1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. A cadeira de Wilson
Publicidade

A cadeira de Wilson

O aparente constrangimento causado com a presença do ex-governador Wilson Martins à mesa de honra na solenidade de posse da nova diretoria do TCE-PI vai aqui devidamente esclarecido. A cerimonialista Emilia Nunes escreve à coluna e dá verdadeira aula de protocolo. Eis seu texto: “Como membro da Academia Brasileira de Cerimonial e Protocolo e estudiosa do assunto, quero esclarecer a coluna que, ontem, dia 19 de dezembro de 2018, na posse do Presidente do TCE-PI, a composição da mesa foi corretíssima. Não houve “tropeção” por parte do Cerimonial. Para os que desconhecem a precedência protocolar, o Cerimonial Público é regido pelo Decreto 70.274/72. Estando presente um ex-governador de estado é elegante e delicado convidá-lo a compor a mesa de honra. Neste caso, o mesmo tem alta precedência, sentando logo após o Presidente do Tribunal de Justiça. Esclareço também que esta precedência diz respeito aos ex-governadores não ocupantes de função pública, caso contrário, ele poderá compor mesa, sim, mas na condição do cargo que ocupa e não mais como ex-governador. Cito abaixo o parágrafo único, do Capítulo I, do Decreto 70.274/18, que por analogia é atribuído aos antigos governantes em todo território nacional.
CAPITULO I - DA PRECEDÊNCIA  - Parágrafo único. ‘Os antigos Chefes de Estado passarão logo após o Presidente do Supremo Tribunal Federal, desde que não exerçam qualquer função pública. Neste caso, a sua precedência será determinada pela função que estiverem exercendo’”. Emília Nunes é membro da Academia Brasileira de Cerimonial Público e Diretora de Eventos do Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo. Que bela lição. 

Firmino Filho faz séria acusação ao governo do Estado. Fala do caos na segurança pública e na saúde estaduais (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Entrevista

O Café com Informação desse sábado (8h30, Band) é sobre astrologia. A entrevistada é a terapeuta transpessoal, Tarcila Maria Macedo. Ela é ótima.
Tema interessante.

Pompa

O governo prever gastar R$ 1 milhão na solenidade de posse de Wellington Dias, no quarto mandato. 
Para quem se queixa de crise, é muito dinheiro.

Posse do Jair

Wellington Dias já avisou que não vai à posse de Jair Bolsonaro, em Brasília. 
Fez bem, porque iria apenas compor o cenário, certamente passaria desapercebido e até propositadamente ignorado. 

As coisas mudaram 

Ainda que possa justificar compromissos com a sua posse no quarto mandato no governo estadual, Wellington seguramente já percebeu que no Palácio do Planalto o inquilino é outro bem diferente de Lula e Dilma. 
As tratativas, se houverem, serão apenas protocolares. 

A volta

Merlong Solano já voltou à cadeira de Secretário de Governo. Sua substituta até a semana passada, Ariane Benigno, encontra-se a passeio nos Estados Unidos. 
Com a família.

Dolce far niente

Quem também passeia pela terra de Tio San, é a atual coordenadora da Comepi, Elzuila Calisto.

Cerimonial

Seria bom que autoridades e seus cerimonialistas improvisados consultassem Emília Nunes sempre que fossem realizar suas solenidades.
Na posse de Abelardo Vilanova no TCE se registrou uma gafe: todos, autoridades e convidados, cantaram o hino.

Apenas ouvir

Em solenidades onde o hino Nacional, Estadual , Municipal é interpretado por artistas ou coral, as autoridades e os convidados devem apenas ficar em posição de respeito e ouvir. 
Não se canta.

Ah...

A coluna esclarece que não houve o diálogo citado no Ping Pong de ontem.

SOS lagoa

A lagoa do Cajueiro, em Joaquim Pires está morrendo a passos lentos. Está poluída.
Mas ainda assim, oferece grande perigo à população que bebe e come o que tem nela.

Vem cá...

A coluna tem informação de que receberam verba de R$ 10 milhões, desde 2012 para despoluir a lagoa do Cajueiro?
O dinheiro sumiu na água ou engordou bolsos?

