro, mas o valor da quota do Fundo de Participação que será depositada segunda-feira nas contas municipais é 4,90% maior que o valor da quota de igual data em 2018.

Serasa

O governo estadual segue no Cauc (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias) porque até agora não conseguiu comprovar gasto mínimo de 25% da educação em 2018 e por não ter feito em mesmo sobre o relatório resumido da execução orçamentária.

Na forma da lei

Fez bem e muito bem o juiz Thiago Aleluia Oliveira, de Luzilândia, ao determinar a redução à metade de carga horária de professora de escola municipal, mãe de um filho autista. A prefeitura negou o pedido administrativamente e ao arrepio da lei. O juiz, com  justeza, fez Justiça conforme a lei. Merece aplauso.

Parada

A única obra a caminhar e a passos rápido na BR-316 é o recapeamento da pista do anel viário de Teresina. Todo o resto anda parado. As chamadas vias locais (margeando a via principal) do anel viário (avenida prefeito Wall Ferraz) estão esburacadas. Conta que deve se espetada no DER.

Cachoeira

Um dos cartões postais da cidade de Batalha, a Cachoeira do Xixá, não tem mais a exuberância do passado, tampouco dura para além do começo de junho. A razão é simples: três barragens acima da queda d'água impede o fluxo normal da água. 

Bota abaixo

A Justiça já mandou retirar as barragens, construídas ilegalmente, mas o dono do pedaço não faz caso do que determinou o juiz a pedido do Ministério Público Estadual.

Imperador das águas

O dono do pedaço, no caso, é um vereador da cidade de Batalha, que atende pelo imperial nome de Augusto César. Como se um imperador das águas o fosse, o césar batalhense não mandou desfazer as barragens, reduzindo a água na cachoeira do Xixá e as opções de lazer dos cidadãos de Batalha e de outras cidades.

Barramento

Aliás, sobre a questão de barragens ilegais, as autoridades ambientais do Piauí precisam se mexer. E rápido. Nem mesmo o governo estadual sabia que existem pelo menos duas centenas de barragens irregulares em rios e riachos no Piauí, reduzindo a vazão ou mesmo secando os cursos d'água abaixo delas, reduzindo a oferta de água para uso doméstico e econômico de milhares de pessoas.

Ilegalidade

O estudo da Agência Nacional de Água que detectou a existência de duas centenas de barragens irregulares no Piauí é de conhecimento da Secretaria de Meio Ambiente e deveria ser compartilhado com o Ministério Público Estadual.

Processos

E o MPE muito bem faria se determinasse aos promotores de justiça em todo o Piauí a recomendar a destruição dessas barragens e, não sendo atendidos, abrisse investigação para posterior ação civil pública aos que se apossam da água, um bem público, como se particular fosse.

Ping-Pong
Acessório sem uso

O padre Solon Aragão, de São João do Piauí, opositor de uma vida toda da família Paes Landim, era também conhecido por respostas espirituosas e bem humoradas. Certa feita, em fila de votação, depara-se com uma mesária admirada com seu nome completo: Solon Correia de Aragão.

A mesária: “Ah, padre Solon, e o senhor tem Correia?”
Solon: “Tenho, minha filha, só não faço é usar”.

Expressas

As mulheres são as maiores vítimas de tentativas de suicídio em Teresina, registra a Fundação Municipal de Saúde.

Jovens e adultos jovens, a maioria mulheres, são os que mais atentam contra a própria vida, informa o mesmo estudo da FMS.

Os dados são uma novidade positiva porque ajudam a se desenhar política de saúde para prevenir transtornos somáticos.

O IBGE divulgou na quinta-feira a PNAD Contínua. Não são nada bons os números do Piauí, que lidera a taxa de subutilização da força de trabalho no Brasil, ou seja, temos muita gente desempregada e muita gente trabalhando menos que 40 horas semanais e que gostaria de ter um segundo período para ampliar o ganho salarial. Há uma crise de desemprego agravada pelo desaparecimento de 27 mil postos de trabalho, incluindo milhares deles ocupados por gente que não tinha carteira de trabalho assinada. Há 19 mil trabalhadores da construção civil de cara para cima porque o setor está paralisado pela falta de obras – que no Piauí são mais numerosas em áreas como a habitação financiada pelo setor público. A perda do nível de emprego e consequente redução da massa salarial em setores como a construção civil acarreta queda no consumo e gente perdendo seus empregos no setor de serviço. Evidentemente que não há solução somente local para o problema da desocupação recorde, porque além de melhoria do ambiente para negócios, com reformas como a da Previdência e tributária, é fundamental haver dinheiro para investimento no setor público, seja de receitas tributárias, seja de parcerias com o setor privado. Sem investimento público, Estados como o Piauí tendem a seguir com elevadas taxas de desemprego e subutilização de mão de obra.

Robespierre Bastos um dos mais dedicados da saúde municipal (Foto: reprodução Facebook)

Amantes privilegiadas

No Brasil o gestor público - político e até os de toga - pagam suas amantes com sinecuras públicas. 
Basta ver pelos portais da transparência os nomes das “manteúdas” mordendo cobiçado contracheque. 
E tem deles que as empregam em órgãos distantes, pensando que ninguém as descobriria. 