Pau na moleira

Na entrevista que deu ontem, a este jornalista e à colega Najla Fernandes, no programa O DiaNews, da O DiaTV, o prefeito Firmino Filho largou a cordialidade de mão e foi duro na crítica à segurança pública e ao setor de saúde estadual. 
Para Firmino a violência em Teresina assusta e a falta de estrutura nos hospitais públicos prejudicam a população.

Campanha

Firmino disse com todas as letras que na campanha eleitoral o assunto ‘segurança pública’ passou ao largo. 
“Discutiram acomodações políticas”, espetou ele.

Sem resposta

Até ontem a tarde o governo não havia se pronunciado sobre as críticas que o prefeito de Teresina fez sobre a segurança pública e a rede hospitalar.

Coisa grande

A empresa  LC Transportes, de Luis Carlos, preso na Operação Topic, deve ser das maiores prestadoras de serviços na prefeitura de Timon, Maranhão. Só em 2018 faturou exatos R$ 3.717.854,64. 
Providencialmente, os aditivos ao contrato são feitos desde 2016.

Ping-Pong

Cara ou Coroa

Deputado Federal Domingos Dutra (PT-MA) dá entrevista aos repórteres piauienses durante visita à Casa de Custódia como membro da CPI do Sistema Carcerário. A ele é apresentado um preso que foi capturado e solto 14 vezes, em menos de cinco anos. 

O repórter: “Deputado, como é que se explica isso?” 
O deputado: “Rapaz, eu não sei quem errou mais, o juiz que o soltou ou o preso”.

Originalmente publicado em 3 de março de 2008.

Expressas

A FMS divulgará em janeiro de 2019 o edital de Teste Seletivo e Concurso Público para provimento de vagas na rede municipal de saúde de Teresina.

As lojas do Centro de Teresina irão funcionar em horário especial nesse final de semana. Abrirão às 08h e fecharão somente às 18h.

Os candidatos classificados e aprovados no concurso público edital 001/2017 estão sendo convocados pela Secretaria de Estado da Saúde.

O aparente constrangimento causado com a presença do ex-governador Wilson Martins à mesa de honra na solenidade de posse da nova diretoria do TCE-PI vai aqui devidamente esclarecido. A cerimonialista Emilia Nunes escreve à coluna e dá verdadeira aula de protocolo. Eis seu texto: “Como membro da Academia Brasileira de Cerimonial e Protocolo e estudiosa do assunto, quero esclarecer a coluna que, ontem, dia 19 de dezembro de 2018, na posse do Presidente do TCE-PI, a composição da mesa foi corretíssima. Não houve “tropeção” por parte do Cerimonial. Para os que desconhecem a precedência protocolar, o Cerimonial Público é regido pelo Decreto 70.274/72. Estando presente um ex-governador de estado é elegante e delicado convidá-lo a compor a mesa de honra. Neste caso, o mesmo tem alta precedência, sentando logo após o Presidente do Tribunal de Justiça. Esclareço também que esta precedência diz respeito aos ex-governadores não ocupantes de função pública, caso contrário, ele poderá compor mesa, sim, mas na condição do cargo que ocupa e não mais como ex-governador. Cito abaixo o parágrafo único, do Capítulo I, do Decreto 70.274/18, que por analogia é atribuído aos antigos governantes em todo território nacional.
CAPITULO I - DA PRECEDÊNCIA  - Parágrafo único. ‘Os antigos Chefes de Estado passarão logo após o Presidente do Supremo Tribunal Federal, desde que não exerçam qualquer função pública. Neste caso, a sua precedência será determinada pela função que estiverem exercendo’”. Emília Nunes é membro da Academia Brasileira de Cerimonial Público e Diretora de Eventos do Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo. Que bela lição. 

Firmino Filho faz séria acusação ao governo do Estado. Fala do caos na segurança pública e na saúde estaduais (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Entrevista

O Café com Informação desse sábado (8h30, Band) é sobre astrologia. A entrevistada é a terapeuta transpessoal, Tarcila Maria Macedo. Ela é ótima.
Tema interessante.