Valeu, doutor!

Um dos médicos mais dedicados do sistema municipal de saúde, Robespierre Bastos, está agora aposentado. Vereador de Teresina por um mandato, deixou a Câmara e foi clinicar com a mesma dedicação de antes de ingressar na política. Seu bom trabalho certamente fará falta.

Boa ideia

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) quer fazer do Hospital Getúlio Vargas um centro de referência para tratamento de acidentes vasculares cerebrais, maior causa de mortes por doença no Brasil.

Novo partido

Desde que deixou o PMDB (agora MDB), Mão Santa já esteve no PSC e no Solidariedade, partido pelo qual se elegeu prefeito de Parnaíba, em 2016. Agora, ele vai mudar de novo. Aceitou convite do DEM e deve assinar ficha sob os auspícios do amigo Heráclito Fortes.

Memória

Mão Santa vai filiar-se a uma legenda que quando era PFL ele chamou de Partido Formador de Ladrões. Mas como o prefeito parnaibano ensina que ninguém se perde no caminho de volta, esse pecadilho se perdoa, já que o PFL deriva da Arena e do PDS, partidos aos quais Mão Santa esteve filiado nos anos 70 e 80.

Mais grana

Os prefeitos podem reclamar da falta de dinheiro, mas o valor da quota do Fundo de Participação que será depositada segunda-feira nas contas municipais é 4,90% maior que o valor da quota de igual data em 2018.

Serasa

O governo estadual segue no Cauc (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias) porque até agora não conseguiu comprovar gasto mínimo de 25% da educação em 2018 e por não ter feito em mesmo sobre o relatório resumido da execução orçamentária.

Na forma da lei

Fez bem e muito bem o juiz Thiago Aleluia Oliveira, de Luzilândia, ao determinar a redução à metade de carga horária de professora de escola municipal, mãe de um filho autista. A prefeitura negou o pedido administrativamente e ao arrepio da lei. O juiz, com  justeza, fez Justiça conforme a lei. Merece aplauso.

Parada

A única obra a caminhar e a passos rápido na BR-316 é o recapeamento da pista do anel viário de Teresina. Todo o resto anda parado. As chamadas vias locais (margeando a via principal) do anel viário (avenida prefeito Wall Ferraz) estão esburacadas. Conta que deve se espetada no DER.

Cachoeira

Um dos cartões postais da cidade de Batalha, a Cachoeira do Xixá, não tem mais a exuberância do passado, tampouco dura para além do começo de junho. A razão é simples: três barragens acima da queda d'água impede o fluxo normal da água. 

Bota abaixo

A Justiça já mandou retirar as barragens, construídas ilegalmente, mas o dono do pedaço não faz caso do que determinou o juiz a pedido do Ministério Público Estadual.

Imperador das águas

O dono do pedaço, no caso, é um vereador da cidade de Batalha, que atende pelo imperial nome de Augusto César. Como se um imperador das águas o fosse, o césar batalhense não mandou desfazer as barragens, reduzindo a água na cachoeira do Xixá e as opções de lazer dos cidadãos de Batalha e de outras cidades.

Barramento

Aliás, sobre a questão de barragens ilegais, as autoridades ambientais do Piauí precisam se mexer. E rápido. Nem mesmo o governo estadual sabia que existem pelo menos duas centenas de barragens irregulares em rios e riachos no Piauí, reduzindo a vazão ou mesmo secando os cursos d'água abaixo delas, reduzindo a oferta de água para uso doméstico e econômico de milhares de pessoas.

Ilegalidade

O estudo da Agência Nacional de Água que detectou a existência de duas centenas de barragens irregulares no Piauí é de conhecimento da Secretaria de Meio Ambiente e deveria ser compartilhado com o Ministério Público Estadual.

Processos

E o MPE muito bem faria se determinasse aos promotores de justiça em todo o Piauí a recomendar a destruição dessas barragens e, não sendo atendidos, abrisse investigação para posterior ação civil pública aos que se apossam da água, um bem público, como se particular fosse.

Ping-Pong
Acessório sem uso

O padre Solon Aragão, de São João do Piauí, opositor de uma vida toda da família Paes Landim, era também conhecido por respostas espirituosas e bem humoradas. Certa feita, em fila de votação, depara-se com uma mesária admirada com seu nome completo: Solon Correia de Aragão.

A mesária: “Ah, padre Solon, e o senhor tem Correia?”
Solon: “Tenho, minha filha, só não faço é usar”.

Expressas

As mulheres são as maiores vítimas de tentativas de suicídio em Teresina, registra a Fundação Municipal de Saúde.

Jovens e adultos jovens, a maioria mulheres, são os que mais atentam contra a própria vida, informa o mesmo estudo da FMS.

Os dados são uma novidade positiva porque ajudam a se desenhar política de saúde para prevenir transtornos somáticos.

Comida boa e saudável A modernização do TJ