Pompa

O governo prever gastar R$ 1 milhão na solenidade de posse de Wellington Dias, no quarto mandato. 
Para quem se queixa de crise, é muito dinheiro.

Posse do Jair

Wellington Dias já avisou que não vai à posse de Jair Bolsonaro, em Brasília. 
Fez bem, porque iria apenas compor o cenário, certamente passaria desapercebido e até propositadamente ignorado. 

As coisas mudaram 

Ainda que possa justificar compromissos com a sua posse no quarto mandato no governo estadual, Wellington seguramente já percebeu que no Palácio do Planalto o inquilino é outro bem diferente de Lula e Dilma. 
As tratativas, se houverem, serão apenas protocolares. 

A volta

Merlong Solano já voltou à cadeira de Secretário de Governo. Sua substituta até a semana passada, Ariane Benigno, encontra-se a passeio nos Estados Unidos. 
Com a família.

Dolce far niente

Quem também passeia pela terra de Tio San, é a atual coordenadora da Comepi, Elzuila Calisto.

Cerimonial

Seria bom que autoridades e seus cerimonialistas improvisados consultassem Emília Nunes sempre que fossem realizar suas solenidades.
Na posse de Abelardo Vilanova no TCE se registrou uma gafe: todos, autoridades e convidados, cantaram o hino.

Apenas ouvir

Em solenidades onde o hino Nacional, Estadual , Municipal é interpretado por artistas ou coral, as autoridades e os convidados devem apenas ficar em posição de respeito e ouvir. 
Não se canta.

Ah...

A coluna esclarece que não houve o diálogo citado no Ping Pong de ontem.

SOS lagoa

A lagoa do Cajueiro, em Joaquim Pires está morrendo a passos lentos. Está poluída.
Mas ainda assim, oferece grande perigo à população que bebe e come o que tem nela.

Vem cá...

A coluna tem informação de que receberam verba de R$ 10 milhões, desde 2012 para despoluir a lagoa do Cajueiro?
O dinheiro sumiu na água ou engordou bolsos?

Pau na moleira

Na entrevista que deu ontem, a este jornalista e à colega Najla Fernandes, no programa O DiaNews, da O DiaTV, o prefeito Firmino Filho largou a cordialidade de mão e foi duro na crítica à segurança pública e ao setor de saúde estadual. 
Para Firmino a violência em Teresina assusta e a falta de estrutura nos hospitais públicos prejudicam a população.

Campanha

Firmino disse com todas as letras que na campanha eleitoral o assunto ‘segurança pública’ passou ao largo. 
“Discutiram acomodações políticas”, espetou ele.

Sem resposta

Até ontem a tarde o governo não havia se pronunciado sobre as críticas que o prefeito de Teresina fez sobre a segurança pública e a rede hospitalar.

Coisa grande

A empresa  LC Transportes, de Luis Carlos, preso na Operação Topic, deve ser das maiores prestadoras de serviços na prefeitura de Timon, Maranhão. Só em 2018 faturou exatos R$ 3.717.854,64. 
Providencialmente, os aditivos ao contrato são feitos desde 2016.

Ping-Pong

Cara ou Coroa

Deputado Federal Domingos Dutra (PT-MA) dá entrevista aos repórteres piauienses durante visita à Casa de Custódia como membro da CPI do Sistema Carcerário. A ele é apresentado um preso que foi capturado e solto 14 vezes, em menos de cinco anos. 

O repórter: “Deputado, como é que se explica isso?” 
O deputado: “Rapaz, eu não sei quem errou mais, o juiz que o soltou ou o preso”.

Originalmente publicado em 3 de março de 2008.

Expressas

A FMS divulgará em janeiro de 2019 o edital de Teste Seletivo e Concurso Público para provimento de vagas na rede municipal de saúde de Teresina.

As lojas do Centro de Teresina irão funcionar em horário especial nesse final de semana. Abrirão às 08h e fecharão somente às 18h.

Os candidatos classificados e aprovados no concurso público edital 001/2017 estão sendo convocados pela Secretaria de Estado da Saúde.

Ausência total de decoro Colcha de retalhos